Diferentes tipos de BMS

Local para debater assuntos relacionados com veículos cujo motor responsável pela propulsão é eléctrico.
Gearbest Banner



Responder

electrizado
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 402
Registado: segunda jul 11, 2011 7:30 pm
Localização: Lisboa
Estado: Desligado

Re: Diferentes tipos de BMS

Mensagem por electrizado » quarta set 21, 2011 11:26 pm

A ecocriterio n tem bms nas ML4000 e TL6000(a minha), as ML5000 e 8000 têm bms.
"prudencia e segurança na estrada"

Electrizado bbrrrrrr


GoogleAds
Membro
Membro
Mensagens: 99999+
Registado: sabado jan 01, 2000 00:01 am
Estado:Ligado


Avatar do Utilizador

2wheelfun
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 339
Registado: segunda nov 30, 2009 9:33 am
Localização: Lisboa
Estado: Desligado

Re: Diferentes tipos de BMS

Mensagem por 2wheelfun » quarta set 21, 2011 11:51 pm

electrizado Escreveu:A ecocriterio n tem bms nas ML4000 e TL6000(a minha), as ML5000 e 8000 têm bms.
Eu sei e como é a tua TL6000 que não tem BMS e até és um utilizador que a meu não me parece tendencioso e és participativo, és tu quem vou seguir. ;)
Cumps.

Avatar do Utilizador

2wheelfun
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 339
Registado: segunda nov 30, 2009 9:33 am
Localização: Lisboa
Estado: Desligado

Re: Diferentes tipos de BMS

Mensagem por 2wheelfun » quarta set 21, 2011 11:57 pm

Njay Escreveu:Não é por sobrecarga que as células "explodem"? O limite inferior são 2V (n verdade é o "limite dos limites", o reocmendado é 2.5, 2.8 nas novas).
O explodir é uma "expressão" (graças a Deus, lol). O que causa danos irreversíveis às células são as descargas não as sobrecargas. A célula recupera melhor de uma situação de over-charge do que de under-charge. Um célula que ultrapasse os 4v na carga, não fica danificada (creio até que as primeiras células conhecidas hoje como TS, tinham como limite máximo 4.5v). Já uma célula que desça dos 2.5v pode ficar irremediavelmente danificada, apesar de já ter verificado quem tenha conseguido dar alguma vida a uma TS que bateu no fundo (0v).
Cumps.

Avatar do Utilizador

jmal
Membro Platinium
Membro Platinium
Mensagens: 8390
Registado: segunda nov 12, 2007 4:09 pm
Localização: Caldas da Rainha
Estado: Desligado

Re: BlackHoover - Batlight Thunder 5000W Li 40Ah

Mensagem por jmal » quinta set 22, 2011 12:07 am

2wheelfun Escreveu:
jmal Escreveu:
Antes de teres essa mota já eu tinha dito que esses bms não serviam para essas baterias, e também já tinha dito que as pessoas que vinham aqui ao fórum falar dessas motas e desses bms não demonstravam ter qualquer tipo de experiência no ramo, lamento que na altura muitas pessoas me tivessem visto como um concorrente, mas afinal os meus rumores estavam certos.
Infelizmente não sou desse tempo.
jmal Escreveu:Não concordo contigo quando dizes que um sistema bms também mata as baterias, não podemos é comparar bms de 100 euros para bms de 500 e mais euros, sim existem diferenças tanto a nível de controle como de potência.
Eu sei que existem diferenças, não espero é ter um BMS de 500€ num VE desta gama. Especialmente por este facto, penso que é preferível iniciar um pack sem BMS do que com BMS.
Cumps.
Mas repara bem, mais que isso já perderam eles em reparações e chatices, sem contar com as tuas perdas, por isso normalmente existe o ditado "que o barato sai caro".
Cumps Inovadores
Vectrix VX1 Limited - 8 kwh - 20000 kms


Njay
Membro Gold
Membro Gold
Mensagens: 1980
Registado: sábado nov 17, 2007 9:46 pm
Estado: Desligado

Re: Diferentes tipos de BMS

Mensagem por Njay » quinta set 22, 2011 12:12 am

2wheelfun Escreveu:
Njay Escreveu:Não é por sobrecarga que as células "explodem"? O limite inferior são 2V (n verdade é o "limite dos limites", o reocmendado é 2.5, 2.8 nas novas).
O explodir é uma "expressão" (graças a Deus, lol). O que causa danos irreversíveis às células são as descargas não as sobrecargas. A célula recupera melhor de uma situação de over-charge do que de under-charge. Um célula que ultrapasse os 4v na carga, não fica danificada (creio até que as primeiras células conhecidas hoje como TS, tinham como limite máximo 4.5v). Já uma célula que desça dos 2.5v pode ficar irremediavelmente danificada, apesar de já ter verificado quem tenha conseguido dar alguma vida a uma TS que bateu no fundo (0v).
Sim, eu sei que explodir é só um termo, para designar que a célula ficou internamente sob pressão e a válvula de segurança abriu deixando sair parte do eletrólito... que será o responsável pelas tuas teias de aranha. Mas para a célula construir pressão, pensei que fosse só por sobrecarga, que é aí que o electrólito começa a "cozer" e gerar gás.
Copyright (c) Njay 2012-2015
Um dia o dinheiro será substituído por Conhecimento.
Aprilia RS125e
Troniquices.wordpress.com


Njay
Membro Gold
Membro Gold
Mensagens: 1980
Registado: sábado nov 17, 2007 9:46 pm
Estado: Desligado

Re: Diferentes tipos de BMS

Mensagem por Njay » quinta set 22, 2011 12:31 am

Ok, acho que tb pode ser pela temperatura, a resistência interna vai aumentando por ser sobrecarregada ou sub-carregada constantemente e isso leva a um aumento de temperatura à passagem da corrente, superior às restantes células, até que começa a cozer o eletrólito e lá está a válvula outra vez a abrir.

De qualquer forma, parece-me essencial monitorizar a tensão e temperatura das células individualmente e dar essa informação ao utilizador...
Copyright (c) Njay 2012-2015
Um dia o dinheiro será substituído por Conhecimento.
Aprilia RS125e
Troniquices.wordpress.com

Avatar do Utilizador

zointz
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 950
Registado: domingo ago 15, 2010 10:17 pm
Localização: Costa de Caparica
Contacto:
Estado: Desligado

Re: BlackHoover - Batlight Thunder 5000W Li 40Ah

Mensagem por zointz » quinta set 22, 2011 9:17 am

2wheelfun Escreveu: Olá.
Como medes? Em esforço ou utilização? Ou medes com as baterias em repouso? Posso dizer-te que antes de ter o meu problema, as células em repouso podiam-se considerar equilibradas mas mal a punha a andar percebia logo que tinha problemas.
Boas,
As medidas foram tiradas em repouso, já experimentei com elas descarregadas (alguns desvios perto de 0,1v) , com elas a meio, muito equilibradas. Falta-me tentar verificar totalmente carregadas.

2wheelfun Escreveu: Pouco ou quase nada. O nosso BMS tem uma capacidade de dissipação de energia muito reduzido. É chamado a intervir no momento em que o carregador entra na fase de redução de energia mas não consegue segurar a sério uma célula.
Verdade, mas entre ter este BMS e não ter nenhum...., a única "vantagem" em não ter BMS é obrigar-te a estar mais atento ao equilíbrio das células.

2wheelfun Escreveu: Como te resolveram o problema? Eles pensavam que eu tinha o meu BMS a desligar aos 3.8v mas vi células a ultrapassarem os 3.9v (penso que até partilhei um vídeo). Agora dizem-me que estava mal parametrizado e que estaria a cortar aos 4v.
O problema era o carregador que tinha uma voltagem de corte muito alta (não me recordo do valor), e por isso nunca era o carregador a desligar a carga, mas sim o BMS porque uma célula atingia o valor máximo. O carregador tem 2 etapas, e é na segunda etapa onde a corrente diminui que o BMS consegue fazer o seu trabalho, como o carregamento era parado na 1º etapa pela protecção do BMS de Overvoltage, ele nunca equilibrava as células.

2wheelfun Escreveu: Balanceamento por baixo a 1.8 ou 1.9v e quanto muito um sistema de corte over e under voltage como segurança adicional.
Atenção 2wheelfun, isso que falas é um BMS (Battery management System) é um mais simples, mas é um.
Já agora como é feito o balanceamento por baixo, já tentei procurar e nunca encontrei informação.
Fiquem bem !

Prius
Imagem

La Espanholita- Vectrix VX-1 NiMh (11800-31000Kms)=19200kms
Ex-Chica Thunder com 8400kms

Avatar do Utilizador

zointz
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 950
Registado: domingo ago 15, 2010 10:17 pm
Localização: Costa de Caparica
Contacto:
Estado: Desligado

Re: BlackHoover - Batlight Thunder 5000W Li 40Ah

Mensagem por zointz » quinta set 22, 2011 9:21 am

2wheelfun Escreveu: Zointz, como medes esses 80Amp? O problema é quando o BMS avaria é, pois no nosso caso ficamos agarrados (literalmente) ao nosso vendedor. Não podes comprar outro BMS igual na internet porque... não há. Vendo a coisa pelo lado positivo, se ele avariar e perceberes que está avariado podes sempre matar 2 coelhos com uma cajadada só... lol
Deixa-me só dizer-te o seguinte... eu "explodi" com uma célula. Foi um cheiro que não se podia. Foram aquelas teias todas debaixo do banco, como partilhei convosco. Pergunta: Esquecendo a parte de balanceamento do nosso BMS que como já constatámos é fraco e não segura as células que 'fogem', porquê é que o BMS não interveio impedindo que aquela desgraçada descesse abaixo dos 2.5v e entrasse num processo de 'suicidio'? Ele estava lá... O quê? Está avariado? Isso é o lógico e isso pensei eu. E se te disserem que estava bom? Pois é... é o que me dizem. Perdoem-me os fundamentalistas mas... confio quase tanto no BMS como na nossa classe política.
Cumps.
Pois... é esta a parte que me deixa preocupado, porque é que o BMS não actuou ? Eu continuo a achar que é avaria do BMS (pode ser uma avaria intermitente) e em termos de confiança neste BMS, diga-mos que estou sempre muito atento.

A medição é feito com o meu pequeno extra, um Amperímetro no painel. Vê no meu DB Chica Thunder
Fiquem bem !

Prius
Imagem

La Espanholita- Vectrix VX-1 NiMh (11800-31000Kms)=19200kms
Ex-Chica Thunder com 8400kms


electrizado
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 402
Registado: segunda jul 11, 2011 7:30 pm
Localização: Lisboa
Estado: Desligado

Re: Diferentes tipos de BMS

Mensagem por electrizado » quinta set 22, 2011 2:25 pm

Boas pessoal esta discussão sobre bms ter ou não ter, ou q tipo de bms é melhor é interessante. Mas reparem numa situação quando comprei um carro foi para ele me servir e andar sem estar preocupado com isto ou aquilo, o mesmo se passa com a moto. O pessoal andar sempre preocupado com o bms, baterias, etc.... acho q n se anda descansado nem se curte o veiculo a 100%. No meu caso digo-vos não percebo de electronica nem de electricidade, uso a minha mota como um cidadão comum carrego e descarrego n estou a pensar q vai haver problemas..... se aparecerem paciencia vamos ter de arrajar tal e qual como no meu carro. Prefiro assim ando mais descansado.

Abraço
"prudencia e segurança na estrada"

Electrizado bbrrrrrr

Avatar do Utilizador

zointz
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 950
Registado: domingo ago 15, 2010 10:17 pm
Localização: Costa de Caparica
Contacto:
Estado: Desligado

Re: Diferentes tipos de BMS

Mensagem por zointz » quinta set 22, 2011 4:01 pm

electrizado Escreveu:Boas pessoal esta discussão sobre bms ter ou não ter, ou q tipo de bms é melhor é interessante. Mas reparem numa situação quando comprei um carro foi para ele me servir e andar sem estar preocupado com isto ou aquilo, o mesmo se passa com a moto. O pessoal andar sempre preocupado com o bms, baterias, etc.... acho q n se anda descansado nem se curte o veiculo a 100%. No meu caso digo-vos não percebo de electronica nem de electricidade, uso a minha mota como um cidadão comum carrego e descarrego n estou a pensar q vai haver problemas..... se aparecerem paciencia vamos ter de arrajar tal e qual como no meu carro. Prefiro assim ando mais descansado.

Abraço

Oi electrizado,

Bem verdade o que dizes, no meu caso particular eu só me preocupo com isso por gosto, eu sei que até pode parecer geek :ugeek: , mas como eu até sou um pouco ;)

Existe por ai muito pessoal que simplesmente gosta de saber/mexer, e na minha opinião curtimos ainda mais. :D :D :D
Fiquem bem !

Prius
Imagem

La Espanholita- Vectrix VX-1 NiMh (11800-31000Kms)=19200kms
Ex-Chica Thunder com 8400kms

Avatar do Utilizador

2wheelfun
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 339
Registado: segunda nov 30, 2009 9:33 am
Localização: Lisboa
Estado: Desligado

Chamemos-lhe... o lobby dos VE

Mensagem por 2wheelfun » quinta set 22, 2011 11:15 pm

Vou responder com alguns exemplos, às questões e dúvidas que ficaram das minhas afirmações.

Sabemos que não há 2 células iguais, certo? Mesmo 2 células da mesma marca e produzidas no mesmo lote, terão sempre pequenas diferenças entre elas, o que faz com que possam ter características diferenciadas umas das outras, tais como a capacidade de armazenar energia, uma maior resistência à carga tornando-se mais lentas na fase de carregamento, etc.

Vamos então agora imaginar, o que seria obrigar 3 pessoas com estaturas diferentes a terem de alcançar um mesmo objecto numa prateleira. A pessoa mais alta naturalmente chegará com maior facilidade, a pessoa mediana, com algum esforço em pontas de pés e bem esticadinha lá conseguirá chegar também mas o desgraçado que é um nadinha mais baixo, está bem tramado! Bom, troquemos pessoas por baterias e a prateleira pelo limite que as células têm de atingir para que se considere um pack como estando carregado. Está visto que haverá umas células com maior facilidade em chegar ao valor limite, mas aquelas que naturalmente estão menos aptas são obrigadas a alcançar e forçar os seus limites porque… alguém as quer balanceadas por cima – top balancing.

Imaginemos agora o seguinte: em vez de uma prateleira alta, temos uma gaveta baixa. Como será perceptível, mesmo o calmeirão que chegava à prateleira alta vai também chegar à gaveta mais baixa, certo? O tipo médio e o tipo baixo do exemplo anterior também estarão à vontade. Isto quer dizer o seguinte: mesmo tendo as células características físicas diferentes, TODAS atingem sem esforço um valor inferior. Isto é o princípio do balanceamento por baixo ou bottom balancing.

Ao contrário do top balancing, o bottom balancing consiste em equilibrar um pack uma primeira vez a uma voltagem próxima do limite inferior. Uma vez todas as células alinhadas pela bitola mais baixa, quando o pack está em descarga todas descem por igual e poderemos trabalhar a voltagem do pack com muito maior rigor e certeza quando à tensão por célula. Para não formar e criar desequilíbrios no pack, deve-se especificar para a fase de carregamento um valor por célula um pouco mais baixo do que aquele que especificaríamos num sistema típico de top balancing. Aqui a ideia é definir como máximo no carregamento, o valor máximo da célula mais pequena ou seja, colocar a prateleira à altura máxima, que o baixote do nosso exemplo consegue alcançar.

Com balanceamento por baixo, poderemos parametrizar o carregador para levar o pack até determinada voltagem no carregamento, sem nos preocuparmos então com o facto de todas as unidades terem de sair do carregamento balanceadas. Para efeitos de “segurança”, pode-se acrescentar uma monitorização célula a célula e activar o corte do carregador, caso se atinja determinada voltagem. Seria o equivalente a desligar a componente de balanceamento dos nossos BMS.

Em utilização, poderemos ter o controlador parametrizado, para quando o pack atingir um mínimo especificado, não “puxar” das células mais do que uma quantidade determinada de energia, mesmo que o utilizador acabe enrolando o punho. Aqui, cabe depois ao utilizador do VE tomar uma decisão. Se este está perto de casa ou de um posto de carregamento, se calhar tem condições para manter uma velocidade reduzida e chegar a essa alimentação. A acção está do lado do utilizador. Não há os vulgares cortes de motor por under voltage, o que se traduz em mais segurança. Não se corre o risco de ficar sem motor subitamente a meio de uma ultrapassagem ou parado numa faixa esquerda de uma via de 2 sentidos, ou noutra qualquer situação embaraçosa ou perigosa.

O carregamento e o descarregamento das baterias sem BMS e com este sistema de bottom balancing, não gera desequilíbrios que tenham de ser corrigidos com sistemas alternativos. É por isto que eu digo que um BMS é completamente desnecessário, causa danos e alguns tipos de BMS podem mesmo ser perigosos, dada a energia sob a forma de calor que podem produzir. Aliás, não sou eu que o digo! É alguém muito mais experiente, conhecedor e que demonstra isto mesmo, muitas vezes à custa do seu dinheiro, “derretendo” material nas suas experiências.

Eis um exemplo: http://www.projectooc.com/evtv/index.php?showid=4#4 de muitos outros. Apresento-vos o Jack do EVTV Motor Verks…

É a prova que sem (alguns) BMS’s, teríamos motas mais baratas, seguras, fiáveis e com manutenção ainda mais reduzida.

Não sou fundamentalista e aceito outros pontos de vista, agora… não vendam é a ideia de que não é possível ter sistemas fiáveis sem BMS, senão o BMS mais parece o lobby dos VE…

Desculpem o “testamento”.

Cumps.

Avatar do Utilizador

2wheelfun
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 339
Registado: segunda nov 30, 2009 9:33 am
Localização: Lisboa
Estado: Desligado

Re: Diferentes tipos de BMS

Mensagem por 2wheelfun » quinta set 22, 2011 11:20 pm

electrizado Escreveu:Boas pessoal esta discussão sobre bms ter ou não ter, ou q tipo de bms é melhor é interessante. Mas reparem numa situação quando comprei um carro foi para ele me servir e andar sem estar preocupado com isto ou aquilo, o mesmo se passa com a moto. O pessoal andar sempre preocupado com o bms, baterias, etc.... acho q n se anda descansado nem se curte o veiculo a 100%. No meu caso digo-vos não percebo de electronica nem de electricidade, uso a minha mota como um cidadão comum carrego e descarrego n estou a pensar q vai haver problemas..... se aparecerem paciencia vamos ter de arrajar tal e qual como no meu carro. Prefiro assim ando mais descansado.Abraço
Electrizado, tens toda a razão no que dizes, contudo, no meu caso pessoal gosto de conhecer o que tenho e de saber como funciona. O meu "sonho" seria conseguir pegar no meu VE e mexer nele caso fosse necessário, não ficando dependente de terceiros como estou neste momento mas sim, tens toda a razão. Metade das nossas preocupações não teriam razão para existir se o sistema não fosse ele próprio propenso a gerar problemas.
Desejo-te muito e bons quilómetros afastado destas questões... ;)
Cumps.

Avatar do Utilizador

zointz
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 950
Registado: domingo ago 15, 2010 10:17 pm
Localização: Costa de Caparica
Contacto:
Estado: Desligado

Re: Diferentes tipos de BMS

Mensagem por zointz » sexta set 23, 2011 10:17 am

Balanceamento por Baixo...

Boas,
Esse tipo de gestão de baterias, não fica comprometido pelas diferentes resistências internas de cada bateria, ou seja com o tempo vão ficar novamente desequilibradas.

Está correta a minha linha de pensamento ?
Fiquem bem !

Prius
Imagem

La Espanholita- Vectrix VX-1 NiMh (11800-31000Kms)=19200kms
Ex-Chica Thunder com 8400kms

Avatar do Utilizador

2wheelfun
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 339
Registado: segunda nov 30, 2009 9:33 am
Localização: Lisboa
Estado: Desligado

Re: Diferentes tipos de BMS

Mensagem por 2wheelfun » sexta set 23, 2011 12:08 pm

zointz Escreveu:Balanceamento por Baixo...

Boas,
Esse tipo de gestão de baterias, não fica comprometido pelas diferentes resistências internas de cada bateria, ou seja com o tempo vão ficar novamente desequilibradas.

Está correta a minha linha de pensamento ?
Olá.
A resposta está no vídeo. Já o viste? Reparaste na precisão dos aparelhos do Jack e no cuidado que teve no primeiro balanceamento por baixo? Vê o vídeo e vê que a resposta à tua pergunta é negativa. A resposta não é minha, é dele. A resposta nao é teórica, está demonstrada. O seu Porshe não é virtual, é o veículo que utiliza todos os dias.

Eu não pretendo fazer muitos mais comentários sobre o assunto. A informação existe, está aí, é clara e está demonstrada. Cabe a cada um de nós ajuizar e rever se faz sentido continuar a falar de coisas que não conhece mas que acha que é fundamentar existirem num VE, só porque a sociedade o dá como certo e os interesses de alguns falam mais alto.

É engraçado... o Jack começa por dizer que o mal dele é estar rodeado de gente que acha que sabe tudo mas que quando é questionado se experimentaram... dizem que não! Pois bem, ele experimenta! Experimentem vocês também pelo menos a ver o mundo com outros óculos de vez em quando.

E se não gostam do Jack... pesquisem um pouco e vão ver que não é o único "maluco" a remar contra a maré...

Cumps.

Avatar do Utilizador

zointz
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 950
Registado: domingo ago 15, 2010 10:17 pm
Localização: Costa de Caparica
Contacto:
Estado: Desligado

Re: Diferentes tipos de BMS

Mensagem por zointz » sexta set 23, 2011 11:06 pm

2wheelfun Escreveu:Olá.
A resposta está no vídeo. Já o viste? Reparaste na precisão dos aparelhos do Jack e no cuidado que teve no primeiro balanceamento por baixo? Vê o vídeo e vê que a resposta à tua pergunta é negativa. A resposta não é minha, é dele. A resposta nao é teórica, está demonstrada. O seu Porshe não é virtual, é o veículo que utiliza todos os dias.

Eu não pretendo fazer muitos mais comentários sobre o assunto. A informação existe, está aí, é clara e está demonstrada. Cabe a cada um de nós ajuizar e rever se faz sentido continuar a falar de coisas que não conhece mas que acha que é fundamentar existirem num VE, só porque a sociedade o dá como certo e os interesses de alguns falam mais alto.

É engraçado... o Jack começa por dizer que o mal dele é estar rodeado de gente que acha que sabe tudo mas que quando é questionado se experimentaram... dizem que não! Pois bem, ele experimenta! Experimentem vocês também pelo menos a ver o mundo com outros óculos de vez em quando.

E se não gostam do Jack... pesquisem um pouco e vão ver que não é o único "maluco" a remar contra a maré...

Cumps.
Boas,
Devido ao teu desafio resolvi ver o vídeo, julgo quer mantenho a minha questão da resistência interna das baterias que vai afectar o sistema sem balanceamento. Concordo com a opinião do balanceamento por baixo, pois faz todo o sentido mas atenção, ele realmente diz que tem de as re-balancear de vez em quando, ou seja para o comum utilizador de um veiculo, não ter um BMS implica que não vais ter bateria por muito tempo, pois o utilizador comum não sabe equilibrar o pack.
Resumindo, os BMS eventualmente estão mal desenhados, mas são imprescindíveis. claro que nos podemos substituir ao BMS e fazer o equilíbrio de vez em quando, mas isso não democratiza o VE.
No teu caso em particular quando acabar a garantia podes remover o BMS e fazer o balanceamento manual, com um pouco de sorte consegues remover apenas o balanceamento activo e manter apenas o corte por voltagem, mas tens de arranjar forma de as balanceares de vez em quando.

Abraços ;)
Fiquem bem !

Prius
Imagem

La Espanholita- Vectrix VX-1 NiMh (11800-31000Kms)=19200kms
Ex-Chica Thunder com 8400kms

Avatar do Utilizador

2wheelfun
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 339
Registado: segunda nov 30, 2009 9:33 am
Localização: Lisboa
Estado: Desligado

Re: EkoWay TL 6000 Lisboa

Mensagem por 2wheelfun » sexta set 23, 2011 11:19 pm

jmal Escreveu:Tentei ser útil e deixar aqui para todos uma informação básica sobre o que é um bms. Não estou desconfiado nem necessito de estar, apenas estou a relatar os factos que são aqui transmitidos e partilhar a minha experiência e conhecimentos sobre este e até outros assuntos. Se é a menina do escritório que dá informações técnicas sobre a mota, enfim acho estranho.
Pessoalmente agradeço a tua participação pois já aprendi com ela. Possua menos conhecimentos que tu mas também sou pela partilha para que cada eu de nós ajuíze o que considera melhor para si.
jmal Escreveu:Mas a grande maioria das motas que andam aqui a circular e que fazem kms têm bms, e muitos dos problemas que surgiram nem estragaram células porque o bms entra em protecção e desliga a mota.
Clarifiquemos que é a componente de corte que actua e não a componente de balanceamento. Acho importante dizer isto aqui porque na minha ideia a componente de balanceamento é que gera problemas, não a de corte. Sem BMS podemos também ter sempre sistemas de corte activos (embora também possamos passar esta função para os controladores em alguns casos), por tensão de pack ou individual de cada célula. Assim, quando dizes que o "bms entra em protecção e desliga a mota" é a componente de corte que actua.
jmal Escreveu:Se o bms é preciso, eu não sei, mas os fabricantes de baterias recomendam.
Tradução Escreveu:Qualquer célula de armazenamento para ser usada em paralelo ou em conexão em série, tem que haver um circuito electrónico ou circuito monitor de forma a monitorizar a carga e descarga de tensão e prevenir danos causados ​​nas células por carga e descarga excessiva.
Cada um que tire as suas conclusões....
Eu não leio aqui essa recomendação do fabricante. Eu leio é que ele recomenda uma monitorização das células para prevenir over e under voltage o que é muito diferente de dizer que recomenda um circuito que puxe as orelhas às células para elas chegarem onde a maior do pack chegou, como faz a componente de balanceamento de um BMS.
Cumps.

Avatar do Utilizador

zointz
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 950
Registado: domingo ago 15, 2010 10:17 pm
Localização: Costa de Caparica
Contacto:
Estado: Desligado

Re: EkoWay TL 6000 Lisboa

Mensagem por zointz » sexta set 23, 2011 11:21 pm

electrizado Escreveu:Ò pessoal acho q não me fiz entender, eu n fui enganado apenas me disseram q n tinha bms e q o carregador controla a carga e o controlador a descarga. Isto é verdade, fazem o controlo do pack n das celulas uma a uma.
Se estiver aqui alguma coisa errada corrijam-me sff.

Abraço
Boas,
Nestas coisas de novas tecnologias temos todos muito que aprender, só demonstra a importância dos mini encontros e workshops.
O que vejo é que muitas vezes falta informação da parte de quem vende, e muitas vezes nem é por mal, nem toda a gente tem de técnico, por isso a troca de informação neste fórum é importantatissima.
Electrizado, sem BMS vai ter de existir de vez em quando um check ás baterias e equilibra-las. Tens de ter sempre atenção neste ponto.

Não se zanguem por causa das marcas, já todos sabemos que têm pontos fracos e fortes e que estão longe de ser perfeitas.
Fiquem bem !

Prius
Imagem

La Espanholita- Vectrix VX-1 NiMh (11800-31000Kms)=19200kms
Ex-Chica Thunder com 8400kms

Avatar do Utilizador

jmal
Membro Platinium
Membro Platinium
Mensagens: 8390
Registado: segunda nov 12, 2007 4:09 pm
Localização: Caldas da Rainha
Estado: Desligado

Re: EkoWay TL 6000 Lisboa

Mensagem por jmal » sábado set 24, 2011 12:08 am

2wheelfun Escreveu: Pessoalmente agradeço a tua participação pois já aprendi com ela. Possua menos conhecimentos que tu mas também sou pela partilha para que cada eu de nós ajuíze o que considera melhor para si.
Obrigado
2wheelfun Escreveu:Clarifiquemos que é a componente de corte que actua e não a componente de balanceamento. Acho importante dizer isto aqui porque na minha ideia a componente de balanceamento é que gera problemas, não a de corte. Sem BMS podemos também ter sempre sistemas de corte activos (embora também possamos passar esta função para os controladores em alguns casos), por tensão de pack ou individual de cada célula. Assim, quando dizes que o "bms entra em protecção e desliga a mota" é a componente de corte que actua.
Tanto deve cortar numa situação como noutra, se bem que na descarga deve cortar o motor, porque está a descarregar, e quando em carga deve cortar o carregador, caso o bms não consiga acompanhar o balanceamento com a corrente que o carregador tá a dar no momento ou em situação do carregador meter tensão a mais.

A componente de balanceamento funciona também com o corte, porque caso não haja corte do carregador e o bms force o balanceamento, há fumo garantido, os componentes do bms não aguentam correntes muito altas, dai que também tem de estar calibrado para este factor. Existem muitas variáveis num bms e tem de haver várias protecções, não se trata apenas de um corte por tensão, também por corrente, por temperatura e até por tempo.

2wheelfun Escreveu:Eu não leio aqui essa recomendação do fabricante. Eu leio é que ele recomenda uma monitorização das células para prevenir over e under voltage o que é muito diferente de dizer que recomenda um circuito que puxe as orelhas às células para elas chegarem onde a maior do pack chegou, como faz a componente de balanceamento de um BMS.
Cumps.
Certo, essa parte eles não recomendam, nem precisam de recomendar porque o que interessa é que nenhuma delas atinja os limites, a parte do balanceamento só serve para maximizar o uso de todas as células do pack, porque na pratica não se tira mais corrente nenhuma a partir do momento em que qualquer uma entre em corte, e no caso do corte por overcharge, também o pack não recebe mais carga a partir desse momento. Logo mantê-las balanceadas ou equalizadas é uma forma de rentabilizar o uso de todas.


PS: penso que devemos passar também estes posts para o tópico dos BMS.
Cumps Inovadores
Vectrix VX1 Limited - 8 kwh - 20000 kms

Avatar do Utilizador

2wheelfun
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 339
Registado: segunda nov 30, 2009 9:33 am
Localização: Lisboa
Estado: Desligado

Re: Diferentes tipos de BMS

Mensagem por 2wheelfun » sábado set 24, 2011 12:18 am

zointz Escreveu: Boas, Devido ao teu desafio resolvi ver o vídeo
Fico contente por teres tido o interesse em ver o vídeo mas não lancei nenhum desafio... :)
Ficaste com curiosidade de ver outros? Todas as semanas saem novos "episódios". Há outros temas muito interessantes. Ainda há poucos dias estive a rever um episódio em que ele falava no atrito dos rolamentos e falou nos rolamentos de cerêmica como o Carlos.G também falou em determinada altura da sua conversão. A diferença é que o Jack tem dinheiro e mostra na prática onde está a diferença...
zointz Escreveu:julgo quer mantenho a minha questão da resistência interna das baterias que vai afectar o sistema sem balanceamento. Concordo com a opinião do balanceamento por baixo, pois faz todo o sentido mas atenção, ele realmente diz que tem de as re-balancear de vez em quando
Já não me recordo exactamente das diferenças que ele refere mas reparaste na precisão do instrumento de precisão? Os desvios são verificados com esse nível de precisão e num instrumento com menor resolução até se poderá dizer que não há desvio. De qualquer das maneiras, penso que não será maior do que aquele que se verifica quando se exige a uma célula para chegar lá acima à tal prateleira e ela por pouco não consegue.
zointz Escreveu:, ou seja para o comum utilizador de um veiculo, não ter um BMS implica que não vais ter bateria por muito tempo, pois o utilizador comum não sabe equilibrar o pack.
Continuo a achar que pode não ser necessário. Eu se calhar teria mesmo de fazer o que dizes porque o meu pack já foi abusado e agora ainda hei-de receber a mota (hei-de?! Quase que já me esqueço que tenho VE :?) com algumas células novas misturadas com as minhas antigas o que é uma salganhada mas se o pack for iniciado da forma que ele diz, estou convencido que as diferenças serão tão marginais que não terão significado. O que pode acontecer no meu caso é por desequilibro ter uma autonomia mais reduzida até reequilibrar o pack mas... curiosamente era isso que eu me queixava até "explodir" com a 7 ou com a 8, já não sei.
zointz Escreveu:Resumindo, os BMS eventualmente estão mal desenhados, mas são imprescindíveis.
Mal desenhados? Quererás se calhar dizer que os nossos têm pouca capacidade de dissipação energética, talvez. Segundo me explicaram relativamente ao meu BMS, creio que quando uma célula atinge o máximo em carga e outras para lá caminham, ele tenta segurar a célula a 200mA, isto é, consegue dissipar esta energia enquanto o carregador que está na fase de 'fadeoff' até as 0A, tenta dar à esfomeada mais umas colheradas. Esta energia dissipada é francamente reduzida. Aqui estamos de acordo.
zointz Escreveu:claro que nos podemos substituir ao BMS e fazer o equilíbrio de vez em quando, mas isso não democratiza o VE.
...e os problemas que tenho tido com algo que considero dispensável, democratiza?
Acho que democratizar um VE é muito mais do que isso. É vender a um preço justo (acho os nossos VE caros), é tratar o cliente como tal (e não como alguém que depende de mim enquanto vendedor), é dar confiança explicando o que o cliente comprou e respondendo às suas dúvidas, é não vender sistemas com características que na prática nem estão lá... enfim, é respeitar também alguém e ter palavra!
zointz Escreveu:No teu caso em particular quando acabar a garantia podes remover o BMS e fazer o balanceamento manual, com um pouco de sorte consegues remover apenas o balanceamento activo e manter apenas o corte por voltagem, mas tens de arranjar forma de as balanceares de vez em quando.
Acredita que faria isso tudo mas tenho pouca experiência e tenho receio em mexer.
Abraços ;)[/quote]
Abraço!

Avatar do Utilizador

jmal
Membro Platinium
Membro Platinium
Mensagens: 8390
Registado: segunda nov 12, 2007 4:09 pm
Localização: Caldas da Rainha
Estado: Desligado

Re: Diferentes tipos de BMS

Mensagem por jmal » sábado set 24, 2011 12:24 am

Faz todo o sentido esse tipo de balanceamento, o problema é que estão a esquecer de alguns pormenores importantes, um deles é a temperatura, e um pack por mais isolado termicamente que seja, existem sempre diferenças de temperatura de célula para célula, isto porque nem todas têm a mesma resistência interna e até estrutura, portanto diferenças existem sempre, o ser humano não consegue fazer 2 coisas rigorosamente iguais, isto é um facto.

Depois o mesmo efeito acontece sobre a electrónica, mesmo que se calibre o carregador para uma determinada tensão e corrente, por exemplo, 80v 10 ah a 25ºC, num dia de inverno a 10ºC, esse mesmo carregador vai dar mais 1v ou 2, e de corrente mais alguns mah.

Se reparares continuas a ter um sistema normalíssimo de bms, simplesmente faz o balanceamento por baixo em vez de por alto. Posso fazer alguns testes para ter mais certezas, mas só com a leitura que fiz por agora não vejo quaisquer vantagens.
Cumps Inovadores
Vectrix VX1 Limited - 8 kwh - 20000 kms

Responder

Voltar para “Veículos Eléctricos”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: huggo82 e 5 visitantes