OVD em caldeira de aquecimento...

O lugar privilegiado para aqueles que optam usar óleo vegetal directamente nas viaturas.
Gearbest Banner



Avatar do Utilizador

Autor do tópico
FLGFLG
Membro Dedicado
Membro Dedicado
Mensagens: 40
Registado: quinta jun 29, 2006 9:58 am
Estado: Desligado

OVD em caldeira de aquecimento...

Mensagem por FLGFLG » quarta jul 12, 2006 1:47 pm

boas a todos, a titulo de curiosidade telefonei a perguntar "aqui" na zona a quanto é que estava o preço do gasoleo para aquecimento:0.695€ o litro, se a memoria não me falha penso ter lido num dos topicos que encontrava-se oleo a 0.54€... se assim for penso que para alem dos veiculos, o ovd para caldeiras de aquecimento podera ser um alvo interessante. existe alguem que ja o tenha feito? se sim, com que percentagem? quais os eventuais "riscos" para a caldeira?
CumprimenTTos,

Filipe Garcia
flg@sapo.pt
962327370
Viana do Castelo


GoogleAds
Membro
Membro
Mensagens: 99999+
Registado: sabado jan 01, 2000 00:01 am
Estado:Ligado



manuelcar
Staff Member
Staff Member
Mensagens: 2658
Registado: terça mai 09, 2006 3:46 pm
Estado: Desligado

Mensagem por manuelcar » quarta jul 12, 2006 11:37 pm

olá flgflg, bem vindo ao forum
a questão que colocas é da maior pertinencia, e cada vez será mais interessante a conversão do sistema. vejamos:
convém distinguir a caldeira (dispositivo que aquece a água) do queimador (dispositivo de combustão que fornece energia á caldeira.
para converter um sistema de aquecimento central, é neste ultimo componente que temos que nos centrar. os queimadores a gasoleo funcionam segundo dois sistemas diferentes:
1 - a pulverização, em que o gasoleo é injectado a grande pressão por um orificio de reduzidas dimensões ( este é o método geralmente empregue), tem o incoveniente de entupir e produzir uma má queima. para adptar este sistema deve ser necessário aquecer préviamente o ov, misturá-lo com gasoleo, e/ou mudar os bicos.
2 - o principio babington, o oleo é bombeado e escorre por uma superfície esférica formando uma película muito fina sobre esta superfície, um jacto de ar comprimido saindo por um pequeno orificio nesta superfície provoca uma pulverização mais eficiente resultando numa melhor queima. tem sido descrita a queima de gasoleo jet a1 e a2, ov usado, ov novo e até oleo de motor usado em sistemas utilizando estes queimadores.
já publiquei aqui um linque sobre a patente deste queimador revolucionário e planos para a construção caseira do mesmo.
aqui vai, website do fabricante e fornecedor do exercito norte-americano:
http://www.babingtontechnology.com/how_ ... r_work.htm
uma perspectiva "faça você mesmo":
http://www.green-trust.org/2000/biofuel ... efault.htm
a adaptação dos queimadores normais parece ser também um assunto interessante, e, por aqui, aguardamos com o maior interesse que apareça alguem que planifique, execute e reporte as suas experiências. saúde da boa!

Avatar do Utilizador

Autor do tópico
FLGFLG
Membro Dedicado
Membro Dedicado
Mensagens: 40
Registado: quinta jun 29, 2006 9:58 am
Estado: Desligado

Mensagem por FLGFLG » quinta jul 13, 2006 10:54 am

"manuelcar" muito obrigado pela sua explicação, o queimador da minha caldeira utiliza o metodo geral, se bem percebi se quiser usar ovd a 100% deverei proceder a algumas alterações, estava a pensar em fazer como no discovery 200 uma mistura de 50% e aumentar gradualmente talvez até aos 80%, sera conveniente adicionar um pouco de gasolina? se sim em que proporção?
CumprimenTTos,

Filipe Garcia
flg@sapo.pt
962327370
Viana do Castelo


manuelcar
Staff Member
Staff Member
Mensagens: 2658
Registado: terça mai 09, 2006 3:46 pm
Estado: Desligado

Mensagem por manuelcar » quinta jul 13, 2006 10:49 pm

em teoria pode ser! se eu tivesse uma caldeira dessas já teria feito as minhas experiencias até porque já foi anunciado o aumento do imposto do gasoleo de aquecimento. experimenta alterar o circuito de admissão por forma a que o oleo aqueça antes de chegar ao injector. ou então usa o esquema do filtro de gasoleo com uma resistencia de aquecimento. atenção aos fumos e cheiros.

Avatar do Utilizador

Autor do tópico
FLGFLG
Membro Dedicado
Membro Dedicado
Mensagens: 40
Registado: quinta jun 29, 2006 9:58 am
Estado: Desligado

Mensagem por FLGFLG » sexta jul 14, 2006 9:07 am

manuelcar Escreveu:... ou então usa o esquema do filtro de gasoleo com uma resistencia de aquecimento...
onde é que posso encontrar este esquema?
CumprimenTTos,

Filipe Garcia
flg@sapo.pt
962327370
Viana do Castelo


manuelcar
Staff Member
Staff Member
Mensagens: 2658
Registado: terça mai 09, 2006 3:46 pm
Estado: Desligado

Mensagem por manuelcar » sexta jul 14, 2006 11:41 pm

por todo este forum
procura nos topicos sobre o nosso kit ovd.
a ideia é que o filtro de gasoleo pode ser aquecido electricamente, portanto ele passa a ser menos viscoso antes do arranque, como no arranque ds nossos diesel, dás à chave, esperas que aqueça e depois...ignição.

Avatar do Utilizador

Tó Miguel
Membro Platinium
Membro Platinium
Mensagens: 3727
Registado: terça mai 30, 2006 8:19 pm
Localização: Montijo/PORTUGAL
Contacto:
Estado: Desligado

Mensagem por Tó Miguel » domingo jul 16, 2006 6:05 pm

certo, mas...
não estará o filtro do óleo um pouco longe dos injectores na altura do arranque a frio???
"ECOnomia também pode ser ECOlogia"
Sócio ANE Nº 16


manuelcar
Staff Member
Staff Member
Mensagens: 2658
Registado: terça mai 09, 2006 3:46 pm
Estado: Desligado

Mensagem por manuelcar » segunda jul 17, 2006 4:39 pm

sim, também isso foi resolvido pelo hynek.

Avatar do Utilizador

Tó Miguel
Membro Platinium
Membro Platinium
Mensagens: 3727
Registado: terça mai 30, 2006 8:19 pm
Localização: Montijo/PORTUGAL
Contacto:
Estado: Desligado

Mensagem por Tó Miguel » segunda jul 17, 2006 7:19 pm

quer dizer que já há pessoal com o esquema montado?
se sim será para por fotos aqui?
ou se não for pedir muito o esquema de montagem...
era o ideal
"ECOnomia também pode ser ECOlogia"
Sócio ANE Nº 16


manuelcar
Staff Member
Staff Member
Mensagens: 2658
Registado: terça mai 09, 2006 3:46 pm
Estado: Desligado

Mensagem por manuelcar » segunda jul 17, 2006 11:35 pm


nada feito, tó
o pessoal anda aqui preocupado com os consumos automóveis. mas algumas das soluções aplicam-se tb às caldeiras. por isso vais ser pioneiro e contribuir com as tuas reflexões, fotos e experiências, vale?
publica lá aqui algumas fotos e o esquema de funcionamento do queimador, que eu vou-te apontando as contribuições e adianto-te sugestões.
mas não existem soluções directas para o teu queimador, se quiseres um esquema bi-combustivel ou um esquema de aquecimento tens que publicar o que te peço.
saúde da boa!

Avatar do Utilizador

Tó Miguel
Membro Platinium
Membro Platinium
Mensagens: 3727
Registado: terça mai 30, 2006 8:19 pm
Localização: Montijo/PORTUGAL
Contacto:
Estado: Desligado

Mensagem por Tó Miguel » quarta ago 02, 2006 9:14 pm

mania, que eu tenho de ser sempre pioneiro, nestas coisas...

ok, quando tiver alguma coisa, eu posto...
"ECOnomia também pode ser ECOlogia"
Sócio ANE Nº 16


mtavares
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 199
Registado: sexta jun 16, 2006 12:24 am
Estado: Desligado

Mensagem por mtavares » sábado set 02, 2006 1:16 pm

ola!

é um bocado tardia esta resposta, mas aqui vai.

caldeiras a gasoleo para aquecimento central !!!! dahhh, e querem voces serem amigos do ambiente.

eu uso lenha de eucalipto seca, mas bem seca. as necessidades enrgeticas de uma habitacao com pouco isolamento em portugal nao sao elevadas , ie, so aquecemos 4 meses por ano,

eu ca em casa uso uma recuperador / caldeira da solzaima, que fornece energia para uma casa feita em pedra de granito com janelas duplas sem perdas por correntes de ar. com 80 elementos dissipadores, e um acumulador de agua quente sanitaria de 150 litros, com permutador em manga.

a casa nao esta quente , ie 25 ºc, mas consegues-se manter nos 17 a 18ºc, quando la fora estao 5 a 6ºc com 3 fogueiras por dia, ie, 1a as 18h30, 2a as 20h30 e 3a 22h.

o que corresponte a 1 carro de mao cheio ate nao caber mais, dos de transportar massa na obras.
lenha por ano gasto 4,5 toneladas.

a agua quente sanitaria serve para os duches da manha que sao 4 e os duches da noite que sao 4 , mas, o acumulador só é alimentado por agua quente da caldeira durante 2 horas pro dia.

o que estou a queimar é biomassa, que é isenta de co2,
sobre as particulas que o recuperador liberta , é o mal necessario. as cinzas provenientes do recuperador , que limpo de 3 em 3 dias, com o tabuleiro cheio , vao parar ao jardim, apesar da acidez da terra estar neutra e o conteudo de azoto dentro dos limites normais.
a limpeza da chaminé desde que compro lenha em junho julho com o mes de agosto a secar ao tempo , so limpo por percaução, uma vez que quando queimava lenha que nao secava , limpava a chamine 2x pro epoca.
agora os residuos de fulugem sao insignificantes.
a lenha de eucalipto é interresante, uma vez que é de crescimento rápido arde bem com pouco oxigenio, é de queima rápida , mas sempre possivel de controlar no recuperador. a sua tempreratura de ignicao é mais baixa , ao contrario do carvalho e subro que " aguentam" mais tempo, é mentira, eu para conseguir ter a caldeira quente tenho o registo todo aberto do ar de queima, que implica uma maior perda de temepratura pela chamine. quando queimo sobro ou carvalho.

este ano , vou monitorizar diferentes tipos de lenha com sensores de temperatura na chamine na camara de combustao e na água da caldeira, o sensor de lambda do carro seria interresante mas esta longe do meu orçamento anual.
a ver vamos como corre.

abraço a todos

mtavares

Avatar do Utilizador

Hugo
Membro Dedicado
Membro Dedicado
Mensagens: 86
Registado: terça jul 04, 2006 2:44 pm
Localização: Lisboa / Cartaxo
Estado: Desligado

Mensagem por Hugo » sábado set 02, 2006 5:45 pm

essa logistica e materiais não estão diponiveis em todo o lado... e para quem vive num apartamento normalmente só usa lenha 1 vez, perde logo o encanto... a lenha não sai assim tão barato, suja a casa, dá muito trabalho e acima de tudo... não arrefece.

