Entendidos na produção do HHO e o PWM. Pedido de informação.

Local para debater assuntos relacionados com veículos à Hidrogénio.
Gearbest Banner



Responder

Autor do tópico
Googlebot
Estado: Desligado

Entendidos na produção do HHO e o PWM. Pedido de informação.

Mensagem por Googlebot » domingo mar 27, 2011 4:59 pm

expliquem-me algumas coisas que não entendo:

- porque quase sempre existe um gerador de pwm para fazer a electrólise? será que nos "tempos mortos" do pwm haverá algo parecido com inércia que premitirá uma continuidade do processo gastando menos energia eléctrica?

- sendo esta mistura gasosa ( h2 +o ) altamente explosiva por ignição não surgirão deflagrações intempestivas?

- alguém tá terá tido sériamente obtido resultados positivos destes sistemas (atendendo perdas e ganhos energéticos)?
sun_rise_pt
Imagem


GoogleAds
Membro
Membro
Mensagens: 99999+
Registado: sabado jan 01, 2000 00:01 am
Estado:Ligado


Avatar do Utilizador

mauri
Membro Platinium
Membro Platinium
Mensagens: 7877
Registado: sexta set 04, 2009 1:04 am
Localização: Amadora
Estado: Desligado

Re: Entendidos na produção do HHO e o PWM. Pedido de informa

Mensagem por mauri » domingo mar 27, 2011 7:08 pm

quem colocou este tópico terá que o colocar de novo, para que possa ser identificado.
Imagem
Associado 69Imagem
Antes de abrir um tópico utilize a Pesquisa
Prece
Imagem

Avatar do Utilizador

Flamingo
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 901
Registado: sábado set 29, 2007 12:21 am
Localização: Marinha Grande
Estado: Desligado

Re: Entendidos na produção do HHO e o PWM. Pedido de informa

Mensagem por Flamingo » domingo mar 27, 2011 7:20 pm

visitante Escreveu:expliquem-me algumas coisas que não entendo:

- porque quase sempre existe um gerador de pwm para fazer a electrólise? será que nos "tempos mortos" do pwm haverá algo parecido com inércia que premitirá uma continuidade do processo gastando menos energia eléctrica?

- sendo esta mistura gasosa ( h2 +o ) altamente explosiva por ignição não surgirão deflagrações intempestivas?

- alguém tá terá tido sériamente obtido resultados positivos destes sistemas (atendendo perdas e ganhos energéticos)?
em minha opinião, penso que seria mais decente registar-se no fórum, e dessa forma ter uma participação mais activa e mais próxima dos restantes users.

deixo aqui um apelo aos restantes users para ignorarem posts de visitantes!

Avatar do Utilizador

Sun_rise_pt
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 311
Registado: sábado jul 14, 2007 6:51 pm
Estado: Desligado

Re: Entendidos na produção do HHO e o PWM. Pedido de informa

Mensagem por Sun_rise_pt » segunda mar 28, 2011 9:37 am


peço desculpa por não me ter idenficado. o lapso ocorreu por não estar a usar a minha máquina onde a identificação ocorre automaticamente e não me apercebi do facto.
(de toda a forma, (em minha opinião) se os moderadores acharem mais conveniente esta possibilidade de abrir algum tópico como visitante, essa possibilidade deveria ser bloqueada a fim de não acontecer.)
---
agora que estou identificado,

fico à espera dos esclarecimentos sobre a questão inicial, vindos de quem estiver realmente dentro do assunto da produção de hidrogénio...

...e aproveito para acrescentar mais dirigidas a especialmente a quem já construiu um electrolizador destes:

- num veículo comum alimentado a 12v, qual será o débito em corrente para produzir os hho suficientes para misturar no ar da admissão do motor?
- presumindo que o motor continuará com a mesma quantidade admitida de combustível liquido, será necessário algum reajuste neste aspecto?

Avatar do Utilizador

mauri
Membro Platinium
Membro Platinium
Mensagens: 7877
Registado: sexta set 04, 2009 1:04 am
Localização: Amadora
Estado: Desligado

Re: Entendidos na produção do HHO e o PWM. Pedido de informa

Mensagem por mauri » segunda mar 28, 2011 11:25 am

acho que vai ser modificado o nome de visitante para o sun_rise_pt.
esperamos que de futuro os visitantes não possam ter acesso para escrever mensagens ou abrir tópicos, tal não aconteça, pois tal é vetado.
de qualquer maneira já está identificado na assinatura que coloquei em quase todos os visitantes identificados.
Imagem
Associado 69Imagem
Antes de abrir um tópico utilize a Pesquisa
Prece
Imagem


freetv6969
Membro Dedicado
Membro Dedicado
Mensagens: 36
Registado: quarta fev 24, 2010 3:04 pm
Estado: Desligado

Re: Entendidos na produção do HHO e o PWM. Pedido de informa

Mensagem por freetv6969 » domingo nov 11, 2012 2:23 am

Com o gasto da água, a concentração do electrolitico aumenta e por sua vez a corrente,
Aplicando o pwm temos a segurança da corrente nunca passar do valor definido.
Este é o principal objectivo.
Outros tem a ver com a freq. modulação, etc, mas já são pwm´s mais evoluidos
Googlebot Escreveu:expliquem-me algumas coisas que não entendo:

- porque quase sempre existe um gerador de pwm para fazer a electrólise? será que nos "tempos mortos" do pwm haverá algo parecido com inércia que premitirá uma continuidade do processo gastando menos energia eléctrica?

- sendo esta mistura gasosa ( h2 +o ) altamente explosiva por ignição não surgirão deflagrações intempestivas?

- alguém tá terá tido sériamente obtido resultados positivos destes sistemas (atendendo perdas e ganhos energéticos)?
sun_rise_pt
Imagem


Aless
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 177
Registado: sexta ago 19, 2011 7:02 pm
Estado: Desligado

Re: Entendidos na produção do HHO e o PWM. Pedido de informa

Mensagem por Aless » domingo nov 11, 2012 5:55 am

expliquem-me algumas coisas que não entendo:
- porque quase sempre existe um gerador de pwm para fazer a electrólise?
Supondo-se uma fonte de 12V (como a bateria de um carro, por exemplo) e uma carga fixa, bastaria uma ligação direta entre carga e bateria para o fornecimento da potência máxima a esta carga.

Se quiséssemos entregar apenas a metade da potência à tal carga fixa, poderíamos diminuir a tensão da fonte - mas no caso de uma bateria, isto não seria possível, pois sua tensão de saída é fixa.

Outra forma seria introduzir uma queda de tensão no circuito, através de uma resistência em série, por exemplo. Entretanto, haveria desperdício de energia nessa resistência.

Um método vantajoso, é alternarmos rapidamente períodos "on/off" da ligação direta entra a carga e a bateria, pois desta forma eliminamos a necessidade de se introduzir uma "queda de tensão" no circuito.
E é exatamente isto o que um pwm faz: ele controla a energia média fornecida a um circuito alternando rapidamente períodos "on/off".

Com a dificuldade de se regular (por outros meios) a energia gasta na eletrólise, recorre-se a um pwm.

será que nos "tempos mortos" do pwm haverá algo parecido com inércia que premitirá uma continuidade do processo gastando menos energia eléctrica?
Não, não existe nenhuma inércia.
Como a frequência do pwm é alta, a impressão que se tem é a de que a produção não sofre interrupções, embora elas existam na forma de micro interrupções.

- sendo esta mistura gasosa ( h2 +o ) altamente explosiva por ignição não surgirão deflagrações intempestivas?
É possível que sim.
- alguém tá terá tido sériamente obtido resultados positivos destes sistemas (atendendo perdas e ganhos energéticos)?
É cientificamente impossível obter-se algum ganho energético com estes sistemas.

Em vez de comprar um "kit" de eletrólise, faça uma revisão do carro e a regulagem do seu motor.
Será mais saudável para o carro e para o bolso.



freetv6969
Membro Dedicado
Membro Dedicado
Mensagens: 36
Registado: quarta fev 24, 2010 3:04 pm
Estado: Desligado

Re: Entendidos na produção do HHO e o PWM. Pedido de informa

Mensagem por freetv6969 » domingo nov 11, 2012 11:18 pm

Convinha rever a sua resposta amigo, ele pede uma resposta a quem já construiu/instalou e usou e não a teóricos porque na sua resposta não vejo nada sobre os testes que fez na prática.
portanto convinha editar a sua resposta.

cumps

Aless Escreveu:
expliquem-me algumas coisas que não entendo:
- porque quase sempre existe um gerador de pwm para fazer a electrólise?
Supondo-se uma fonte de 12V (como a bateria de um carro, por exemplo) e uma carga fixa, bastaria uma ligação direta entre carga e bateria para o fornecimento da potência máxima a esta carga.

Se quiséssemos entregar apenas a metade da potência à tal carga fixa, poderíamos diminuir a tensão da fonte - mas no caso de uma bateria, isto não seria possível, pois sua tensão de saída é fixa.

Outra forma seria introduzir uma queda de tensão no circuito, através de uma resistência em série, por exemplo. Entretanto, haveria desperdício de energia nessa resistência.

Um método vantajoso, é alternarmos rapidamente períodos "on/off" da ligação direta entra a carga e a bateria, pois desta forma eliminamos a necessidade de se introduzir uma "queda de tensão" no circuito.
E é exatamente isto o que um pwm faz: ele controla a energia média fornecida a um circuito alternando rapidamente períodos "on/off".

Com a dificuldade de se regular (por outros meios) a energia gasta na eletrólise, recorre-se a um pwm.

será que nos "tempos mortos" do pwm haverá algo parecido com inércia que premitirá uma continuidade do processo gastando menos energia eléctrica?
Não, não existe nenhuma inércia.
Como a frequência do pwm é alta, a impressão que se tem é a de que a produção não sofre interrupções, embora elas existam na forma de micro interrupções.

- sendo esta mistura gasosa ( h2 +o ) altamente explosiva por ignição não surgirão deflagrações intempestivas?
É possível que sim.
- alguém tá terá tido sériamente obtido resultados positivos destes sistemas (atendendo perdas e ganhos energéticos)?
É cientificamente impossível obter-se algum ganho energético com estes sistemas.

Em vez de comprar um "kit" de eletrólise, faça uma revisão do carro e a regulagem do seu motor.
Será mais saudável para o carro e para o bolso.



freetv6969
Membro Dedicado
Membro Dedicado
Mensagens: 36
Registado: quarta fev 24, 2010 3:04 pm
Estado: Desligado

Re: Entendidos na produção do HHO e o PWM. Pedido de informa

Mensagem por freetv6969 » domingo nov 11, 2012 11:24 pm

olá

veja a minha resposta no outro post http://novaenergia.pt/forum/viewtopic.php?f=63&t=16543
penso que lhe tira estas dúvidas
cumps

free

Sun_rise_pt Escreveu:peço desculpa por não me ter idenficado. o lapso ocorreu por não estar a usar a minha máquina onde a identificação ocorre automaticamente e não me apercebi do facto.
(de toda a forma, (em minha opinião) se os moderadores acharem mais conveniente esta possibilidade de abrir algum tópico como visitante, essa possibilidade deveria ser bloqueada a fim de não acontecer.)
---
agora que estou identificado,

fico à espera dos esclarecimentos sobre a questão inicial, vindos de quem estiver realmente dentro do assunto da produção de hidrogénio...

...e aproveito para acrescentar mais dirigidas a especialmente a quem já construiu um electrolizador destes:

- num veículo comum alimentado a 12v, qual será o débito em corrente para produzir os hho suficientes para misturar no ar da admissão do motor?
- presumindo que o motor continuará com a mesma quantidade admitida de combustível liquido, será necessário algum reajuste neste aspecto?


Aless
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 177
Registado: sexta ago 19, 2011 7:02 pm
Estado: Desligado

Re: Entendidos na produção do HHO e o PWM. Pedido de informa

Mensagem por Aless » domingo nov 11, 2012 11:59 pm


Meu caro, a pergunta é dirigida a quem sabe respondê-la.
Foi tão somente o que fiz.

Acrescento que para responder quanto tempo dura a queda de um prato de cima de uma mesa de jantar, alguns gajos vão quebrar várias pratos para obter um valor aproximado.
Outros vão apenas usar um pouco de teoria.
Estou no grupo que não precisa quebrar pratos.

Cumps.

freetv6969 Escreveu:Convinha rever a sua resposta amigo, ele pede uma resposta a quem já construiu/instalou e usou e não a teóricos porque na sua resposta não vejo nada sobre os testes que fez na prática.
portanto convinha editar a sua resposta.

cumps


Aless Escreveu:
expliquem-me algumas coisas que não entendo:
- porque quase sempre existe um gerador de pwm para fazer a electrólise?
Supondo-se uma fonte de 12V (como a bateria de um carro, por exemplo) e uma carga fixa, bastaria uma ligação direta entre carga e bateria para o fornecimento da potência máxima a esta carga.

Se quiséssemos entregar apenas a metade da potência à tal carga fixa, poderíamos diminuir a tensão da fonte - mas no caso de uma bateria, isto não seria possível, pois sua tensão de saída é fixa.

Outra forma seria introduzir uma queda de tensão no circuito, através de uma resistência em série, por exemplo. Entretanto, haveria desperdício de energia nessa resistência.

