Página 10 de 11

Re: Energia Eólica - Assuntos Diversos Relacionados

Enviado: segunda nov 09, 2015 11:12 pm
por Josenir
alanfernandes Escreveu: Josenir.

Me preocupou quando você disse que não significa dizer que a 600 RPM um alternador vai entregar a amperagem desejada. Pelo que ví, muitos só conseguem entregar 60, 80A estando no mínimo a 2500, 3000 RPM. Não sei se existe maneira de multiplicar a rotação do alternador numa proporção tão grande.

Considerando um alternador automotivo, o que posso alterar nele para que eu consiga mais amperagem em baixa rotação?
Não tem como fazer "milagre". Pra conseguir mais corrente(Ampères), você vai ter que usar fio mais grosso. Fio mais grosso implica em menor quantidade de espiras, e vai precisar de mais rotação do que com o fio que tinha originalmente.

O que vai acontecer é que provavelmente você não vai conseguir fazer um alternador automotivo de 100A gerar 100A numa turbina eólica. Porque você não vai conseguir a rotação que o motor do automóvel fornece. Então vai ter que se contentar com uma potência menor. Escolha um alternador maior. Ou construa um gerador axial com a potência que você precisa. Mas não esqueça que nada adiantará ter um gerador de 5000W, se você não tiver um turbina capaz de movê-lo. Por isso lhe recomendo começar com algo pequeno. Um alternador de 70A modificado pra obter entre 20 e 30A já é um bom começo.

Re: Energia Eólica - Assuntos Diversos Relacionados

Enviado: segunda nov 09, 2015 11:47 pm
por alanfernandes
Josenir Escreveu:
alanfernandes Escreveu: Josenir.

Me preocupou quando você disse que não significa dizer que a 600 RPM um alternador vai entregar a amperagem desejada. Pelo que ví, muitos só conseguem entregar 60, 80A estando no mínimo a 2500, 3000 RPM. Não sei se existe maneira de multiplicar a rotação do alternador numa proporção tão grande.

Considerando um alternador automotivo, o que posso alterar nele para que eu consiga mais amperagem em baixa rotação?
Não tem como fazer "milagre". Pra conseguir mais corrente(Ampères), você vai ter que usar fio mais grosso. Fio mais grosso implica em menor quantidade de espiras, e vai precisar de mais rotação do que com o fio que tinha originalmente.

O que vai acontecer é que provavelmente você não vai conseguir fazer um alternador automotivo de 100A gerar 100A numa turbina eólica. Porque você não vai conseguir a rotação que o motor do automóvel fornece. Então vai ter que se contentar com uma potência menor. Escolha um alternador maior. Ou construa um gerador axial com a potência que você precisa. Mas não esqueça que nada adiantará ter um gerador de 5000W, se você não tiver um turbina capaz de movê-lo. Por isso lhe recomendo começar com algo pequeno. Um alternador de 70A modificado pra obter entre 20 e 30A já é um bom começo.
Josenir.

Quando você fala em "escolher um alternador maior" você diz em relação a sua amperagem?

Re: Energia Eólica - Assuntos Diversos Relacionados

Enviado: terça nov 10, 2015 12:05 am
por Josenir
alanfernandes Escreveu:Josenir.
Quando você fala em "escolher um alternador maior" você diz em relação a sua amperagem?
Sim.

Re: Energia Eólica - Assuntos Diversos Relacionados

Enviado: terça nov 10, 2015 12:24 am
por alanfernandes
Josenir Escreveu:
alanfernandes Escreveu:Josenir.
Quando você fala em "escolher um alternador maior" você diz em relação a sua amperagem?
Sim.
Josenir.

Como pode perceber, sou completamente leigo mas venho aprendendo muito com você. Muito obrigado!

Sem ser um alternador automotivo, existe outro tipo de motor que possa ser empregado como gerador e que me dê mais performance no que a gente estava discutindo? (menor RPM, maior amperagem e etc). Se sim, quais são as alternativas?

