A falácia da eólica

Energia Nuclear




HLopes
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 452
Registado: terça mar 21, 2006 6:40 pm
Estado: Desligado

Re: A falácia da eólica

Mensagem por HLopes » segunda jul 02, 2012 9:29 pm

http://www.caithnesswindfarms.co.uk/page4.htm" onclick="window.open(this.href);return false;


Avatar do Utilizador

visitante1
Membro Platinium
Membro Platinium
Mensagens: 3307
Registado: sexta jan 07, 2011 12:08 am
Localização: Região norte
Estado: Desligado

Re: A falácia da eólica

Mensagem por visitante1 » segunda jul 02, 2012 10:37 pm

Fiquei desolado com o link anterior...


Japão 2011
Desastre nuclear de Fukushima, no Japão, foi duas vezes pior do que se pensava....
este foi muito recente certamente não será necessário muitos comentários...


França, 23 de julho de 2008
Durante uma operação de manutenção realizada em um dos reatores da usina nuclear de Tricastin, no sul da França, substâncias radioativas vazaram, contaminando muito levemente uma centena de empregados. Segundo autoridades francesas, as substâncias chegaram a atingir dois rios próximos ao local. Autoridades chegaram a proibir o consumo de água e a prática de pesca e esportes nos rios


Japão, 9 de agosto de 2004
Na usina nuclear de Mihama, a 320 quilômetros a oeste de Tóquio, um vapor não radioativo vazou por um encanamento que se rompeu em seguida, ao que parece, por uma grande corrosão, provocando a morte de cinco funcionários por queimaduras.


Japão, setembro de 1999
A mesma usina voltou a ser palco de um novo acidente nuclear em 30 de setembro de 1999, devido a erro humano, provocando a morte de dois técnicos. Mais de 600 pessoas, funcionários e habitantes dos arredores, foram expostos à radiação e cerca de 320 mil pessoas foram evacuadas. Os dois técnicos haviam provocado uma reação nuclear descontrolada, Ao utilizar uma quantidade de urânio muito superior à prevista durante o processo de fabricação.


Japão, março de 1997
A usina experimental de reprocessamento de Tokai (nordeste de Tóquio) foi parcialmente paralisada depois de um incêndio e de uma explosão que contaminou 37 pessoas, em um acidente ocorrido no dia 11 de março de 1997.


Rússia, abril de 1993
Uma explosão na usina de reprocessamento de combustível irradiado em Tomsk-7, cidade secreta da Sibéria Ocidental, provocou a formação de uma nuvem e a projeção de matérias radioativas. O número de vítimas é desconhecido. A cidade, hoje chamada de Seversk, é fechada e só pode ser visitada a convite. Possui diversos reatores nucleares e indústrias químicas para separação, enriquecimento e reprocessamento de urânio e plutônio.


Japão, janeiro-março de 1981
Quatro vazamentos radioativos na usina nuclear de Tsuruga, uma cidade na província de Fukui, a 300 quilômetros de Tóquio, deixaram 278 pessoas contaminadas por radiação.


EUA, agosto de 1979
Um vazamento de urânio em uma instalação nuclear secreta perto de Erwin (Tennessee) contaminou cerca de mil pessoas.


Japão, 12 de março de 2011
O terremoto de 9 pontos da Escala Richter que atingiu o Japão em 11 de março, causou estragos na usina nuclear Daiichi, em Fukushima, cerca de 250 quilômetros ao norte de Tóquio. Explosões em três dos seis reatores da usina deixaram escapar radiação em níveis que se aproximam do preocupante, segundo as autoridades japonesas.O acidente foi classificado no nível 5 da escala internacional de eventos nucleares (INES) pelas autoridades japonesas.


EUA, 28 de março de 1979
Em Three Mile Island (Pensilvânia), uma falha humana impediu o resfriamento normal de um reator, cujo centro começou a derreter. Os dejetos radioativos provocaram uma enorme contaminação no interior do recinto de confinamento, destruindo 70% do núcleo do reator. Um dia depois do acidente, um grupo de ecologistas mediu a radioatividade em volta da usina. Sua intensidade era oito vezes maior que a letal. Cerca de 140 mil pessoas foram evacuadas das proximidades do local. O acidente foi classificado no nível 5 da escala internacional de eventos nucleares (INES), que vai de 0 a 7.


Chernobyl, 26 de abril de 1986
O reator número 4 da usina soviética de Chernobyl, na Ucrânia, explodiu durante um teste de segurança, causando a maior catástrofe nuclear civil da história e deixando mais de 25 mil mortos, segundo estimativas oficiais. O acidente recebeu a classificação de nível máxima, 7. O combustível nuclear queimou durante 10 dias, jogando na atmosfera radionuclídeos de uma intensidade equivalente a mais de 200 bombas atômicas iguais à que caiu em Hiroshima. Três quartos da Europa foram contaminados.