Um método vantajoso, é alternarmos rapidamente períodos "on/off" da ligação direta entra a carga e a bateria, pois desta forma eliminamos a necessidade de se introduzir uma "queda de tensão" no circuito.
E é exatamente isto o que um pwm faz: ele controla a energia média fornecida a um circuito alternando rapidamente períodos "on/off".

Com a dificuldade de se regular (por outros meios) a energia gasta na eletrólise, recorre-se a um pwm.

será que nos "tempos mortos" do pwm haverá algo parecido com inércia que premitirá uma continuidade do processo gastando menos energia eléctrica?
Não, não existe nenhuma inércia.
Como a frequência do pwm é alta, a impressão que se tem é a de que a produção não sofre interrupções, embora elas existam na forma de micro interrupções.

- sendo esta mistura gasosa ( h2 +o ) altamente explosiva por ignição não surgirão deflagrações intempestivas?
É possível que sim.
- alguém tá terá tido sériamente obtido resultados positivos destes sistemas (atendendo perdas e ganhos energéticos)?
É cientificamente impossível obter-se algum ganho energético com estes sistemas.

Em vez de comprar um "kit" de eletrólise, faça uma revisão do carro e a regulagem do seu motor.
Será mais saudável para o carro e para o bolso.



freetv6969
Membro Dedicado
Membro Dedicado
Mensagens: 36
Registado: quarta fev 24, 2010 3:04 pm
Estado: Desligado

Re: Entendidos na produção do HHO e o PWM. Pedido de informa

Mensagem por freetv6969 » segunda nov 12, 2012 2:01 am

Colega Aless,
Já todos percebemos que sabe fazer contas, usar formulas, que é anti HHO, etc

Quando comecei a trabalhar com balastros electrónicos para lampadas fluerescentes tb havia teoricos que diziam que era impossivel reduzir o consumo, que aquilo enganava os aparelhos de medida, etc etc.

Hoje em dia anda tudo caladinho e a usar esses aparelhos, são as chamadas lâmpadas economizadoras, etc

Fico é triste por ver alguém da área da ciencia ter estes comentários, mas enfim, depois destes casor Relvas e Socas já não digo nada.


Aless
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 177
Registado: sexta ago 19, 2011 7:02 pm
Estado: Desligado

Re: Entendidos na produção do HHO e o PWM. Pedido de informa

Mensagem por Aless » segunda nov 12, 2012 4:12 am

freetv6969 Escreveu:Colega Aless,
...
Fico é triste por ver alguém da área da ciencia ter estes comentários,
...
Pois são justamente comentários de alguém da área da ciência.
Entretanto, para a compreensão dos mesmos, não é necessário que se tenha ensino superior.
Reproduzo-os abaixo, e sinta-se à vontade para rebatê-los.


http://www.novaenergia.pt/forum/viewtop ... 05#p199605
Aless Escreveu:
Roger a Jazz Escreveu:...
Portanto o kit consiste em produzir o hidrogénio e enviá-lo para o interior do cilindro através da entrada de ar. O Kit vai separar o H2 do óxigénio através da electrolise. Portanto uma mangueira para uma garrafa de água e um cabo puxa energia do alternador. O alternador vai provocar uma perda de potência no motor na ordem dos 2% a 3% que é claramente ultrapassada pelos ganhos na produção de hidrogénio.
Infelizmente, o ganho de energia obtido com a queima do hidrogênio é necessariamente menor que a energia empregada na sua síntese através da eletrólise. ### (vide explicação abaixo)

Portanto, qualquer desses "kits" significa desperdício de energia, ou seja, diminuição da potência do motor em relação ao combustível consumido.

Com tudo isso, para que ainda se consiga alguma redução no consumo de combustível é necessário que se empobreça muito a mistura (o que poderia ser feito independentemente da instalação do kit), reduzindo ainda mais a potência útil do motor.

Conclusão: qualquer desses kits de produção de hidrogênio por eletrólise alimentada pelo alternador é pura banha de cobra.
Reduz a potência em vez de aumentá-la.