pessoalmente prefiro o ac, tenho lareira mas não há nada como carregar num butão e 5 minutos depois a casa estar fresca ou quente consoante a altura do ano, esta velocidade também faz com que se poupe energia visto que aquecimentos centrais, radiantes, lareira só começa a notar-se muito tempo depois no ambiente com imenso dispendio de energia inicial e desperdicio de energia quando vamos embora... só se deve consumir o que se usa.

hoje em dia um sistema de ac bom, economico, eficiente e ecologico está muitissimo mais em conta que sistemas de recuperadores, aquecimentos centrais e coisas do género... além disso... é um 2 em 1 e sabe tão bem estar fresquinho com este calor...



em portugal devia-se actualizar os materiais de construção em termos de isolamento, o que é tradicional simplesmente não funciona... aquece-se/arrefece-se e pouco tempo depois está na mesma. ainda por cima as tecnica de construção são mais caras... paga-se na construção e na energia... não se percebe!



h
Veículos ecológicos?

- 0% Emissões
- 0% Ruído
- 0% Impacto ambiental
- 100% corpo e mente saudável


http://www.amigosdapagaia.com
http://www.furatrilhos.com


manuelcar
Staff Member
Staff Member
Mensagens: 2658
Registado: terça mai 09, 2006 3:46 pm
Estado: Desligado

Mensagem por manuelcar » quinta set 07, 2006 10:28 pm

vai por aqui alguma confusão!
independentemente das soluções pessoais e mais adequadas a cada caso, existem alguns pressupostos que se devem ter em conta.
1º a energia mais barata e limpa, para aquecimento é a solar;
2º no caso de ser necessário algum aporte de temperatura a um sistema solar (quase sempre nos dias mais frios e ensombrados) o ideal é a quaima de um combustivel renovavel, i.e. oleo vegetal, lenha, residuos florestais...
3º o uso intensivo de electricidade, quer para aquecimento, quer para arrefecimento não é uma solução sustentavel, uma vez que apenas uma pequena quantidade de energia é produzida nas albufeiras e geradores eolicos.
nos casos em que o uso de lenha não seja recomendavel existem umas pastilhas feitas de residuos florestais prensados que queimam em caldeiras próprias e são mais baratos que esta.


mtavares
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 199
Registado: sexta jun 16, 2006 12:24 am
Estado: Desligado

pellets

Mensagem por mtavares » quinta set 07, 2006 11:05 pm

pastilhas!!! estas a referir-te ao pellet´s

eu ja estive pra comprar uma máquina pra fazer esse material. precisava de um motor de 190a electrico !!!!

mas so dá apartir de residuos de serracao , e é necesario fazer o controlo da humidade , antes da prensagem.

os pellets estao a cerca de 140 a 170 euros a tonelada!!! mas sao 50 % mais baratos, na relacao custo/kw. e tem humidade reduzida, ie entre o 5 a 7% o que é bom umavez que nao se "queima" água mas sim lenha prensada.

kk esclarecimento, podem contactar-me.
ab a todos
mtavares

Avatar do Utilizador

Hugo
Membro Dedicado
Membro Dedicado
Mensagens: 86
Registado: terça jul 04, 2006 2:44 pm
Localização: Lisboa / Cartaxo
Estado: Desligado

Mensagem por Hugo » sexta set 08, 2006 12:57 pm

manuelcar Escreveu:vai por aqui alguma confusão!
independentemente das soluções pessoais e mais adequadas a cada caso, existem alguns pressupostos que se devem ter em conta.
1º a energia mais barata e limpa, para aquecimento é a solar;
2º no caso de ser necessário algum aporte de temperatura a um sistema solar (quase sempre nos dias mais frios e ensombrados) o ideal é a quaima de um combustivel renovavel, i.e. oleo vegetal, lenha, residuos florestais...
3º o uso intensivo de electricidade, quer para aquecimento, quer para arrefecimento não é uma solução sustentavel, uma vez que apenas uma pequena quantidade de energia é produzida nas albufeiras e geradores eolicos.
nos casos em que o uso de lenha não seja recomendavel existem umas pastilhas feitas de residuos florestais prensados que queimam em caldeiras próprias e são mais baratos que esta.