Re: Energia Eólica - Assuntos Diversos Relacionados

Enviado: terça nov 10, 2015 10:54 am
por Josenir
alanfernandes Escreveu:Josenir.
Como pode perceber, sou completamente leigo mas venho aprendendo muito com você. Muito obrigado!
Sem ser um alternador automotivo, existe outro tipo de motor que possa ser empregado como gerador e que me dê mais performance no que a gente estava discutindo? (menor RPM, maior amperagem e etc). Se sim, quais são as alternativas?
Os motores e geradores são máquinas elétricas reversíveis. Isso significa que qualquer motor pode funcionar como gerador, e qualquer gerador pode funcionar como motor. Ocorre que existem muitas formas construtivas, umas mais adequadas a trabalhar como motor e outras mais adequadas a trabalhar como gerador.

Na verdade, em eólica, o alternador automotivo é bem pouco usado. O que mais existe em uso é o gerador axial de ímãs(axial flux generator). Faça uma busca na internet, especialmente em inglês, você vai encontrar dúzias de projetos desse tipo de gerador. O rendimento (performance) é um aspecto muito relativo, vai depender da boa qualidade do material e do trabalho de construção. Mas principalmente da turbina. Sem uma boa turbina, pouca utilidade terá um ótimo gerador.

No quesito rendimento, eu mesmo, que sou um defensor do alternador automotivo em eólica, não tenho subsídio suficiente para dizer que o alternador tenha mais rendimento que os geradores baseados em ímãs. O que eu defendo aqui é que se trata de uma solução robusta, confiável, mais fácil de controlar, e de baixo custo.

Veja esse livro do Rugh Piggott, uma autoridade em turbina eólica e gerador de fluxo axial. Tem o projeto inteiro de turbina e gerador.

https://www.google.com.br/url?sa=t&rct= ... 8tpRbGsUBQ

Re: Energia Eólica - Assuntos Diversos Relacionados

Enviado: sexta nov 13, 2015 6:12 pm
por alanfernandes
Legal Josenir.

Após ler TUDO que você já postou nesse fórum vou me aventurar a construir meu próprio gerador.

Achei interessante que em certo momento da leitura vi você falando em osciloscópio. Eu gosto de instrumentos de medida. Em que o osciloscópio poderia me ser útil na construção do meu gerador? Qual a sua aplicação neste tipo de construção eletrônica?

Re: Energia Eólica - Assuntos Diversos Relacionados

Enviado: sexta nov 13, 2015 8:45 pm
por Josenir
alanfernandes Escreveu:Legal Josenir.
Após ler TUDO que você já postou nesse fórum vou me aventurar a construir meu próprio gerador.
Achei interessante que em certo momento da leitura vi você falando em osciloscópio. Eu gosto de instrumentos de medida. Em que o osciloscópio poderia me ser útil na construção do meu gerador? Qual a sua aplicação neste tipo de construção eletrônica?
Para quem desenvolve pesquisa na área de eletrônica, o osciloscópio é muito útil. Ele ajuda a analisar o comportamento de etapas de um circuito eletrônico que se esteja desenvolvendo. Eu uso bastante o osciloscópio quando estou desenvolvendo algum circuito eletrônico novo. Já para testar o gerador, tanto na bancada, como em campo, uso um multímetro.

Pra quem está iniciando, e pretende apenas construir um gerador, o osciloscópio vai ajudar pouco. Preferível investir em um bom multímetro digital e um anemômetro digital portátil.

Re: Energia Eólica - Assuntos Diversos Relacionados

Enviado: sexta jan 08, 2016 7:12 pm
por cmargareto
una consulta, como posso calcular la potencia que posso obtener de una bobina eolica? obrigado
veo que muitos generadores caseros falan 100W o 1500W mas nao logro entender como facen las contas para llegar a ese valor, cada bobina deberia generar unos 300 Watts
obrigado

Re: Energia Eólica - Assuntos Diversos Relacionados

Enviado: terça jan 12, 2016 11:08 pm
por Josenir
cmargareto Escreveu:una consulta, como posso calcular la potencia que posso obtener de una bobina eolica? obrigado
veo que muitos generadores caseros falan 100W o 1500W mas nao logro entender como facen las contas para llegar a ese valor, cada bobina deberia generar unos 300 Watts
obrigado
Para saber a potência de um gerador é necessário saber qual a tensão (volts) e a corrente (ampères) que este gerador é capaz de produzir. Aí é só aplicar a fórmula P = V x A.

Por exemplo, para um gerador que fornece 10A em 12V a potência é de 120W, ou seja, P = 10 x 12, P = 120W.

Re: Energia Eólica - Assuntos Diversos Relacionados

Enviado: domingo jan 29, 2017 6:57 pm
por nailsonbarroso
Ola Pessoal, sou novo no fórum, mas acredito que deva esta trazendo algo para SOMAR. Estou desenvolvendo um sistema que CONCENTRA a energia mecânica gerada por varias "turbinas eólicas ou hidráulica" em um único ponto de saída. E algo novo no mercado e acredito que com a parceira de vocês, podemos implantar isso no mercado. Vamos la vou explicar e depois colocar algumas filmagens como também meu contato que quem quiser detalhes sobre o projeto.

Atualmente os Sistemas de Unificação de Energia Mecânica são baseados nos seguintes conjuntos de processos: rosca sem fim, peões, correias, engrenagens e correntes.
Nos processos citados, existe uma intensa dissipação de energia nos contatos entre as estruturas de unificação.
Com o intuito de solucionar tal inconveniente, desenvolvi o presente sistema mecânico, através da qual, minimizando o atrito entre as estruturas de unificação de energia, dá-se a quase nulidade da energia dissipada entre as mesmas, resultando num aumento mensurável do rendimento da fonte de energia.


Link

Esse protótipo foi desenvolvido para ser utilizado em rios e/ou riachos, mas estou em Fortaleza/Ceara e estamos no meio de uma grande seca.

Re: Energia Eólica - Assuntos Diversos Relacionados

Enviado: segunda jan 30, 2017 10:26 am
por serges
Bem vamos por partes, pretende parceria?
Se sim tem de ser nos classificados este post.

Se pretende mais informações estamos cá para ajudar!

Re: Energia Eólica - Assuntos Diversos Relacionados

Enviado: quarta mai 31, 2017 6:47 pm
por cleytondim
Josenir Escreveu:
terça jan 12, 2016 11:08 pm
Por exemplo, para um gerador que fornece 10A em 12V a potência é de 120W, ou seja, P = 10 x 12, P = 120W.
Josenir e demais colegas,
Desenvolvi um geradorzinho. São dois pratos metálicos, um deles com 18 ímãs 5x2,5x1cm. Bem como 18 bobinas, divididas em duas fases, 9 bobinas por fase. O Fio que utilizei foi AWG 15, com cerca de 35 espiras em cada bobina.
Rodando "na mão", em aproximadamente 200rpm, obtive 8volts em cada fase. Bem pouco. Então liguei as duas fases em série para obter 14volts nesses 200rpm. Em um osciloscópio visualizei uma frequência de 30hz, com onda senoide perfeitinha.
Mas enfrento dois problemas: Amperagem, e "freio".
Amperagem: Liguei uma pastilha peltier na saída, já retificada para corrente contínua, e consegui obter algum aquecimento na pastilha. Mas a medição da amperagem está muito baixa: 1 ampere. (Medindo a amperagem consumida desta pastilha diretamente de uma bateria, a pastilha esquenta bastante e consome de 2.5 a 3 amperes). Ou seja, esse gerador, de 14volts, está com apenas 14watts de potencia a 200rmp. É pouquíssimo. O que poderia estar errado?
E o segundo problema é com relação ao freio da carga. Quando estou girando o eixo do gerador sem utilizar a carga, apenas medindo a voltagem, não há freio nenhum, o sistema não fica pesado, e mantem a rotação. Mas quando utilizo por exemplo a pastilha peltier, na corrente Retificada, ou uma mini-lâmpada incandescente na corrente alternada sem retificação, o sistema pesa MUITO. Praticamente um freio imediato, e o gerador para de girar o eixo. Mesmo girar à mão exige um certo esforço, caso esteja utilizando a carga. (Em alguns testes, percebi que o peso é maior conforme se aproxima do 1 ampere máximo do sistema). É possível evitar esse freio?

Re: Energia Eólica - Assuntos Diversos Relacionados

Enviado: quarta mai 31, 2017 7:12 pm
por Josenir
cleytondim Escreveu:
quarta mai 31, 2017 6:47 pm
Josenir Escreveu:
terça jan 12, 2016 11:08 pm
Por exemplo, para um gerador que fornece 10A em 12V a potência é de 120W, ou seja, P = 10 x 12, P = 120W.
Josenir e demais colegas,
Desenvolvi um geradorzinho. São dois pratos metálicos, um deles com 18 ímãs 5x2,5x1cm. Bem como 18 bobinas, divididas em duas fases, 9 bobinas por fase. O Fio que utilizei foi AWG 15, com cerca de 35 espiras em cada bobina.
Rodando "na mão", em aproximadamente 200rpm, obtive 8volts em cada fase. Bem pouco. Então liguei as duas fases em série para obter 14volts nesses 200rpm. Em um osciloscópio visualizei uma frequência de 30hz, com onda senoide perfeitinha.
Mas enfrento dois problemas: Amperagem, e "freio".
Amperagem: Liguei uma pastilha peltier na saída, já retificada para corrente contínua, e consegui obter algum aquecimento na pastilha. Mas a medição da amperagem está muito baixa: 1 ampere. (Medindo a amperagem consumida desta pastilha diretamente de uma bateria, a pastilha esquenta bastante e consome de 2.5 a 3 amperes). Ou seja, esse gerador, de 14volts, está com apenas 14watts de potencia a 200rmp. É pouquíssimo. O que poderia estar errado?
E o segundo problema é com relação ao freio da carga. Quando estou girando o eixo do gerador sem utilizar a carga, apenas medindo a voltagem, não há freio nenhum, o sistema não fica pesado, e mantem a rotação. Mas quando utilizo por exemplo a pastilha peltier, na corrente Retificada, ou uma mini-lâmpada incandescente na corrente alternada sem retificação, o sistema pesa MUITO. Praticamente um freio imediato, e o gerador para de girar o eixo. Mesmo girar à mão exige um certo esforço, caso esteja utilizando a carga. (Em alguns testes, percebi que o peso é maior conforme se aproxima do 1 ampere máximo do sistema). É possível evitar esse freio?
Se, sem carga ligada ao gerador, ele gira livre, não tem nada errado. Ocorre que 200 RPM é uma rotação muito baixa. Não é uma rotação adequada para gerar energia. Aí, como tem muitas espiras nas suas bobinas, sai uma boa tensão na saída, mas à custa de muita força mecânica. Se quer menos peso, terá que diminuir a quantidade de espiras e aumentar a rotação.

Não é possível evitar o peso. O peso é proporcional à quantidade de energia gerada. No seu caso esse peso está um pouco acima do normal por causa da grande quantidade de espiras e da baixa rotação.

Re: Energia Eólica - Assuntos Diversos Relacionados

Enviado: quarta mai 31, 2017 7:31 pm
por cleytondim
Josenir Escreveu:
quarta mai 31, 2017 7:12 pm
cleytondim Escreveu:
quarta mai 31, 2017 6:47 pm
Josenir Escreveu:
terça jan 12, 2016 11:08 pm
Por exemplo, para um gerador que fornece 10A em 12V a potência é de 120W, ou seja, P = 10 x 12, P = 120W.
Josenir e demais colegas,
Desenvolvi um geradorzinho. São dois pratos metálicos, um deles com 18 ímãs 5x2,5x1cm. Bem como 18 bobinas, divididas em duas fases, 9 bobinas por fase. O Fio que utilizei foi AWG 15, com cerca de 35 espiras em cada bobina.
Rodando "na mão", em aproximadamente 200rpm, obtive 8volts em cada fase. Bem pouco. Então liguei as duas fases em série para obter 14volts nesses 200rpm. Em um osciloscópio visualizei uma frequência de 30hz, com onda senoide perfeitinha.
Mas enfrento dois problemas: Amperagem, e "freio".
Amperagem: Liguei uma pastilha peltier na saída, já retificada para corrente contínua, e consegui obter algum aquecimento na pastilha. Mas a medição da amperagem está muito baixa: 1 ampere. (Medindo a amperagem consumida desta pastilha diretamente de uma bateria, a pastilha esquenta bastante e consome de 2.5 a 3 amperes). Ou seja, esse gerador, de 14volts, está com apenas 14watts de potencia a 200rmp. É pouquíssimo. O que poderia estar errado?
E o segundo problema é com relação ao freio da carga. Quando estou girando o eixo do gerador sem utilizar a carga, apenas medindo a voltagem, não há freio nenhum, o sistema não fica pesado, e mantem a rotação. Mas quando utilizo por exemplo a pastilha peltier, na corrente Retificada, ou uma mini-lâmpada incandescente na corrente alternada sem retificação, o sistema pesa MUITO. Praticamente um freio imediato, e o gerador para de girar o eixo. Mesmo girar à mão exige um certo esforço, caso esteja utilizando a carga. (Em alguns testes, percebi que o peso é maior conforme se aproxima do 1 ampere máximo do sistema). É possível evitar esse freio?
Se, sem carga ligada ao gerador, ele gira livre, não tem nada errado. Ocorre que 200 RPM é uma rotação muito baixa. Não é uma rotação adequada para gerar energia. Aí, como tem muitas espiras nas suas bobinas, sai uma boa tensão na saída, mas à custa de muita força mecânica. Se quer menos peso, terá que diminuir a quantidade de espiras e aumentar a rotação.

Não é possível evitar o peso. O peso é proporcional à quantidade de energia gerada. No seu caso esse peso está um pouco acima do normal por causa da grande quantidade de espiras e da baixa rotação.
Entendi. E quanto à potência super baixa? creio que mesmo com essa baixa rotação, gerar apenas 1 ampere é pouco. estamos falando de apenas 14watts de potencia. O que poderia explicar isso?

Re: Energia Eólica - Assuntos Diversos Relacionados

Enviado: quinta jun 01, 2017 1:02 am
por Josenir
cleytondim Escreveu:
quarta mai 31, 2017 7:31 pm
Entendi. E quanto à potência super baixa? creio que mesmo com essa baixa rotação, gerar apenas 1 ampere é pouco. estamos falando de apenas 14watts de potencia. O que poderia explicar isso?
A potência baixa é resultado de rotação muito baixa, fio muito fino no bobinamento e ímãs pequenos. Na verdade, nessas condições não se pode dizer que 14W é pouco. É uma potência plenamente compatível com a rotação e com o gerador.

Re: Energia Eólica - Assuntos Diversos Relacionados

Enviado: quinta jun 01, 2017 3:22 am
por cleytondim
Josenir Escreveu:
quinta jun 01, 2017 1:02 am
A potência baixa é resultado de rotação muito baixa, fio muito fino no bobinamento e ímãs pequenos. Na verdade, nessas condições não se pode dizer que 14W é pouco. É uma potência plenamente compatível com a rotação e com o gerador.
Mas o fio é até razoavelmente grosso. Awg 15. E poucas espiras por bobina. 35 espiras. Os proprios imas ja sao bem grandes eu acho. Sao de 5cm comprimento x 2.5cm largura x 1cm altura.
A questao é que os ventos na minha regiao sao bem fracos, e 200rpm creio que seja o que conseguirei mesmo. Tem alguma soluçao isso? :(

Re: Energia Eólica - Assuntos Diversos Relacionados

Enviado: quinta jun 01, 2017 11:39 am
por Josenir
cleytondim Escreveu:
quinta jun 01, 2017 3:22 am
Mas o fio é até razoavelmente grosso. Awg 15. E poucas espiras por bobina. 35 espiras. Os proprios imas ja sao bem grandes eu acho. Sao de 5cm comprimento x 2.5cm largura x 1cm altura.
A questao é que os ventos na minha regiao sao bem fracos, e 200rpm creio que seja o que conseguirei mesmo. Tem alguma soluçao isso? :(
Tudo bem, a bitola do fio está razoável. Mas a quantidade de espiras pra gerar energia em 12V, nos alternadores automotivos por exemplo, são em torno de 7 espiras.
Com vento fraco realmente vai ser difícil. Comercialmente, regiões onde os ventos médios estejam abaixo de 6 m/s são inviáveis para energia eólica. E as grandes empresas não investem porque julgam que o não dá lucro.
Eu sugiro que você experimente montar uma turbina com tamanho maior e com maior quantidade de pás. Algo como 5 pás de 1,5m. E amplie a rotação do eixo da turbina em 4 vezes, pra conseguir uma rotação melhor. Ampliar mais que 4 vezes não compensa, rende menos, por causa das perdas por atrito.
Mesmo assim não tem como fazer milagre. Sem vento não tem como funcionar. Se não conseguir algum resultado, pense em partir pra outra forma de energia. A solar, por exemplo.

Re: Energia Eólica - Assuntos Diversos Relacionados

Enviado: quinta jun 01, 2017 5:30 pm
por cleytondim
Entendo. Vou tentar fazer então um gerador com mais polos. 36 ímãs, 40x20x10, no disco. Na montagem da turbina amplicar a coisa. Mas multiplicar a velocidade acho que não vai dar, porque meu gerador vai ser vertical.

Re: Energia Eólica - Assuntos Diversos Relacionados

Enviado: sexta jun 02, 2017 4:15 am
por cleytondim
Josenir Escreveu:
quinta jun 01, 2017 11:39 am
Tudo bem, a bitola do fio está razoável. Mas a quantidade de espiras pra gerar energia em 12V, nos alternadores automotivos por exemplo, são em torno de 7 espiras.
Com vento fraco realmente vai ser difícil.
Descobri o problema da Amperagem josenir.
Eu estava fazendo uma mediçao errada da voltagem. A medida da voltagem fiz sem carga. Com a carga so medi a amperagem.
Com carga a voltagem em 200rpm ficou oscilando entre 4 e 5 volts, na ligaçao monofasica com as 18 bobinas.
Como a placa peltier é de 12v e precisa de cerca de 3 amperes para operar 100%, como so tenho 1/3 da voltagem necessaria, ele so puxa 1 ampere. Está correto este pensamento?
Resolvi entao testar com 3 pastilhas peltier. O sistema puxou 3 amperes do gerador.
Enfim, a soluçao para o meu problema vai ser triplicar o numero de espiras, caso eu queira insistir em gerar com 200rpm. Estou certo?

Re: Energia Eólica - Assuntos Diversos Relacionados

Enviado: sábado jun 03, 2017 12:53 pm
por Josenir
cleytondim Escreveu:
sexta jun 02, 2017 4:15 am
Josenir Escreveu:
quinta jun 01, 2017 11:39 am
Tudo bem, a bitola do fio está razoável. Mas a quantidade de espiras pra gerar energia em 12V, nos alternadores automotivos por exemplo, são em torno de 7 espiras.
Com vento fraco realmente vai ser difícil.
Descobri o problema da Amperagem josenir.
Eu estava fazendo uma mediçao errada da voltagem. A medida da voltagem fiz sem carga. Com a carga so medi a amperagem.
Com carga a voltagem em 200rpm ficou oscilando entre 4 e 5 volts, na ligaçao monofasica com as 18 bobinas.
Como a placa peltier é de 12v e precisa de cerca de 3 amperes para operar 100%, como so tenho 1/3 da voltagem necessaria, ele so puxa 1 ampere. Está correto este pensamento?
Resolvi entao testar com 3 pastilhas peltier. O sistema puxou 3 amperes do gerador.
Enfim, a soluçao para o meu problema vai ser triplicar o numero de espiras, caso eu queira insistir em gerar com 200rpm. Estou certo?
O seu gerador não tem rotação suficiente, e o consumo é maior do que ele produz, por isso a tensão cai. Quanto mais espiras você aumentar, mais a tensão vai cair. Você teria que aumentar a bitola dos fios e aumentar os ímãs.