###
A queima do hidrogênio se dá com a combinação entre 2 moléculas de hidrogênio e uma de oxigênio, gerando 2 moléculas de água, e liberando uma certa quantidade K de energia.
Na síntese do hidrogênio através da eletrólise, após 2 moléculas de água receberem aquela mesma quantidade K de energia, elas se transformam em 1 molécula de oxigênio, e 2 moléculas de hidrogênio.
Como todos os processos físicos têm eficiência abaixo de 100%, o que acontece é que, no mundo real, a síntese do hidrogênio pela eletrólise gasta mais energia do que a energia "K", acumulada pela separação entre os dois elementos.
Assim, a queima do hidrogênio dentro de um motor, fornece menos energia do que a energia gasta na eletrólise correspondente.
Além disso, esse processo associado ao "kit" tem outras perdas muito maiores devido aos vários subprocessos envolvidos na "linha de produção", isto é, para cada Joule de energia liberada pela queima de hidrogênio, houve uma perda associada à eletrólise, houve uma perda associada à transfomação de energia mecânica em elétrica (no alternador), e houve uma perda associada à transformação química da gasolina para obter energia mecânica (dentro do motor).
http://www.novaenergia.pt/forum/viewtop ... 95#p199695
Aless Escreveu:Conforme já expliquei, o kit reduz a potencia do motor porque desperdiça energia do motor (porque produz menos energia do que a energia que consome).

Se, apesar da presença de algum "kit", alguém ainda conseguir observar alguma economia de combustível, então isso só poderá ser decorrente de um ENORME empobrecimento da mistura gasolina/ar.

Portanto, se ocorrer alguma economia (com o kit instalado), então a curva real de potência do motor estará muito abaixo da curva standard.

Tal kit poderá até ganhar alguma certificação relativa ao risco de explosão, relativa ao consumo máximo de corrente elétrica, relativa à qualidade dos materiais empregados, e várias outras coisas.


Mas NUNCA receberá qualquer certificação garantindo economia de combustível sem redução de potência, ou aumento de potência sem aumento do consumo.
Anotem isto.

http://www.novaenergia.pt/forum/viewtop ... 96#p199696
Aless Escreveu:Em última instância o kit não funciona (conforme o prometido), e nem poderia funcionar, por causa da Lei de Conservação de Energia.

Não fosse isso, bastava instalar grande quantidade de kits para que o veículo fosse alimentado APENAS pelo hidrogênio.

Como a saída da combustão seria água, bastaria condensá-la, e reconduzí-la de volta aos kits, de forma que... teríamos criado um moto-contínuo!!!

Se algum desses kits pudesse funcionar, eu mesmo já estaria vendendo energia para a EDP...
;)

http://www.novaenergia.pt/forum/viewtop ... 95#p199895
Aless Escreveu:O kit necessariamente causa perda de potência, que será tanto menor quanto menor for a "participação" dele na alimentação do motor (para provocar perda zero, basta jogá-lo fora, ou desconectá-lo de tudo).

Entretanto, a perda maior será causada pela nova regulagem do motor, na tentativa de se fazer alguma economia.

Que fique claro que o kit, por si, apenas desperdiça combustível, além de reduzir um pouco a potência.

É a nova regulagem do motor (com empobrecimento da mistura) que tentará compensar o desperdício introduzido pelo kit, e ainda fazer alguma economia.
Obviamente, isso tudo acarretará uma maior perda de potência, além de outros prejuízos ao motor (o link apresentado pelo MarcoPNS mostra um exemplo).

Mas vão em frente! Alguns talvez aprendam a diferença entre "Isaac Newton", e "David Copperfield"...

Enfim, caro freetv6969, imagino que será útil para a análise dos demais participantes que tu consigas rebater, com justificativas plausíveis, alguma(s) das razões que expus, em vez de apenas mencionar "experiências" de terceiros.

A menos, é claro, que não haja justificativas plausíveis, e os kits funcionem por mágica...

Fiquem bem!
...e não quebrem pratos à toa! ;)


freetv6969
Membro Dedicado
Membro Dedicado
Mensagens: 36
Registado: quarta fev 24, 2010 3:04 pm
Estado: Desligado

Re: Entendidos na produção do HHO e o PWM. Pedido de informa

Mensagem por freetv6969 » terça set 17, 2013 12:03 am

Mas será que eu percebi bem?

pelos vistos a opinião nem sequer é tua, é baseado em calculos feitos por outros, que se calhar nem os percebes.
Pois eu os calculos que tenho são os da prática, da instalação e do desenvolvimento.
E garanto-te que estás completamente enganado juntamente com os teus amigos teóricos.
Ha uma conta que eles se esqueceram nessas equações, a quantidade de combustivel que não é queimada e sai directamente.

Diminuição da potencia do motor?.
Todos os testes feitos indicam o contrario, inclusivamente em viaturas que não conseguem diminuição de combustivel por causa das centralinas.