olá manuel,

acho que o 1º presuposto deve ser o bom isolamento dos espaços interiores quando se fala em economia, eficiencia e ecologia. coisa que raramente acontece nos imoveis deste país.

o solar é barato quando está a funcionar em pleno... mas temos que ver algumas coisas... está pouco tempo a funcionar em pleno, o que por experiencia propria obriga a utilizar outros sistemas para complementar e voltamos ao mesmo, é extremamente caro ainda e ainda por cima é preciso fazer obras extra, para quem tem uns bons milhares de contos a que não sabe que destino lhe dar é igual ao litro... infelizmente não é o caso da maior parte das pessoas o que faz com que este ponto tenha de ser bem ponderado pois fica-se sem dinheiro e o sistema só aquece no verão quando não é preciso aquecer quase nada.

uma coisa muito importante e que niguém pensa nem os vendedores avisam quando é investido uma boa maquia no solar é a perda de eficiencia e manutenções caras ao longo dos anos.

não sou contra o solar, pelo contrário mas é preciso ver bem as coisas quando não se tem dinheiro para deitar para o lixo nem se está para hipoteticamente recuperar o investimento que, é pago a pronto, em mais de 10 anos e ao fim deste tempo é preciso "investir" mais uma boa soma em manutenções. para quem a ecologia pesa mais que o custo... força... aplaudo de pé!


quando à queima de biomassa sou completamente de acordo que é preciso fazer mas é preciso ver:

-quanto à lenha já me exprimi...
-quando às pellets também consomem energia e poluem para serem fabricadas e não me parece que consuma energia de pellets, e atenção que as pellets são consideradas hoje em dia a solução mais economica e ecologica para sistemas de queima
-seria giro ligar para o homem da lenha e pedir uma carrada de lenha para o 5ºdto

outra vez as pellets, a experiencia que tive (se é que estamos a falar do mesmo) foi num aparelho tipo salamandra em que se mete as pellets em cima e o sistema vai despejando as bolinhas... aquilo até é giro de ver trabalhar e até me parece ser eficiente... aqueceu aquela sala de menos de 20m2 em 30/45 minutos... nada mau e as bolinhas transportam-se num saquinho de plastico... ainda me parto a rir quando vejo lareiras em apartamentos.

este sistema em questão custou cerca de 2500€ (500 contos) e é só mesmo o aparelho (que também precisa de electricidade para trabalhar), aquilo não tem mão de obra nenhuma, é só assegurar na construção que há um buraco para o exterior para saida de gases, pegar no aparelho e meter la no sitio... e custou 500 contos.

comparando com o ac aqui de casa... 18.000btu / 22.000btu de arrefecimento / aquecimento respectivamente... a minha sala tem quase 70m2... e sabe manuel quanto tempo demora a ficar com uma temperatura agradavel? menos de 5 minutos tanto no verão como no inverno... um sistema mais potente em trabalho continuo não é necessáriamente mais gastador em situação real. e sabe qual foi o preço? menos de 100 contos com instalação e como já tinha referido no outro post é um 2 em 1... aquece e arrefece.

voltando atrás o segredo está no isolamento da habitação, nisto achei que valia a pensa investir e foi o que fiz, além de se notar mais fica feito e não se mexe nem gasta mais.


quer outro exemplo vivido por mim?
no canadá estive no estado de alberta em que as temperaturas chegam aos 45 negativos com ventos de mais de -50. a casa onde estive era uma moradia que não tinha outras casas encostadas e tinha aquecimento central a gás natural (é obrigatório por lei) com sistema de soprar ar quente nas divisões por grelhas no chão e ao fim de 15 anos é obrigatório por lei substituir o sistema por outro novo... o novo sistema era muitissimo mais potente e notava-se no contador... mas trabalhava até atigir a temperatura e era mais rápido que o outro e depois só trabalhava 3 minutos de 15 em 15 minutos. a factura do gás passou a vir uns dolares mais baixa e o preço do gás lá é barato o que significa que alguns dolares representa muitos litros... e o gás lá só serve para aquecimento, tudo o resto é electrico. mais potencia menor consumo.

e mais uma vez... o isolamento não é como cá...




para ver o que consome mais temos que ver o consumo de produzir as tais bolinhas e os outros produtos (resinas acho) que aquilo leva e apesar do mtavares ter dito a potencia da maquina não conseguimos calcular apesar de acreditar que é mais ecologico que o ac quando se faz as contas a vários anos por exemplo e só no inverno... se se quer arrefecer tem que ter ac na mesma e quanto ao custo na carteira nem vale a pena falar... comprar 2 maquinas em vez de 1 e essa 1 faz o mesmo que a outra... a questão que se prende aqui para mim é a eficiencia que no ac é maior e se a baixa eficiencia de sistemas de queima não fará pender a balança da economia para o lado do ac que precisa de trabalhar menos horas para fazer o mesmo...



quanto ao petroleo nas centrais... é uma questão complicada esta... vou apenas dizer como eu vejo esta questão... é apenas um opinião e vale e o que vale... não estou a tentar arranjar soluções nem a criticas, apenas a comentar as coisas tal como vejo.

a electricidade é necessária para vivermos na sociedade actual... não vou viver para uma caverna.

se existe assim tanta preocupação com o consumo de petroleo e seus poluentes porque não começam no consumo de recreio? manuel é dos algarves não é? pratico canoagem e adoro a ria formosa... mas não ponho ai os pés no verão... pois é só barcos a motor... e não são de pesca... estou a falar de motas de água para brincar, barcos de recreio, etc, etc... e para quem não sabe o consumo de um barco... não tem nada a ver com o consumo de um carro... são valores completamete dispares... já para não falar de poluição sonora e da água para os outros que querem disfrutar da natureza como ela é e para a fauna e flora local.


há por aqui também pessoas com jeeps e que até têm pride-pictures das suas maquinas de brincadeira a atravessar rios e coisas assim... será que essas algumas pessoas que estão a consumir conbustiveis fosseis ou não (mesmo não sendo consomem fosseis para ser produzido e não esquecer os lubrificantes) têm mais direito a poluir a aumentar a cota de co2 reflectindo-se depois nos impostos de todos nós, no ar que respiramos, na água, etc, etc, etc?


eu até gosto de todo o terreno... pego na btt e lá vou eu danificando o minimo e até me dá mais gozo pois sou mais eu que uma maquina estupida.

a competição é outra história de como o capital de sobrepoe a tudo o resto e nem vale a pena grandes comentários.

fala-se de carros vegetarianos... alguém faz ideia do consumo intensivo, recursos que consome e poluição que produz uma pessoa não vegetariana? falou-se aqui em gerar frio... quanto é que uma arca de armazenagem de carne consome? e um matadoro? alguém sabe a poluição associada à produção de produtos animais? alguém sabe que para produzir 1kg de carne se gasta 10 de alimento... alimento este que pode ser consumido por nós directamente + energia que pode ser consumida por nós?


falando por mim e para acabar prefiro ver o petroleo consumido na central que nos ajuda a todos na qualidade vida que nos brinquedos poluidores dos putos grandes e na produção de produtos que estão mais que provados não serem necessários nos dias de hoje... ainda por cima produz-se em excesso e deita-se fora de seguida e o estado (nós) a pagar.





quanto a ecologia pura e dura ainda haveria muita coisa a dizer mas estaria a afastar-me ainda mais do assunto




abraços e desculpem o testamento
h
Veículos ecológicos?

- 0% Emissões
- 0% Ruído
- 0% Impacto ambiental
- 100% corpo e mente saudável


http://www.amigosdapagaia.com
http://www.furatrilhos.com


manuelcar
Staff Member
Staff Member
Mensagens: 2658
Registado: terça mai 09, 2006 3:46 pm
Estado: Desligado

Mensagem por manuelcar » sexta set 08, 2006 9:06 pm

calma amigo hugo
vamos explicar a coisa por partes então.
como construi uma casa de raiz (na costa alentejana, não é no algarve) tratei primeiro da parte dos isolamentos. aqui qualquer poupança inicial traduz-se em custos adicionais ao longo da vida (mesmo que as taxas de juro subam, o custo da energia subirá sempre mais). o problema do calor de verão resolve-se pelo isolamento e pelo ensombramento, tudo bem pensado e não necessito de ar condicionado. quanto ao aquecimento a questão é outra, o clima aqui não é excessivamente frio excepto nos dias limpidos de inverno, mas é muito humido. a solução que encontrei foi um excelente isolamento do chão: betonilha, caixa de ar, wallmate, betonilha e 1 km de tubo espalhado pela casa com mais 6 cm de betonilha em cima. e a diferença está toda aqui, a rapidez de aqueimento traduz-se em rapidez de arrefecimento, aquecer apenas o ar não é a forma mais eficiente de aquecer uma casa. tenho um inercia termica dada por um volume de 6 cm por 130 m2. aqueço o chão enquanto há luz e mantenho a casa quente até ao dia seguinte. o aporte necessário faço como expliquei, a lenha aqui não custa muito. e duches de verão, e aquecimento de agua para as maquinas de lavar a loiça e roupa.... é só fazer as contas.

Avatar do Utilizador

Hugo
Membro Dedicado
Membro Dedicado
Mensagens: 86
Registado: terça jul 04, 2006 2:44 pm
Localização: Lisboa / Cartaxo
Estado: Desligado

Mensagem por Hugo » sexta set 08, 2006 10:23 pm

manuelcar Escreveu:calma amigo hugo
vamos explicar a coisa por partes então.
como construi uma casa de raiz (na costa alentejana, não é no algarve) tratei primeiro da parte dos isolamentos. aqui qualquer poupança inicial traduz-se em custos adicionais ao longo da vida (mesmo que as taxas de juro subam, o custo da energia subirá sempre mais). o problema do calor de verão resolve-se pelo isolamento e pelo ensombramento, tudo bem pensado e não necessito de ar condicionado. quanto ao aquecimento a questão é outra, o clima aqui não é excessivamente frio excepto nos dias limpidos de inverno, mas é muito humido. a solução que encontrei foi um excelente isolamento do chão: betonilha, caixa de ar, wallmate, betonilha e 1 km de tubo espalhado pela casa com mais 6 cm de betonilha em cima. e a diferença está toda aqui, a rapidez de aqueimento traduz-se em rapidez de arrefecimento, aquecer apenas o ar não é a forma mais eficiente de aquecer uma casa. tenho um inercia termica dada por um volume de 6 cm por 130 m2. aqueço o chão enquanto há luz e mantenho a casa quente até ao dia seguinte. o aporte necessário faço como expliquei, a lenha aqui não custa muito. e duches de verão, e aquecimento de agua para as maquinas de lavar a loiça e roupa.... é só fazer as contas.

concordo e fico feliz pelo cuidado que teve, aqui foi +- o mesmo e tenho janelas de boa qualidade e bastante isoladas, a primeira lage não está em contacto com a terra, também é isolado ao nivel do telhado e mais umas coisinhas que vi por fora e instalei.

esta casa já foi utilizada como casa de fim de semana e podiam estar 45 (temperatura normal de verão por estas bandas) que dentro estava bastante frescote até... e de inverno apesar de a casa estar fechada e ser normal arrefecer mais também a temperatura não baixa nada de especial.

agora sendo habitada há mais entradas e saidas, calor produzido na cozinha, aparelhos electricos como televisão, etc. e o seu forte também se torna a sua fraquesa, pois tal como o calor de fora não entra quando está tudo fechado também não sai uma vez cá dentro. dai utilizar o ac para pontualmente arrefecer e o compressor nem trabalha muito tempo seguido acabando eu proprio por desligar-lo porque até se torna demasiado frio e não se justifica.

nos quartos nem tenho pois como só utilizo para dormir a temperatura está bastante agradavel todo o ano e não preciso nem de aquecer nem arrefecer.

quanto à economia de funcionamento de facto não há nada como o solar... quanto ao custo de instalação também não... não lhe vou obviamente perguntar em quanto lhe ficou mas de certeza que fez as contas e não é coisa para 2 ou 3 anos... eu fiz as contas e o equipamento que me convinha só era pago o fim de varias decadas, assumindo que nada avariava pelo caminho, e mesmo que pedisse um emprestimo com beneficios para energias alternativas e redução no irs não me compensava... se tivesse metido seria puramente por motivos ecologicos pois os economicos demorariam muito a retornar e como tenho outras coisas a realizar não estive para suportar a despesa. se o nosso estado fosse como outros e financiasse parte da instalação ainda tinha pensado melhor... assim não... ecologia tem de ser feita em larga escala e tudo o que é produzido em larga escala é mais barato, como isso ainda não acontece conformo-me por agora.

quanto à lenha não acho mal, apenas referi que não é pratico em todo o lado, especialmente na cidade em apartamentos, há milhares de apartamentos com lareira que só servem para ocupar espaço e para fazer os seus donos recorrer ao velho aquecedor a oleo que gasta mais que um ac ou outro sistema que podia ser implementado de raiz e a propria lareira é uma peça cara e com alguma mão de obra o que a torna economicamente inviavel em relação ao resto. parece-me neste ponto que também há alguma falta de cultura de parte de quem faz e quem compra. talvez devido ao romantismo da memoria da lareira na casa dos avós no campo... vá-se lá saber.



h
Veículos ecológicos?

- 0% Emissões
- 0% Ruído
- 0% Impacto ambiental
- 100% corpo e mente saudável


http://www.amigosdapagaia.com
http://www.furatrilhos.com


manuelcar
Staff Member
Staff Member
Mensagens: 2658
Registado: terça mai 09, 2006 3:46 pm
Estado: Desligado

Mensagem por manuelcar » sábado set 09, 2006 1:22 am

pois!
o benficio não vai muito para além dos 5% de iva e nem para todos os componentes. mas o sistema que instalei não é muito ambicioso, e ficou-me por cerca de 8000 € inscrito na despesa geral de construção da casa cujos juros são dedutiveis no irs. a maioria dos componentes tem 10 anos de garantia e não espero problemas antes de 20. os tubos têm 90. quando tiver as fotos e os gráficos todos eu crio aqui um tópico só para discutirmos este assunto. ok?


mtavares
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 199
Registado: sexta jun 16, 2006 12:24 am
Estado: Desligado

Mensagem por mtavares » sábado set 09, 2006 1:30 am

ola para manuelcar e hugo!!

voces sao brilhantes !!! ambos tem razao.

lareiras em apartamentos é negativo, aliás lareira é pre historio e so serve pra decoração. uma vez que apenas o calor radiante aquece. mas voces ja sabem isso.

nao tenho nada a acrescentar sobre o assunto

todos estes sistemas devem ser escolhidos a com atenção cientifica.

ab a todos

mtavares

Responder

Voltar para “Óleo Vegetal Directo”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 4 visitantes