Um seqüestrador de energia.

No fórum geral debatem-se temas sobre as energias renováveis e alternativeis que não se encaixem nos restantes sub fóruns.
Também serve para discutir formas de melhorar a eficiência energética.



Responder

Autor do tópico
Wilson
Membro Dedicado
Membro Dedicado
Mensagens: 66
Registado: sexta dez 01, 2006 9:21 pm
Localização: Rio de janeiro
Contacto:
Estado: Desligado

Um seqüestrador de energia.

Mensagem por Wilson » domingo dez 10, 2006 6:42 pm

tenho que a própria superfície da terra e mais nada , seja um excelente capturador de energia, basta dizer que, ao jogarmos um litro de água numa rocha aquecida em poucos minutos a água se evaporara enquanto que, ao fazermos o mesmo usando as chamas no fogão concentrada no fundo da panela, o mesmo liquido demoraria mais de uma 1 hora para evaporar. esse é um exemplo da qualidade do meio hídrico que pode ser explorado em conjunto com o calor.

Imagem



prezados pesquisadores e todos aqueles que procuram as novas formulas de energia.

há tempos que desenvolvo “por conta própria” alguns projetos voltados a climatização embora esses ainda dependem de sua completa integração na arquitetura dos prédios, alguns deles prometem revolucionar os recursos da criotecnia e o mais importante, ampliar as opções das montadoras.

histórico

preocupado com o rendimento máximo que um aparelho de ar condicionado pode oferecer, desenvolvi um sistema auto-sustentável que se bem acompanhado "com uma rede de distribuição hidráulica adequada" pode recuperar mais de 50% da energia elétrica consumida na climatização de ambientes.


o sistema que não infringe o primeiro e nem o segundo principio da termodinâmica não chega a ser um moto continuo mas é muito simples e não envolve nenhum segredo, é o mesmo que assar um pato e recolher as chamas entorno para assar um frango.

o seu segredo é só uma técnica de resfriamento dos condensadores com água de consumo domestico. a técnica de resfriamento hídrico quando integrada (em monobloco) na carcaça de um compressor hermético, transforma o sistema de ar condicionado convencional, no instrumento adequado para o seqüestro da energia elétrica consumida.

a explicação é simples, como sabem, a energia elétrica de funcionamento consumida em qualquer ar condicionado ,depois do trabalho transforma-se em calor e a seguir é dissipada na atmosfera, nesse novo sistema não acontece assim ou seja, a energia consumida é transferida na forma de calor diretamente do condensador para a água de consumo domestico e conduzida pré-aquecida para uma cisterna para uso posterior, em banhos ou outras aplicações.


embora falte alguns ajustes na legislação ambiental que promova uma eficiente distribuição hidráulica dos prédios, o sistema já pode ser fornecido em pequenas unidades (7000 e 10000 btu) para rede de hotéis, hospitais .

sistema de condensação, absorção acústica e captura térmica, integrado na carcaça do compressor hermético
Última edição por Wilson em sábado dez 16, 2006 11:43 am, editado 2 vezes no total.


Avatar do Utilizador

com_pressão
Membro Dedicado
Membro Dedicado
Mensagens: 25
Registado: quinta nov 30, 2006 4:06 pm
Localização: Sesimbra
Estado: Desligado

Mensagem por com_pressão » domingo dez 10, 2006 9:03 pm

caro wilson, bem colocada a questão.
de facto se pensarmos na energia que os frigoríficos e arcas libertam sob a forma de calor...
basta pensar que uma das formas possíveis de aquecer água, com um menor dispendio de energia, são as bombas de calor as quais têm um rendimento de cerca de 3 a 4 kw/kw aplicado logo se torna claro que a complementaridade é possível.
ainda estamos um pouco longe de uma análise integrada da energia nos domínios domésticos mas para lá se caminha.
e uma melhor capacidade técnica dos nossos instaladores ajudaria imenso.


Autor do tópico
Wilson
Membro Dedicado
Membro Dedicado
Mensagens: 66
Registado: sexta dez 01, 2006 9:21 pm
Localização: Rio de janeiro
Contacto:
Estado: Desligado

Mensagem por Wilson » segunda dez 11, 2006 1:13 pm

com_pressão Escreveu:caro wilson, bem colocada a questão.
de facto se pensarmos na energia que os frigoríficos e arcas libertam sob a forma de calor...
basta pensar que uma das formas possíveis de aquecer água, com um menor dispendio de energia, são as bombas de calor as quais têm um rendimento de cerca de 3 a 4 kw/kw aplicado logo se torna claro que a complementaridade é possível..
essas, são algumas das exigências ausentes na cartilha dos construtores, que há muito ( desde a invenção do fogão a lenha) deveriam ser cobradas dos engenheiros e arquitetos pelos respectivos órgãos ou institutos de normas técnicas espalhados pelo mundo e no entanto, todos esses institutos de normalização se baseiam em aplicar as recomendações do país mais evoluído e que nem sempre é uma boa.

já pensou se os grandes frigorificos fornecessem agua pre-aquecida para as comunidades do entorno? sem duvida, que é uma questão de ordem interministerial.






o modelo mu8600702 é mais adaptável aos grandes frigoríficos



Responder

Voltar para “Geral”