Não vejo nada nos seus comentários sobre testes práticos, portanto isso não é ciencia é ficção....... e ficamos por aqui.

Quanto ao pwm ter uma frequencia alta está errado, deve ser até baixa visto o gerador funcionar como um condensador de electricidade.
Mas isto se tivesses feito os testes práticos como te disse já o terias visto com o oxiloscópio.

Mas faz um favor ao forum, vai falar do que sabes e não do que pensas que sabes porque só levas as pessoas em erro e lembrate que a ciencia não é só teoria tem tambem a prática, para se ver depois se o que pensamos na teoria funciona ou não.

Atenção que isto é só a minha humilde opinião sobre a tua acção e vale o que vale.


------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Aless Escreveu:
freetv6969 Escreveu:Colega Aless,
...
Fico é triste por ver alguém da área da ciencia ter estes comentários,
...
Pois são justamente comentários de alguém da área da ciência.
Entretanto, para a compreensão dos mesmos, não é necessário que se tenha ensino superior.
Reproduzo-os abaixo, e sinta-se à vontade para rebatê-los.


http://www.novaenergia.pt/forum/viewtop ... 05#p199605
Aless Escreveu:
Roger a Jazz Escreveu:...
Portanto o kit consiste em produzir o hidrogénio e enviá-lo para o interior do cilindro através da entrada de ar. O Kit vai separar o H2 do óxigénio através da electrolise. Portanto uma mangueira para uma garrafa de água e um cabo puxa energia do alternador. O alternador vai provocar uma perda de potência no motor na ordem dos 2% a 3% que é claramente ultrapassada pelos ganhos na produção de hidrogénio.
Infelizmente, o ganho de energia obtido com a queima do hidrogênio é necessariamente menor que a energia empregada na sua síntese através da eletrólise. ### (vide explicação abaixo)

Portanto, qualquer desses "kits" significa desperdício de energia, ou seja, diminuição da potência do motor em relação ao combustível consumido.

Com tudo isso, para que ainda se consiga alguma redução no consumo de combustível é necessário que se empobreça muito a mistura (o que poderia ser feito independentemente da instalação do kit), reduzindo ainda mais a potência útil do motor.

Conclusão: qualquer desses kits de produção de hidrogênio por eletrólise alimentada pelo alternador é pura banha de cobra.
Reduz a potência em vez de aumentá-la.


###
A queima do hidrogênio se dá com a combinação entre 2 moléculas de hidrogênio e uma de oxigênio, gerando 2 moléculas de água, e liberando uma certa quantidade K de energia.
Na síntese do hidrogênio através da eletrólise, após 2 moléculas de água receberem aquela mesma quantidade K de energia, elas se transformam em 1 molécula de oxigênio, e 2 moléculas de hidrogênio.
Como todos os processos físicos têm eficiência abaixo de 100%, o que acontece é que, no mundo real, a síntese do hidrogênio pela eletrólise gasta mais energia do que a energia "K", acumulada pela separação entre os dois elementos.
Assim, a queima do hidrogênio dentro de um motor, fornece menos energia do que a energia gasta na eletrólise correspondente.
Além disso, esse processo associado ao "kit" tem outras perdas muito maiores devido aos vários subprocessos envolvidos na "linha de produção", isto é, para cada Joule de energia liberada pela queima de hidrogênio, houve uma perda associada à eletrólise, houve uma perda associada à transfomação de energia mecânica em elétrica (no alternador), e houve uma perda associada à transformação química da gasolina para obter energia mecânica (dentro do motor).
http://www.novaenergia.pt/forum/viewtop ... 95#p199695
Aless Escreveu:Conforme já expliquei, o kit reduz a potencia do motor porque desperdiça energia do motor (porque produz menos energia do que a energia que consome).

Se, apesar da presença de algum "kit", alguém ainda conseguir observar alguma economia de combustível, então isso só poderá ser decorrente de um ENORME empobrecimento da mistura gasolina/ar.

Portanto, se ocorrer alguma economia (com o kit instalado), então a curva real de potência do motor estará muito abaixo da curva standard.

Tal kit poderá até ganhar alguma certificação relativa ao risco de explosão, relativa ao consumo máximo de corrente elétrica, relativa à qualidade dos materiais empregados, e várias outras coisas.


Mas NUNCA receberá qualquer certificação garantindo economia de combustível sem redução de potência, ou aumento de potência sem aumento do consumo.
Anotem isto.

http://www.novaenergia.pt/forum/viewtop ... 96#p199696
Aless Escreveu:Em última instância o kit não funciona (conforme o prometido), e nem poderia funcionar, por causa da Lei de Conservação de Energia.

Não fosse isso, bastava instalar grande quantidade de kits para que o veículo fosse alimentado APENAS pelo hidrogênio.

Como a saída da combustão seria água, bastaria condensá-la, e reconduzí-la de volta aos kits, de forma que... teríamos criado um moto-contínuo!!!

Se algum desses kits pudesse funcionar, eu mesmo já estaria vendendo energia para a EDP...
;)

http://www.novaenergia.pt/forum/viewtop ... 95#p199895
Aless Escreveu:O kit necessariamente causa perda de potência, que será tanto menor quanto menor for a "participação" dele na alimentação do motor (para provocar perda zero, basta jogá-lo fora, ou desconectá-lo de tudo).

Entretanto, a perda maior será causada pela nova regulagem do motor, na tentativa de se fazer alguma economia.

Que fique claro que o kit, por si, apenas desperdiça combustível, além de reduzir um pouco a potência.

É a nova regulagem do motor (com empobrecimento da mistura) que tentará compensar o desperdício introduzido pelo kit, e ainda fazer alguma economia.
Obviamente, isso tudo acarretará uma maior perda de potência, além de outros prejuízos ao motor (o link apresentado pelo MarcoPNS mostra um exemplo).

Mas vão em frente! Alguns talvez aprendam a diferença entre "Isaac Newton", e "David Copperfield"...

Enfim, caro freetv6969, imagino que será útil para a análise dos demais participantes que tu consigas rebater, com justificativas plausíveis, alguma(s) das razões que expus, em vez de apenas mencionar "experiências" de terceiros.

A menos, é claro, que não haja justificativas plausíveis, e os kits funcionem por mágica...

Fiquem bem!
...e não quebrem pratos à toa! ;)


Aless
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 177
Registado: sexta ago 19, 2011 7:02 pm
Estado: Desligado

Re: Entendidos na produção do HHO e o PWM. Pedido de informa

Mensagem por Aless » terça set 17, 2013 3:30 am

freetv6969 Escreveu:Mas será que eu percebi bem?
pelos vistos a opinião nem sequer é tua, é baseado em calculos feitos por outros, que se calhar nem os percebes.
Pois eu os calculos que tenho são os da prática, da instalação e do desenvolvimento.
E garanto-te que estás completamente enganado juntamente com os teus amigos teóricos.
Não percebestes coisa alguma. Ou, quem sabe, talvez até tenhas preferido fingir que não percebestes...
Cada uma de minhas afirmações está devidamente explicada e embasada pela teoria.
Emquanto isso, nada do que disseste tem qualquer raiz na realidade ou em fatos que sustentem sua veracidade.

freetv6969 Escreveu:Ha uma conta que eles se esqueceram nessas equações, a quantidade de combustivel que não é queimada e sai directamente.
Diminuição da potencia do motor?.
Todos os testes feitos indicam o contrario, inclusivamente em viaturas que não conseguem diminuição de combustivel por causa das centralinas.
Testes? Que testes? Não há testes que comprovem essa bobagem.
O que existe são apenas vídeos no youtube, vendedores de banha de cobra, e parvos que se deixam enganar.
Experimenta abrir um livrinho de Física.
Vais descobrir como são fantasiosas as tuas crenças...

freetv6969 Escreveu:Não vejo nada nos seus comentários sobre testes práticos, portanto isso não é ciencia é ficção....... e ficamos por aqui.
Acho que tu é quem deveria apresentar alguma coisa palpável.
Minha argumentação pode ser encontrada nos livros científicos.
E tuas afirmações?
Onde alguém pode confirmá-las?
No youtube??? rsrsrs...

freetv6969 Escreveu:Quanto ao pwm ter uma frequencia alta está errado, deve ser até baixa visto o gerador funcionar como um condensador de electricidade.
Mas isto se tivesses feito os testes práticos como te disse já o terias visto com o oxiloscópio.

Mas faz um favor ao forum, vai falar do que sabes e não do que pensas que sabes porque só levas as pessoas em erro e lembrate que a ciencia não é só teoria tem tambem a prática, para se ver depois se o que pensamos na teoria funciona ou não.
Atenção que isto é só a minha humilde opinião sobre a tua acção e vale o que vale.
Já sabendo que a teoria condena tais sistemas, nem existe necessidade de se tentar a prática.
A não ser, claro, que se pretenda jogar dinheiro fora...

Abraços verdes a todos!

Avatar do Utilizador

serges
Administrador
Administrador
Mensagens: 13519
Registado: quinta mar 09, 2006 7:15 pm
Localização: Amadora
Estado: Desligado

Re: Entendidos na produção do HHO e o PWM. Pedido de informa

Mensagem por serges » terça set 17, 2013 10:27 am

Atenção a Linguagem!!!

Argumentos validos sem faltar ao respeito!
40595 a bordo de uma Vectrix.
Procuro pontos de carga para veículos eléctricos, contacte-me! 915001177
Mapa dos pontos de carga


freetv6969
Membro Dedicado
Membro Dedicado
Mensagens: 36
Registado: quarta fev 24, 2010 3:04 pm
Estado: Desligado

Re: Entendidos na produção do HHO e o PWM. Pedido de informa

Mensagem por freetv6969 » domingo out 27, 2013 3:20 pm

Aless Escreveu:
freetv6969 Escreveu:Mas será que eu percebi bem?
pelos vistos a opinião nem sequer é tua, é baseado em calculos feitos por outros, que se calhar nem os percebes.
Pois eu os calculos que tenho são os da prática, da instalação e do desenvolvimento.
E garanto-te que estás completamente enganado juntamente com os teus amigos teóricos.
Não percebestes coisa alguma. Ou, quem sabe, talvez até tenhas preferido fingir que não percebestes...
Cada uma de minhas afirmações está devidamente explicada e embasada pela teoria.
Emquanto isso, nada do que disseste tem qualquer raiz na realidade ou em fatos que sustentem sua veracidade.


Ciencia não é teoria amigo tem também pratica, convem rever os seus livros porque deve ter saltado essa matéria.
freetv6969 Escreveu:Ha uma conta que eles se esqueceram nessas equações, a quantidade de combustivel que não é queimada e sai directamente.
Diminuição da potencia do motor?.
Todos os testes feitos indicam o contrario, inclusivamente em viaturas que não conseguem diminuição de combustivel por causa das centralinas.
Testes? Que testes? Não há testes que comprovem essa bobagem.
O que existe são apenas vídeos no youtube, vendedores de banha de cobra, e parvos que se deixam enganar.
Experimenta abrir um livrinho de Física.
Vais descobrir como são fantasiosas as tuas crenças...


Ha testes feitos por mim e clientes que o usam, portanto não é ficção ou youtube
Ha empresas a investir milhões em produtos para este negocio.
vais chamar-me agora de mentiroso e de quem o usa?

freetv6969 Escreveu:Não vejo nada nos seus comentários sobre testes práticos, portanto isso não é ciencia é ficção....... e ficamos por aqui.
Acho que tu é quem deveria apresentar alguma coisa palpável.
Minha argumentação pode ser encontrada nos livros científicos.
E tuas afirmações?
Onde alguém pode confirmá-las?
No youtube??? rsrsrs...


Os clientes que o usam podem confirmar. O facto de continuar a vender. Se isto fosse uma grande treta não se vendia nada.
freetv6969 Escreveu:Quanto ao pwm ter uma frequencia alta está errado, deve ser até baixa visto o gerador funcionar como um condensador de electricidade.
Mas isto se tivesses feito os testes práticos como te disse já o terias visto com o oxiloscópio.

Mas faz um favor ao forum, vai falar do que sabes e não do que pensas que sabes porque só levas as pessoas em erro e lembrate que a ciencia não é só teoria tem tambem a prática, para se ver depois se o que pensamos na teoria funciona ou não.
Atenção que isto é só a minha humilde opinião sobre a tua acção e vale o que vale.
Já sabendo que a teoria condena tais sistemas, nem existe necessidade de se tentar a prática.
A não ser, claro, que se pretenda jogar dinheiro fora...

Não querendo estar a repetir-me, vou aqui deixar-te um exemplo do que as grandes construtoras metem nos novos veiculos com a valvula EGR, quando o mesmo poderia ter sido conseguido com um sistema baseado em hho.
Isto prova que elas estão a lixar-se para o consumidor e que é farinha do mesmo saco, so se interessam em lucros e que os carros durem pouco tempo.
vais agora dizer-me que estou errado?

Isto é algo que foge aos grandes monopolios e um alvo a abater, até já limparam o cebo a um grande investigador americano que ia na linha da frente.

Mas como estamos num possivel país livre cada um pensa como quiser, és livre de ter as tuas ideias, e eu de te dizer que nem sempre é assim.

Amigos na mesma e deixemos o futuro decidir

Abraços verdes a todos!

Responder

Voltar para “Veículos Hidrogénio”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante