Biocombustíveis responsáveis pelo aumento dos alimentos!

Local para troca de conhecimentos e discutir assuntos relacionados com os biocombustíveis líquidos tais como biodiesel, ovd, bioetanol, metanol, etc…



Avatar do Utilizador

Bluesky
Membro Platinium
Membro Platinium
Mensagens: 4184
Registado: domingo set 30, 2007 11:33 pm
Localização: Socio Nº 54
Estado: Desligado

Mensagem por Bluesky » sábado dez 29, 2007 11:18 pm

morrem de subnutrição.
_______ .oO Impossivel é um conceito /& / não uma realidade Oo. _______


GoogleAds
Membro
Membro
Mensagens: 99999+
Registado: sabado jan 01, 2000 00:01 am
Estado:Ligado



Njay
Membro Gold
Membro Gold
Mensagens: 1981
Registado: sábado nov 17, 2007 9:46 pm
Estado: Desligado

Mensagem por Njay » domingo dez 30, 2007 12:23 am

não é agradável insinuares que sorrio perante o facto de que imensa gente morre diariamente à fome. era a isso que me referia. revê a conversa para trás para perceberes onde se insere o meu sorriso na frase "e quem é que te contou o contrário ?".
devias dar mais atenção ao que escreves.


Njay
Membro Gold
Membro Gold
Mensagens: 1981
Registado: sábado nov 17, 2007 9:46 pm
Estado: Desligado

Mensagem por Njay » sexta jan 04, 2008 3:23 pm

mais uma "acha para a fogueira"... mas com informações interessantes no final.

-----------------------------

http://www.carpool.com.pt/news/read/8/index.html

biocombustíveis podem ser piores para o clima do que o petróleo
colocada em 26/10/2007

as dúvidas sobre o impacto positivo do uso de biocombustíveis crescem a cada dia que passa. acusados de destruir as florestas tropicais e de contribuir para o aumento do preço dos alimentos, agora é a sua própria razão de ser que é posta em causa. um estudo do prémio nobel da química, paul j. crutzen, indica que estes podem ser piores para o clima do que os combustíveis fósseis.

a acusação não é nova. já muitos fizeram as contas à energia gasta para os produzir, comparando-a com aquela que geram, concluindo que, nalguns casos, o balanço era negativo. desta vez, crutzen, do instituto max planck de química (alemanha), com colegas americanos, austríacos e britânicos, avança que o óxido nitroso libertado pelo uso de fertilizantes nas culturas energéticas tem piores efeitos que os gases emitidos pelo uso de petróleo.

segundo o estudo, publicado na revista atmospheric chemistry and physics, a colza, muito usada na europa para o biodiesel, e o milho, que nos eua está na base do etanol, produzem entre 50 a 70 por cento mais gases com efeito de estufa do que os combustíveis fósseis. isto por causa das emissões de óxido nitroso - um subproduto dos fertilizantes à base de nitrogénio usados na agricultura -, que tem 296 vezes mais potencial de aquecimento global que o dióxido de carbono.

a investigação liderada por crutzen chega a resultados três a cinco vezes mais graves do que anteriores análises de ciclo de vida feitas sobre os biocombustíveis. isto sem terem incluído nas contas a energia gasta para transformar os materiais agrícolas em combustíveis, sublinham os autores, que podem ainda tornar mais evidentes os efeitos negativos do seu uso.

de todos os materiais agrícolas usados na produção de biocombustíveis, o que continua a surgir como o que oferece mais benefícios é a cana-de-açúcar. mas como estas culturas estão situadas nos trópicos, crescem os receios sobre o seu impacto em relação às florestas. mesmo que não sejam as causadoras directas da destruição, são acusadas de, na ânsia de procurar novos terrenos, empurrar outras culturas, como a soja e as pastagens, para dentro da mancha verde.

os autores aconselham a mais estudos sobre o ciclo de vida dos biocombustíveis e defendem que os cientistas e os agricultores devem apostar em culturas e métodos de cultivo menos intensivos. mas, neste momento, tal como está a ser produzido, "o etanol feito a partir do milho não passa de um exercício inútil", disse um dos autores, keith smith, à reuters.

a febre do etanol nos eua está a atingir o seu pico, relata o new york times. a corrida, com preços nunca vistos do milho e o aumento do preço dos alimentos, provocou excesso de oferta, que não encontra escoamento e está a pressionar os preços em baixa. o ritmo a que foram construídas as destilarias não foi acompanhado pela distribuição e a abundância de etanol no mercado assusta os investidores. o problema é que este biocombustível é corrosivo e permeável à água e impurezas, pelo que não pode ser distribuído pela rede de oleodutos, o que satura os outros meios de transporte, inundados pelo novo produto.
Copyright (c) Njay 2012-2015
Um dia o dinheiro será substituído por Conhecimento.
Aprilia RS125e
Troniquices.wordpress.com

Avatar do Utilizador

jmal
Membro Platinium
Membro Platinium
Mensagens: 8390
Registado: segunda nov 12, 2007 4:09 pm
Localização: Caldas da Rainha
Estado: Desligado

Mensagem por jmal » sexta jan 04, 2008 3:45 pm

sobre isso nem vou falar, já tinha visto outra notícia que era o alarme para a fome mundial.
Cumps Inovadores
Vectrix VX1 Limited - 8 kwh - 20000 kms

Avatar do Utilizador

Bluesky
Membro Platinium
Membro Platinium
Mensagens: 4184
Registado: domingo set 30, 2007 11:33 pm
Localização: Socio Nº 54
Estado: Desligado

Mensagem por Bluesky » sexta jan 04, 2008 7:41 pm

desculpa njay, por momentos pensei que gozavas da subnutrição que no fundo todos sofremos, de uma maneira ou de outra. acho o teu artigo pertinente e tenho poucas consideraçoes a fazer, em particular:

1. o petroleo é dito o "ouro negro", mas que nada tem de ouro e tudo tem de negro. a ideia subsiste porque "precisamos" dele, o que nao é verdade, o que nos conduz aos proximos dois erros.

2. que podemos usa-lo ate ao fim das reservas sem efeitos colaterais e que poderemos no futuro substitui-lo por um petroleo sintetizado, como o biocombustivel, como tal coisa fosse sustentável e necessario, o que novamente nao acontece. tambem a ideia que temos que usar os transportes e infraestruturas tal como existem (motores de explosão, oleodutos) porque tal é que é "realista" é novamente um inteiro absurdo.

3. ou seja, finalizada a idade da pedra veio a idade do fogo na qual ainda vivemos, quando a idade quantica já está entre nos à muito. ou seja, vivemos num absurdo motivado por uma glorificada e artificial dependência politico-economica sem sentido e insustentavel, mas que todos parecem interessados. porque? porque nao sabemos faze-lo de outra maneira?

conclusao: não se pode resolver um erro com outro igual ou maior, ou seremos penalizados, onde urge uma mudança dos paradigmas (raciocinios - consciencias- nova logicas - nova vida) é imperativo. um abraço.
#

Avatar do Utilizador

ajosemor
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 438
Registado: sexta nov 09, 2007 10:29 pm
Localização: Palmela
Estado: Desligado

Mensagem por ajosemor » quinta jan 10, 2008 8:34 am

blueskyh20 disse também:
...quando a idade quantica já está entre nos à muito...
subscrevo toda a intervenção (post?). mas... não entendi esta frase. provavelmente falta de conhecimento da minha parte. quanto tempo é preciso para mudarmos de paradigma? temos tempo para isso sem entretanto termos que recorrer a medidas mais comezinhas? aquelas que estão mesmo á vista?
passamos da idade do fogo logo para a idade quântica?

njay
óptima achega. infelizmente confirma, com cores mais negras, as avaliações anteriores.

saudações


heitorf
Membro Dedicado
Membro Dedicado
Mensagens: 46
Registado: terça jan 22, 2008 1:49 am
Localização: Setubal
Estado: Desligado

Re: Biocombustíveis responsáveis pelo aumento dos alimentos!

Mensagem por heitorf » terça jan 22, 2008 11:12 pm

eu sou agricultor de fim de semana...
em anos anteriores semeei cerca de 2000 pes de milho... resultando mais de 2000 massarocas...
esta produção destinava-se a alimentar uma dúzia de galinhas..
ora se o preço do milho aumenta por motivo do aumento da procura, estou certo que mais pessoas vão passar a semear.. se fosse o contrario também menos pessoas o ião cultivar..
meu tractor tb gasta ovd..
gostava de saber melhor a opinião dos agricultores sobre se vão aumentar a produção ou não...
boas mensagens.
Ford Taunus 1.6 GPL
Opel Monterey 3.1 TD 48% (OV)

Avatar do Utilizador

katzilla
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 694
Registado: quarta nov 28, 2007 8:32 pm
Localização: Norte
Estado: Desligado

Re: Biocombustíveis responsáveis pelo aumento dos alimentos!

Mensagem por katzilla » quarta jan 23, 2008 3:56 pm

heitorf Escreveu:gostava de saber melhor a opinião dos agricultores sobre se vão aumentar a produção ou não...
é uma questão de subsidio...se tem subsidio plantase, se não, não.


Njay
Membro Gold
Membro Gold
Mensagens: 1981
Registado: sábado nov 17, 2007 9:46 pm
Estado: Desligado

Re: Biocombustíveis responsáveis pelo aumento dos alimentos!

Mensagem por Njay » domingo mar 09, 2008 1:02 pm

ainda acerca do aumento de preços, deixo-vos aqui o "teaser" de um artigo com que dei de caras hoje:

"sentimento de impunidade favorece práticas anticoncorrenciais

monopólio na distribuição provoca aumento dos preços

as cadeias de distribuição estão a infringir as leis da concorrência. preços impostos, margens garantidas, recusa de fornecimento são práticas correntes, apesar de expressamente proibídas pela lei da concorrência.
a consequência é a cartelização de preços, o agravamento do preço de produtos essenciais e o esmagamento de produtores e operadores de menor dimensão. segundo apurou a "vida económica", existe um sentimento de impunidade entre os grandes operadores já que as práticas proibídas constam dos contratos e da correspondência comercial trocada com os clientes.

algumas cadeias de distribuíção impõem margens garantidas de 52% a fornecedores nacionais. e sempre que detectam preços no mercado abaixo do nível estimado impõem ao fornecedor o pagamento da diferença face à margem garantida."

in semanário "vida económica", 7 março 2008


acho que já sabemos o que está por detrás daquelas famosas frases "se encontrar mais barato, devolveremos o seu dinheiro!".

ainda bem que ainda não almocei...

Responder

Voltar para “Biocombustíveis líquidos”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante