Projecto Breakwave - energia das ondas.

Energias das Marés
Gearbest Banner



Responder
Avatar do Utilizador

Autor do tópico
FERNANDO PEREIRA
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 443
Registado: sábado abr 07, 2007 6:02 pm
Localização: corroios
Estado: Desligado

Projecto Breakwave - energia das ondas.

Mensagem por FERNANDO PEREIRA » terça out 30, 2007 5:03 pm

no âmbito do envolvimento na área das energias renováveis, em particular, da energia das ondas, a edp está a desenvolver um projecto de implementação de uma unidade baseada na tecnologia de coluna de água oscilante – cao, que será integrado num molhe localizado na foz do douro – porto.
o interesse particular deste tipo de solução tem a ver com a sinergia que se obtém com a estrutura de protecção costeira, a poupança nos custos de construção civil irá repercutir-se nos custos da energia produzida.
a edp decidiu avançar para este projecto tendo já elaborado o planeamento e concluído os necessários estudos e projectos. a central terá uma potência instalada na casa dos 750 kw e será dotada de 3 grupos turbina – gerador. prevê-se o arranque da central no verão de 2008.
o projecto “energia das ondas” tem como principais objectivos:
1. desenvolver projectos de investigação e desenvolvimento tecnológico, contribuindo para a evolução das tecnologias de energia das ondas até um patamar comercial.
2. desenvolver know-how na gestão de projectos de energia das ondas, nas suas diversas vertentes, nomeadamente: selecção de sítios, especificação técnica, operação e manutenção, licenciamento.
3. realizar uma observação tecnológica (no contexto mundial) em busca de oportunidades no domínio da energia das ondas.
4. trabalhar em articulação com as áreas de negócio na estruturação de parcerias técnicas (hoje) e comerciais (no futuro).

ilustração: http://www.eco.edp.pt/popups/cao.html

para além de 1m3 de ar conter 1,225 kg contra 1 m3 de água salgada que contém aproximadamente 1200 kg, ou seja, se em vez de ser aproveitada a deslocação do ar, saída e entrada (2x), que, num m3 tem 1,225 kg. se fosse aproveitado movimento, ascendente e descendente (2x), dessa mesma onda com 1 bóia com 1200 kg de peso era capaz de se conseguir mais produção… - também não seria, de todo, má ideia se aproveitassem a energia eólica, solar e correntes marítimas… - é tão evidente que deviam-se sentir envergonhados…

http://fpereirainventor.no.sapo.pt/index.htm


GoogleAds
Membro
Membro
Mensagens: 99999+
Registado: sabado jan 01, 2000 00:01 am
Estado:Ligado


Avatar do Utilizador

Bluesky
Membro Platinium
Membro Platinium
Mensagens: 4184
Registado: domingo set 30, 2007 11:33 pm
Localização: Socio Nº 54
Estado: Desligado

Mensagem por Bluesky » sexta nov 09, 2007 12:07 am

cao - coluna de agua oscilante, mas fazem a geração pela corrente de ar oscilante. já contactou a edp sobre a sua ideia? uma coisa é certa, se utilizar uma boia como diz terá que remover as turbinas wells e o processo é muito mais mecânico e dispendioso, com uma manutenção tambem muito mais cara... talvez compense devido a densidade energetica que mencionou, mas o governo tem como prioritário turbinar as aguas dos rios com as suas hidricas e mini-hidricas!!! em relaçao à sua plataforma multiusos a questão é a mesma: manutenção exorbitante (o mar) e a ideia não é particularmente brilhante. portanto investidores vai ser particularmente dificil. a sua inspiraçao possivelmente veio das plataformas petroliferas e só sera viavel se alguma for abandonada e convertida para as renováveis, pois a sua construçao é carissima, o equipamento eolico e de boias é carissimo e a sua manutençao inpensavel, subornar os politicos é carissimo, subornar a comunicaçao social é carissimo ... enfim, so esta acessivel ao monopolistas do petroleo barato vendido caro (especulação) e ao seu negocio sujo e inconsciente. até lá as energias renovaveis serão sempre o parente pobre que não permite esse genero de manobras nos bastidores. não se esqueça disso na sua proxima patente. até lá um abraço.

Avatar do Utilizador

Autor do tópico
FERNANDO PEREIRA
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 443
Registado: sábado abr 07, 2007 6:02 pm
Localização: corroios
Estado: Desligado

Mensagem por FERNANDO PEREIRA » sexta nov 09, 2007 2:06 pm

blueskyh20 Escreveu:cao - coluna de agua oscilante, mas fazem a geração pela corrente de ar oscilante. já contactou a edp sobre a sua ideia? uma coisa é certa, se utilizar uma boia como diz terá que remover as turbinas wells e o processo é muito mais mecânico e dispendioso, com uma manutenção tambem muito mais cara... talvez compense devido a densidade energetica que mencionou, mas o governo tem como prioritário turbinar as aguas dos rios com as suas hidricas e mini-hidricas!!! em relaçao à sua plataforma multiusos a questão é a mesma: manutenção exorbitante (o mar) e a ideia não é particularmente brilhante. portanto investidores vai ser particularmente dificil. a sua inspiraçao possivelmente veio das plataformas petroliferas e só sera viavel se alguma for abandonada e convertida para as renováveis, pois a sua construçao é carissima, o equipamento eolico e de boias é carissimo e a sua manutençao inpensavel, subornar os politicos é carissimo, subornar a comunicaçao social é carissimo ... enfim, so esta acessivel ao monopolistas do petroleo barato vendido caro (especulação) e ao seu negocio sujo e inconsciente. até lá as energias renovaveis serão sempre o parente pobre que não permite esse genero de manobras nos bastidores. não se esqueça disso na sua proxima patente. até lá um abraço.
a minha inspiração veio da realidade de que - 1º um balde cheio de água pesa mais que 1 balde cheio de ar, deve ser uma realidade ilusória da minha parte. - 2º nos veleiros e na potencia conseguida e na hipótese de colocar 1 turbuina a aproveitar o atrito da sua deslocação. - 3º na eólicas ofshor que tem a "ventoinha" a rodar sob o as ondas sob fundo. confesso que não perdi tempo com inspirações do tipo das suas: -quem é preciso subornar, subornar e mais ainda subornar.

o diferêncial de cerca de 900 x é concerteza suficiente para pagar o acréscimo de produção, manutenção, corruptos e o elevado preço dos que julgam ter em si o absoluto do conhecimento para dedicarem a vida ao impossibilitismo, que não será certamente o seu caso.

no entanto, não vou seguir a sua opnião e não vou fazer contas a possíveis gastos para subornos a politicos, técnicos, universidades, comunicação social e se calhar até a sra. da limpeza para registar novas patentes.

sempre mto agradecido por qq participação.
um abraço.

Avatar do Utilizador

Bluesky
Membro Platinium
Membro Platinium
Mensagens: 4184
Registado: domingo set 30, 2007 11:33 pm
Localização: Socio Nº 54
Estado: Desligado

Mensagem por Bluesky » sexta nov 09, 2007 7:31 pm

sim, a densidade energetica é superior, mas mesmo que obtenha 900x mais energia (e está a ser demasiado otimista), um acrescimo de "apenas" 100x no custo de manutenção pode ser logo fatal. quanto à corrupção deixe falar, foi só um desabafo . faça um prototipo e as continhas. até à proxima. []

Responder

Voltar para “Energias das Marés”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 2 visitantes