Parte Eléctrica e Electronica

O lugar privilegiado para aqueles que optam usar óleo vegetal directamente nas viaturas.
Gearbest Banner



Responder
Avatar do Utilizador

Eletrico
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 624
Registado: quinta set 06, 2007 10:24 pm
Localização: Torres vedras
Estado: Desligado

Re: Parte Eléctrica e Electronica

Mensagem por Eletrico » sábado abr 05, 2008 1:13 am

njay Escreveu:> adição proporcional de o.v. em face da temperatura do combustível.
>
> a situação e a seguinte : arrancamos com o carro a diesel (puro) e ao mesmo tempo
> iniciamos ao aquecimento. na linha de combustível junto da bomba colocamos una sonda tipo
> pt100 (só porque e um tipo que permite ligar vários equipamentos em simultâneo) na qual

o que é exactamente essa pt100?
uma sonda tipo pt100[attachment=0]clip_image002.jpg[/attachment]penso que da uma pequena tenção de saida em função da temperatura mvs são dois metais difrentes unidos numa soldadura basicamente

> vamos medir a temperatura do combustível.como não e fácil de encontrar válvulas de
> abertura proporcional poderíamos optar por controlar os ciclos de abertura e fecho da
> válvula.assim por exemplo ao atingirmos a temperatura de 30ºc (so a titulo de exemplo)
> teríamos diesel durante 9seg e o.v. durante 1seg ou seja teoricamente 10% de o.v.(ou

provavelmente é mais fácil ter 10% mas numa frequência maior, isto
é, em vez de 9s/1 (0.1hz) ter-se 900ms/100ms (1hz). serviria ou é
mesmo preciso ter um período de 10s? (com 1hz a temperatura seria
"analizada" 1 vez por segundo em vez de 1 vez a cada 10s).

não seria de todo necessário ser em 10s.no entanto isto esta a acontecer num circuito fechado que por assim dizer iria passar gradualmente de diesel para o.v.,também não e necessário muita finura dai ter inicialmente falado em 10s pois e a base de trabalho do sistema que estou a usar porem só com temporização.alem disso uma frequência de manobras deste nivel 900ms/100ms e possível que reduza a vida útil da válvula (suponho que atinja mais rápido o fim de vida)mas isto era uma base de trabalho para evuluir por isso era encontrar uma solução fiavel

> melhor do combustível do 2º tanque) quando atingida a temperatura de 70ºc temos a válvula
> sempre ligada.

essa válvula é de 2 entradas e 1 saída, comutando a saída entre
cada 1 das entradas, certo?certo

> em síntese uma analise de temperatura a cada 10seg e uma saída de sinal (contacto seco)
> para a válvula temporizada em função da temperatura.
de momento não tenho dados muito pormenorizados das sondas pt100 pois limito-me a instalalas e nunca tive de criar nenhum equipamento para as ligar la
cumprimentos
Anexos
clip_image002.jpg
clip_image002.jpg (925 Bytes) Visto 5191 vezes
Corsa A1.5D OV40/60

Associado n.º 23
Associação NovaEnergia.net


GoogleAds
Membro
Membro
Mensagens: 99999+
Registado: sabado jan 01, 2000 00:01 am
Estado:Ligado


Avatar do Utilizador

jmal
Membro Platinium
Membro Platinium
Mensagens: 8390
Registado: segunda nov 12, 2007 4:09 pm
Localização: Caldas da Rainha
Estado: Desligado

Re: Parte Eléctrica e Electronica

Mensagem por jmal » sábado abr 05, 2008 1:36 am

a electrónica actual dos carros é muito arcaica, o que queres desenvolver é muito simples mas obriga a gastar alguns euros numa válvula que se utiliza muito na indústria e que se chama servo-válvula ou válvula servo-acionada, o custo dela depende da pressão que tem de suportar e do caudal que tem de deixar passar, posso tentar ver quanto custa a dita, e até dar uma ideia daquilo que será necessário, mas quando a mim é relativamente simples.
Cumps Inovadores
Vectrix VX1 Limited - 8 kwh - 20000 kms

Avatar do Utilizador

Eletrico
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 624
Registado: quinta set 06, 2007 10:24 pm
Localização: Torres vedras
Estado: Desligado

Re: Parte Eléctrica e Electronica

Mensagem por Eletrico » sábado abr 05, 2008 1:54 am

jmal Escreveu:a electrónica actual dos carros é muito arcaica, o que queres desenvolver é muito simples mas obriga a gastar alguns euros numa válvula que se utiliza muito na indústria e que se chama servo-válvula ou válvula servo-acionada, o custo dela depende da pressão que tem de suportar e do caudal que tem de deixar passar, posso tentar ver quanto custa a dita, e até dar uma ideia daquilo que será necessário, mas quando a mim é relativamente simples.
jmal penso que sei do que falas e o tipo de válvulas usadas para controle de gás ou ar nos queimadores.sei que também há para líquidos.mas há partida parece-me muito dispendioso pois como sabes não pode ser latão alem de que também ocupa imenso espaço.
e uma coisa como esta só que de 3 vias: como já tenho uma válvula instalada não queria mudar.
cumprimentos
Corsa A1.5D OV40/60

Associado n.º 23
Associação NovaEnergia.net

Avatar do Utilizador

jmal
Membro Platinium
Membro Platinium
Mensagens: 8390
Registado: segunda nov 12, 2007 4:09 pm
Localização: Caldas da Rainha
Estado: Desligado

Re: Parte Eléctrica e Electronica

Mensagem por jmal » sábado abr 05, 2008 11:05 am

eletrico Escreveu:
jmal Escreveu:a electrónica actual dos carros é muito arcaica, o que queres desenvolver é muito simples mas obriga a gastar alguns euros numa válvula que se utiliza muito na indústria e que se chama servo-válvula ou válvula servo-acionada, o custo dela depende da pressão que tem de suportar e do caudal que tem de deixar passar, posso tentar ver quanto custa a dita, e até dar uma ideia daquilo que será necessário, mas quando a mim é relativamente simples.
jmal penso que sei do que falas e o tipo de válvulas usadas para controle de gás ou ar nos queimadores.sei que também há para líquidos.mas há partida parece-me muito dispendioso pois como sabes não pode ser latão alem de que também ocupa imenso espaço.
e uma coisa como esta só que de 3 vias: como já tenho uma válvula instalada não queria mudar.
cumprimentos
muito espaço, é uma válvula do tamanho de uma torneira normal nessa medida. mas realmente é dispendioso, neste momento não tenho preços, mas posso tentar saber.
Cumps Inovadores
Vectrix VX1 Limited - 8 kwh - 20000 kms

Avatar do Utilizador

RED BARON
Staff Member
Staff Member
Mensagens: 1472
Registado: domingo mar 11, 2007 11:16 pm
Estado: Desligado

Re: Parte Eléctrica e Electronica

Mensagem por RED BARON » sábado abr 05, 2008 11:42 am

eletrico Escreveu:
njay Escreveu:> adição proporcional de o.v. em face da temperatura do combustível.
>
> a situação e a seguinte : arrancamos com o carro a diesel (puro) e ao mesmo tempo
> iniciamos ao aquecimento. na linha de combustível junto da bomba colocamos una sonda tipo
> pt100 (só porque e um tipo que permite ligar vários equipamentos em simultâneo) na qual

o que é exactamente essa pt100?
uma sonda tipo pt100[attachment=0]clip_image002.jpg[/attachment]penso que da uma pequena tenção de saida em função da temperatura mvs são dois metais difrentes unidos numa soldadura basicamente

> vamos medir a temperatura do combustível.como não e fácil de encontrar válvulas de
> abertura proporcional poderíamos optar por controlar os ciclos de abertura e fecho da
> válvula.assim por exemplo ao atingirmos a temperatura de 30ºc (so a titulo de exemplo)
> teríamos diesel durante 9seg e o.v. durante 1seg ou seja teoricamente 10% de o.v.(ou

provavelmente é mais fácil ter 10% mas numa frequência maior, isto
é, em vez de 9s/1 (0.1hz) ter-se 900ms/100ms (1hz). serviria ou é
mesmo preciso ter um período de 10s? (com 1hz a temperatura seria
"analizada" 1 vez por segundo em vez de 1 vez a cada 10s).

não seria de todo necessário ser em 10s.no entanto isto esta a acontecer num circuito fechado que por assim dizer iria passar gradualmente de diesel para o.v.,também não e necessário muita finura dai ter inicialmente falado em 10s pois e a base de trabalho do sistema que estou a usar porem só com temporização.alem disso uma frequência de manobras deste nivel 900ms/100ms e possível que reduza a vida útil da válvula (suponho que atinja mais rápido o fim de vida)mas isto era uma base de trabalho para evuluir por isso era encontrar uma solução fiavel

> melhor do combustível do 2º tanque) quando atingida a temperatura de 70ºc temos a válvula
> sempre ligada.

essa válvula é de 2 entradas e 1 saída, comutando a saída entre
cada 1 das entradas, certo?certo

> em síntese uma analise de temperatura a cada 10seg e uma saída de sinal (contacto seco)
> para a válvula temporizada em função da temperatura.
de momento não tenho dados muito pormenorizados das sondas pt100 pois limito-me a instalalas e nunca tive de criar nenhum equipamento para as ligar la
cumprimentos
em relação a este tema queria acrescentar o seguinte:

1-talvez fosse boa ideia levar também em conta a temperatura do motor, afinal este leva mais tempo a aquecer que a linha de combustível se o permutador for assistido por resistência de aquecimento ou houver um dispositivo (charuto) na linha. não basta ter óleo a 70ºc e preciso o motor estar quente também para que queime bem o combustível, sendo que o aquecimento dos tubos dos injectores retire alguma importância a este facto, mas não toda.

2-porque não usar uma válvula de 2 vias para combustível, duvido que se consiga encontrar material sem ser em latão ou similar mais barato.

3-esta solução levaria a ter gasóleo num depósito e apenas óleo com 3% de gasolina no outro, o que poderia ser mais cómodo para fazer as misturas.

4-deve ser dada alguma atenção ao facto do óleo ter uma viscosidade muito diferente consoante a temperatura, dai a necessidade de incorporar um aquecimento prévio com controlo de temperatura na linha do óleo antes da válvula para que o óleo ao entrar na válvula tenha sempre a mesma viscosidade a fim de não obter resultados falsos nas percentagens durante a utilização de inverno e de verão. sei que existem uns processadores de biodiesel que tens umas válvulas doseadoras, poderia ser uma solução mas deve ser caro.

5- o controlo por largura de impulso e excelente para este caso, e no habitáculo poderia ser adicionado um selector para mistura, manual ou automático. a electrónica dá perfeitamente conta do recado.

Avatar do Utilizador

xptosempre
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 195
Registado: segunda jan 29, 2007 12:34 am
Localização: Lisboa
Estado: Desligado

Re: Parte Eléctrica e Electronica

Mensagem por xptosempre » sábado abr 05, 2008 11:46 am

eletrico Escreveu: jmal penso que sei do que falas e o tipo de válvulas usadas para controle de gás ou ar nos queimadores.sei que também há para líquidos.mas há partida parece-me muito dispendioso pois como sabes não pode ser latão alem de que também ocupa imenso espaço.
e uma coisa como esta só que de 3 vias: como já tenho uma válvula instalada não queria mudar.
cumprimentos
acho que isso não pode ser usado porque os líquidos tinham que ter a mesma pressão e mesma viscosidade, se não for assim vão ocorrer misturas erradas, correndo mesmo o risco, se não usar-mos válvulas anti retorno , do tanque que esta mais alto esvaziar para o tanque que esta mais baixo, na minha opinião acho que o melhor mesmo era temporizadas, com um pequeno deposito a seguir a estas para misturar os líquidos, tipo 100ml acho que chegada, dependia da frequência das válvulas, depois, usávamos um deposito de um carro a gasolina para aproveitar-mos a bomba que este tem para quando fosse um arranque a frio a bomba era accionada para limpar o circuito só para gasóleo e não teria-mos, nem correria-mos o risco de nos esquecer-mos, de purgar o sistema.

ja agora, tambem poderia-mos tirar a informação de que o motor esta a trabalhar pela saida "w" do alternador era pratico, é pena é muitos não terem

Avatar do Utilizador

Autor do tópico
Flamingo
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 901
Registado: sábado set 29, 2007 12:21 am
Localização: Marinha Grande
Estado: Desligado

Re: Parte Eléctrica e Electronica

Mensagem por Flamingo » sábado abr 05, 2008 2:47 pm

o controlo do caudal não é dificil de conseguir, basta um pequeno motor eletrico com rotação para ambos os sentidos, ligado a um “sem-fim” (com um angulo de 90º) e este a fazer girar uma “agulha” doseadora, uma espécie de agulha de regulação da gasolina do relanti nos carburadores dos carros a gasolina mais antigos, mas algo em tamanho maior...
este era um ponto que era minha intenção lançar para discussão, mas apenas depois de executado o projeto da resistencia dentro do combustivel, do tal charuto.
a ideia surgiu-me atravéz dos carburadores das scooter que fazem a junção da gasolina com o oleo lubrificante. mas alguém se antecipou com o mesmo.
creio que assim, com tudo à mistura, nem se conclui uma coisa, nem se estuda devidamente a outra...
já agora , o modulo de controlo devia receber informações da temperatura do motor; da carga existente na bateria depois do motor em marcha; da quantidade de diesel e de oleo vegetal existente nos respetivos depósitos; da temperatura da água de refrigeração se houver aquecimento por permuta desta; da quantidade (nivel) de oleo lubrificante; da temperatura exterior; e talvez algo mais ainda que me tenha escapado.
tendo em conta todas essas informações recebidas, controlar a quantidade de oleo vegetal em função do diesel (como já foi por vós referido) controlar a temperatura do oleo vegetal, do aquecimento dos tubos dos injetores, do filtro, e algo mais que me tenha escapado...
um abraço...

Avatar do Utilizador

hynek
Staff Member
Staff Member
Mensagens: 2134
Registado: terça mai 16, 2006 4:16 pm
Localização: Viseu
Estado: Desligado

Re: Parte Eléctrica e Electronica

Mensagem por hynek » sábado abr 05, 2008 3:01 pm

sonda pt100 é um sensor de temperatura que, aos 0 ºc, apresenta uma resistência de 100 ohm. com aumento da temperatura aumenta também a resistência. uso esta sonda para medir vários valores de interesse no meu land rover, está descrito no post sobre adaptação deste.
Um abraço
Hynek
Associado n.º 8 da
Associação NovaEnergia.net

Avatar do Utilizador

jmal
Membro Platinium
Membro Platinium
Mensagens: 8390
Registado: segunda nov 12, 2007 4:09 pm
Localização: Caldas da Rainha
Estado: Desligado

Re: Parte Eléctrica e Electronica

Mensagem por jmal » sábado abr 05, 2008 4:22 pm

hynek Escreveu:sonda pt100 é um sensor de temperatura que, aos 0 ºc, apresenta uma resistência de 100 ohm. com aumento da temperatura aumenta também a resistência. uso esta sonda para medir vários valores de interesse no meu land rover, está descrito no post sobre adaptação deste.
não vejo problema nenhum no sensor de temperatura, até podem utilizar aquilo que chamam de sensor de massa de ar, que também é um sensor de temperatura. o problema será mesmo a válvula de regulação de caudal.
Cumps Inovadores
Vectrix VX1 Limited - 8 kwh - 20000 kms


Njay
Membro Gold
Membro Gold
Mensagens: 1981
Registado: sábado nov 17, 2007 9:46 pm
Estado: Desligado

Re: Parte Eléctrica e Electronica

Mensagem por Njay » sábado abr 05, 2008 5:42 pm

hynek Escreveu:sonda pt100 é um sensor de temperatura que, aos 0 ºc, apresenta uma resistência de 100 ohm. com aumento da temperatura aumenta também a resistência. uso esta sonda para medir vários valores de interesse no meu land rover, está descrito no post sobre adaptação deste.
então é um termistor (pela descrição do eléctrico seria um termo-par).
flamingo Escreveu:(...) da quantidade de diesel e de oleo vegetal existente nos respetivos depósitos; da temperatura da água de refrigeração se houver aquecimento por permuta desta; da quantidade (nivel) de oleo lubrificante; (...)
se a intenção era ter uma medida mais ou menos precisa, acho dificil conseguir (tamanho do depósito, inclinação do veículo, mudanças de velocidade, ...).
jmal Escreveu:não vejo problema nenhum no sensor de temperatura, até podem utilizar aquilo que chamam de sensor de massa de ar, que também é um sensor de temperatura.
o sensor de massa de ar (não todos) é um "colar" com uma grelha aquecida e um sensor de temperatura.
jmal Escreveu:o problema será mesmo a válvula de regulação de caudal.
uma hipótese que podia ser explorada, se realmente essas válvulas são assim tão caras era usar 2 bombas de combustível controladas em proporção, com 2 válvulas anti-retorno e depois os 2 tubos unidos num só.

com todos os requisitos, mais uma vez parece trabalho para um microcontrolador...
se adicionar-mos mais um sensor de "emissões" temos praticamente uma centralina, lol.
Copyright (c) Njay 2012-2015
Um dia o dinheiro será substituído por Conhecimento.
Aprilia RS125e
Troniquices.wordpress.com

Avatar do Utilizador

Eletrico
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 624
Registado: quinta set 06, 2007 10:24 pm
Localização: Torres vedras
Estado: Desligado

Re: Parte Eléctrica e Electronica

Mensagem por Eletrico » sábado abr 05, 2008 5:47 pm

ola
so agora chegei a casa ainda nem tive tempo de ver o que por aqui se passou.mas pelo que deu para perceber o pessoal tem estado a trabalhar afincadamente no assunto. entretanto vou fazer um apanhado do que se passou.depois digo qualquer coisa.
Corsa A1.5D OV40/60

Associado n.º 23
Associação NovaEnergia.net

Avatar do Utilizador

Eletrico
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 624
Registado: quinta set 06, 2007 10:24 pm
Localização: Torres vedras
Estado: Desligado

Re: Parte Eléctrica e Electronica

Mensagem por Eletrico » sábado abr 05, 2008 6:59 pm

red baron Escreveu:
1-talvez fosse boa ideia levar também em conta a temperatura do motor, afinal este leva mais tempo a aquecer que a linha de combustível se o permutador for assistido por resistência de aquecimento ou houver um dispositivo (charuto) na linha. não basta ter óleo a 70ºc e preciso o motor estar quente também para que queime bem o combustível, sendo que o aquecimento dos tubos dos injectores retire alguma importância a este facto, mas não toda.

"talvez fosse boa ideia levar também em conta a temperatura do motor" tens toda a razão,mas eu estava a tratar te um procedimento para o arranque a frio e isto parece estar a caminhar para uma situação em tempo real (pode ser muito mais vantajoso)

2-porque não usar uma válvula de 2 vias para combustível, duvido que se consiga encontrar material sem ser em latão ou similar mais barato.

"porque não usar uma válvula de 2 vias para combustível" penso que te referes a uma válvula não com 2 mas sim com 3 (entrada de diesel,entrada de o.v. e uma saída de combustivel )

3-esta solução levaria a ter gasóleo num depósito e apenas óleo com 3% de gasolina no outro, o que poderia ser mais cómodo para fazer as misturas.

a minha ideia não era de ter 100% o.v. ou 97%+3% mas sim o máximo admissível para o conjunto motor/bomba por segurança.

4-deve ser dada alguma atenção ao facto do óleo ter uma viscosidade muito diferente consoante a temperatura, dai a necessidade de incorporar um aquecimento prévio com controlo de temperatura na linha do óleo antes da válvula para que o óleo ao entrar na válvula tenha sempre a mesma viscosidade a fim de não obter resultados falsos nas percentagens durante a utilização de inverno e de verão. sei que existem uns processadores de biodiesel que tens umas válvulas doseadoras, poderia ser uma solução mas deve ser caro.

pois o o.v.era para aquecer primeiro.e como o circuito e fechado o combustível vai aumentando a temperatura pela circulação também (este caso pode não se dar em todos os carros pois no caso do meu o retorno da bomba antes da válvula de retorno e aquecido)

5- o controlo por largura de impulso e excelente para este caso, e no habitáculo poderia ser adicionado um selector para mistura, manual ou automático. a electrónica dá perfeitamente conta do recado.

por mim neste caso só controlava em automático

xptosempre Escreveu:
acho que isso não pode ser usado porque os líquidos tinham que ter a mesma pressão e mesma viscosidade, se não for assim vão ocorrer misturas erradas, correndo mesmo o risco, se não usar-mos válvulas anti retorno , do tanque que esta mais alto esvaziar para o tanque que esta mais baixo, na minha opinião acho que o melhor mesmo era temporizadas, com um pequeno deposito a seguir a estas para misturar os líquidos, tipo 100ml acho que chegada, dependia da frequência das válvulas, depois, usávamos um deposito de um carro a gasolina para aproveitar-mos a bomba que este tem para quando fosse um arranque a frio a bomba era accionada para limpar o circuito só para gasóleo e não teria-mos, nem correria-mos o risco de nos esquecer-mos, de purgar o sistema.
"pequeno deposito a seguir a estas para misturar os líquidos, tipo 100ml" não alvitrei esta hipotece porque tenho de ter o mínimo possível de misturas de combustível e como estava só a pensar no arranque.para este caso tinha pensado por a bomba (facet) depois da saída da valvula .assim uma bomba serve para os dois combustíveis e pode ser que assim derivado as suas características o passo de combustível talvez seja igual.
Corsa A1.5D OV40/60

Associado n.º 23
Associação NovaEnergia.net

Avatar do Utilizador

Eletrico
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 624
Registado: quinta set 06, 2007 10:24 pm
Localização: Torres vedras
Estado: Desligado

Re: Parte Eléctrica e Electronica

Mensagem por Eletrico » sábado abr 05, 2008 7:17 pm

para que possam entender melhor vou descrever como tenho feito.
o meu carro tem 2 permutadores um eléctrico e outro hidráulico.
o permutador eléctrico era um combinado que optei por usar a linha de agua para aquecer o retorno logo a saída da bomba.
como tal sendo que se trata de um circuito fechado ,a medida que vai circulando o combustível ,todo o que passe no retorno vai sendo aquecido.assim arrisco a estar no arranque ,ate que tenha temperatura para poder passar a o.v.,a aquecer diesel.dai a questão de adicionar algum o.v. a mistura.com base nisto o que tenho feito e com temporizadores.onde após o inicio do aquecimento gerem a adição do combustível.
1ª passo = após inicio de aquecimento aguarda 1 minuto
2º passo = após o anterior injecta o.v. durante 2s e descansa 18s =10%
3º passo = após o 1ª passo conta 2 minutos
4º passo = após o anterior injecta o.v. durante 4s e descansa 16s =20%
espero que de para perceber
cumprimentos
Corsa A1.5D OV40/60

Associado n.º 23
Associação NovaEnergia.net

Avatar do Utilizador

RED BARON
Staff Member
Staff Member
Mensagens: 1472
Registado: domingo mar 11, 2007 11:16 pm
Estado: Desligado

Re: Parte Eléctrica e Electronica

Mensagem por RED BARON » sábado abr 05, 2008 10:28 pm

electrico, tens razão, o que eu queria dizer mesmo era uma válvula de três vias e não duas, obrigado pela correcção.

agora em relação a isto tudo, acho que o mais difícil não é a concepção de circuitos ou mesmo a sua realização prática, já vi que há aqui pessoal que domina diversas áreas e tem veia de inventor. o pior mesmo é arranjar no mercado este ou aquele " device" que requer muita tecnologia para ser fabricado de raiz e muita investigação não se tornando rentável para meia dúzia de popós.
se o óleo vegetal passasse a ser usado em grande escala aqui em portugal espanha e afins garanto que iriam aparecer soluções bem diversas das que existem actualmente, estou a falar a nível comercial.

Avatar do Utilizador

Eletrico
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 624
Registado: quinta set 06, 2007 10:24 pm
Localização: Torres vedras
Estado: Desligado

Re: Parte Eléctrica e Electronica

Mensagem por Eletrico » sábado abr 05, 2008 11:02 pm

red baron Escreveu:electrico, tens razão, o que eu queria dizer mesmo era uma válvula de três vias e não duas, obrigado pela correcção.

agora em relação a isto tudo, acho que o mais difícil não é a concepção de circuitos ou mesmo a sua realização prática, já vi que há aqui pessoal que domina diversas áreas e tem veia de inventor. o pior mesmo é arranjar no mercado este ou aquele " device" que requer muita tecnologia para ser fabricado de raiz e muita investigação não se tornando rentável para meia dúzia de popós.
se o óleo vegetal passasse a ser usado em grande escala aqui em portugal espanha e afins garanto que iriam aparecer soluções bem diversas das que existem actualmente, estou a falar a nível comercial.
compreendo o que dizes.
levando em conta o que o hynek explicou sobre a resistencia da sonda, penso que ate não seja muito complicado.trocar o potenciómetro de um temporizador por uma resistencia que altera o valor em função da temperatura.e que se a dificuldade for por causa do tipo de sonda isso não tem de ser forçosamente um problema pode usar-se outra coisa,no entanto e bom levar em conta a forma de aplicar em contacto com o combustível. porem a dificuldade seria calibrar isso em condições.isto para falar de uma coisa simples e acessível.não quero criar uma centralina nem tão pouco mais ou menos ,pois o autómato que tenho no carro faz muito bem o trabalho.simplesmente esta versão não admite operações matemáticas se não nem sequer tinha aqui falado do assunto.

"se o óleo vegetal passasse a ser usado em grande escala aqui em portugal espanha e afins garanto que iriam aparecer soluções" esta correcto porem há riscos que se correm e batalhas que se ganham. quero dizer se vier a acontecer ,não e nessa altura que se começa a fazer investigação. e depois quem tiver pode vender ,quem não tem ,não vende de certeza.e só uma opinião. como há ainda mais gente envolvida vamos a ver ate onde se pode ir .
cumprimentos
Corsa A1.5D OV40/60

Associado n.º 23
Associação NovaEnergia.net

Avatar do Utilizador

Autor do tópico
Flamingo
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 901
Registado: sábado set 29, 2007 12:21 am
Localização: Marinha Grande
Estado: Desligado

Re: Parte Eléctrica e Electronica

Mensagem por Flamingo » domingo abr 06, 2008 12:33 am

njay Escreveu:
flamingo Escreveu:(...) da quantidade de diesel e de oleo vegetal existente nos respetivos depósitos; da temperatura da água de refrigeração se houver aquecimento por permuta desta; da quantidade (nivel) de oleo lubrificante; (...)
se a intenção era ter uma medida mais ou menos precisa, acho dificil conseguir (tamanho do depósito, inclinação do veículo, mudanças de velocidade, ...).
referia-me ao facto de a tal "centralina" poder cumutar para diesel caso o depósito de ov estivesse vazio, ou então dosear menos quantidade de ov se houvesse menos deste que diesel. por ex, se não houvesse ov no depósito não era preciso aquecimento de combustivel, nem aquecimento dos tubos dos injetores, nem aquecimento de filtro, nem outras coisas relacionadas... valvulas, etc...


visitante
Membro Gold
Membro Gold
Mensagens: 1639
Registado: sábado mai 13, 2006 7:57 pm
Estado: Desligado

Re: Parte Eléctrica e Electronica

Mensagem por visitante » domingo abr 06, 2008 12:49 am

vivam ...

creio que seria interessante que fossem colocados uns sensores que medissem a quantidade de oxigeneo..azoto..e outros componentes existentes no ar que vai á admissão..para dessa forma ao "calculador" através da analise da temperatura..densidade..volumetria..etc..existente nos diversos depositos dos diversos combustiveis..lhe fosse possivel verificar se a posição do pedal do acelerador é a mais conveniente de acordo com a leitura de um inclinometro instalado na viatura para adequar o débito a ser fornecido á camara de combustão de cada um dos cilindros em concordancia com a temperatura do liquido de refrigeração e com o angulo de abertura de came para esse momento..

tambem seria interessante um dispositivo de medição do peso total da viatura agregado a um barometro para através do respectivo equipamento ajustar a pressão dos pneus..

ah..e já agora uns sensores aplicados a um fato especial a utilizar pelo condutor para verificar o seu metabolismo..é do conhecimento geral..creio eu..que factores como fome..sono..sensação de calor ou frio..sede..entre outras..afectam sobremaneira o raciocinio e o desempenho na condução..

abraços
[***************]

p.s.- não considerem esta minha intervenção como referencia..é pura ironia..

p.s.2.- tambem acho que seria interessante um dispositivo de ejecção (talvez de um caça) para uma evacuação segura do condutor e passageiros caso a interacção de todos os sensores e respectivos dispositivos de comando falhe....


Njay
Membro Gold
Membro Gold
Mensagens: 1981
Registado: sábado nov 17, 2007 9:46 pm
Estado: Desligado

Re: Parte Eléctrica e Electronica

Mensagem por Njay » domingo abr 06, 2008 1:20 am

para o que o eletrico quer, um circuito simples seria um baseado num 555. só que não se pode usar um dos circuitos de pwmque há por aí porque não conseguem fazer o 555 chegar a 0 ou a 100% de ciclo activo. teria que haver mais alguma electrónica para garantir esses casos. neste momento não tenho o tempo necessário para este esforço de design em analógico (ainda por cima não sou grande conhecedor do 555), mas vou fazer uma tentativa. não conheço mais nenhum chip que consiga fazer esse trabalho e seja fácil de arranjar...
Copyright (c) Njay 2012-2015
Um dia o dinheiro será substituído por Conhecimento.
Aprilia RS125e
Troniquices.wordpress.com

Avatar do Utilizador

Eletrico
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 624
Registado: quinta set 06, 2007 10:24 pm
Localização: Torres vedras
Estado: Desligado

Re: Parte Eléctrica e Electronica

Mensagem por Eletrico » domingo abr 06, 2008 4:03 am

ola
a única questão era mesmo a transição de um combustível para outro de forma gradual.pois e a única coisa que não estou a conseguir da forma que queria.porque a transição de o.v. para diesel por nível baixo esta ja garantida.bem como a cessação do aquecimento por tempo máximo sem utilização de o.v.e outros assuntos.(em tempo oportuno vou disponibilizar informação pormenorizada sobre o assunto bem como disponibilizar o equipamento para quem o quiser instalar,por enquanto ainda esta em teste).

njay não sei bem ao que te referes quando dizes que o "555 chegar a 0 ou a 100% de ciclo activo". mas e talvez ajude ,não e necessário que a comutação tenha uma gama de acção de 0 a 100% pode muito bem ser de 10-20% ate 70-80 a questão era suavizar um pouco mais a transição. isto porque quando só a disel com aquecimento (ou com baixa percentagem de o.v.) durante o arranque o ruído do motor sente-se mais intenso e diferente.penso que ate também o flamingo reportou qualquer coisa semelhante a isso por aqui em relação ao carro dele.este sistema que procuro ,por agora ,visava auxiliar durante o arranque.no intervalo de tempo entre o aquecimento e o sinal de temperatura atingida.e que depois disso e ignorado este sistema e passa em continuo para o tanque de o.v.
cumprimentos
Corsa A1.5D OV40/60

Associado n.º 23
Associação NovaEnergia.net

Avatar do Utilizador

Autor do tópico
Flamingo
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 901
Registado: sábado set 29, 2007 12:21 am
Localização: Marinha Grande
Estado: Desligado

Re: Parte Eléctrica e Electronica

Mensagem por Flamingo » domingo abr 06, 2008 11:41 am

apesar de algumas criticas aqui e ali ao longo deste tópico sobre a ideia apresentada, pela parte que me toca, vou suspender por agora a pesquisa de soluções para resolução dos obstáculos que vão aparecendo.
tal como já tinha dito anteriormente, penso ter encontrado uma forma de comutar de diesel para ov de forma progressiva, que até descrevi. recentemente tive uma outra ideia, mas esta mais à base da mecânica. mas tal como anteriormente disse, pela parte que me toca, temporariamente assunto incerrado.

em primeiro lugar o "charuto"...

Responder

Voltar para “Óleo Vegetal Directo”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 3 visitantes