Penso que talvez daqui a 6 milhoes de anos e quando estiverem instaladas 10000000000000 turbinas eolicas teremos um numero que se aproxime das baixas registadas diretamente com os acidentes nucleares, claro que os danos colaterais não entram nesta contagem...

cumprimentos
VE Nissan Leaf MKII
Micro-produção 5kWp+4kWp
Auto-consumo Stand-Alone 14,5kWp
Micro-Hidrica Pelton max:1,5kW
AQS Tubos De Vácuo
Caldeira Biomassa Roval R203 73kW
Fluksometer FLM03E

Avatar do Utilizador

Volt
Membro Platinium
Membro Platinium
Mensagens: 7679
Registado: quarta set 24, 2008 11:26 am
Estado: Desligado

Re: A falácia da eólica

Mensagem por Volt » terça jul 03, 2012 10:56 am

Não percebo como é que num tópico que tem um título sobre "falásia da eólica", se usam "falásias do nuclear". O que se está a tentar vender é a imagem falsa, de que a eólica provoca mais acidentes do que a nuclear. Isto é absurdo, mas, se alinharmos no jogo (não devíamos, pois podemos ser derrotados pela experiência de quem usa frequentemente a falásia como arma), vemos que os acidentes atribuidos à eólica nada estão relacionados com a energia, e em comparação "esquecem-se" de referir as vitimas indirectas do nuclear. Até tinha piada, não fosse conseguirem enganar tanta gente inocente...
279.999,9 KM a bombar faísca!
Arranjei uma fêmea que não dá à luz mas consome-a


HLopes
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 452
Registado: terça mar 21, 2006 6:40 pm
Estado: Desligado

Re: A falácia da eólica

Mensagem por HLopes » terça jul 03, 2012 2:28 pm

Moderado.
Última edição por Volt em quarta jul 04, 2012 2:56 pm, editado 1 vez no total.
Razão: Art.9º


HLopes
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 452
Registado: terça mar 21, 2006 6:40 pm
Estado: Desligado

Re: A falácia da eólica

Mensagem por HLopes » terça jul 03, 2012 3:01 pm

Moderado.
Última edição por Volt em quarta jul 04, 2012 2:57 pm, editado 1 vez no total.
Razão: Art.9º


HLopes
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 452
Registado: terça mar 21, 2006 6:40 pm
Estado: Desligado

Re: A falácia da eólica

Mensagem por HLopes » terça jul 03, 2012 7:46 pm

Moderado.
Última edição por Volt em quarta jul 04, 2012 2:58 pm, editado 1 vez no total.
Razão: Art.9º

Avatar do Utilizador

visitante1
Membro Platinium
Membro Platinium
Mensagens: 3307
Registado: sexta jan 07, 2011 12:08 am
Localização: Região norte
Estado: Desligado

Re: A falácia da eólica

Mensagem por visitante1 » terça jul 03, 2012 10:34 pm

Comentando o ultimo paragrafo, eu acho (com todo o respeito) que o problema da gramática não será o mais problemático, mesmo com o erro todos os que leram essa palavra perceberam.
Mais grave que isso é colocar aqui textos em lingua estrangeira. Certamente havera muita gente cá que perceberá tudo ou quase tudo o que está escrito, mas existem muitos outros que consideram isso um insulto, a nossa lingua oficial não é essa!
Será uma forma de exibicionismo?
cumprimentos
VE Nissan Leaf MKII
Micro-produção 5kWp+4kWp
Auto-consumo Stand-Alone 14,5kWp
Micro-Hidrica Pelton max:1,5kW
AQS Tubos De Vácuo
Caldeira Biomassa Roval R203 73kW
Fluksometer FLM03E


HLopes
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 452
Registado: terça mar 21, 2006 6:40 pm
Estado: Desligado

Re: A falácia da eólica

Mensagem por HLopes » terça jul 03, 2012 11:07 pm

Trata-se meramente de um misto entre ser fiel à fonte e falta de tempo para desenvolver. Se alguém requisitar a tradução terei muito gosto em a fazer.

Avatar do Utilizador

Volt
Membro Platinium
Membro Platinium
Mensagens: 7679
Registado: quarta set 24, 2008 11:26 am
Estado: Desligado

A falácia da eólica

Mensagem por Volt » quarta jul 04, 2012 12:36 am

Eu sabia que era arriscado tentar jogar ao mesmo nível de quem tem experiência nele...
Aparentemente, quem não concorda com coisas idiotas e aponta o óbvio chama-se detractor. Quanto ao assumires-te nazi, não é surpresa nenhuma. Eu já suspeitava dessa congruência. O resto, foi o corrector deste telefone que corrigiu mal e por três vezes a mesma palavra. E vai na volta, neste texto, ainda vai acontecer o mesmo, pois não sou eu que estou a meter os acentos... Está atento. Pode ser que consigas que alguém dê razão ao teus absurdos graças a isso.

:-).

PS: Lê as regras, os teus posts anteriores serão moderados por não cumprirem as mesmas.
279.999,9 KM a bombar faísca!
Arranjei uma fêmea que não dá à luz mas consome-a

Avatar do Utilizador

mauri
Membro Platinium
Membro Platinium
Mensagens: 7877
Registado: sexta set 04, 2009 1:04 am
Localização: Amadora
Estado: Desligado

Re: A falácia da eólica

Mensagem por mauri » quarta jul 04, 2012 2:52 pm

Nota da moderação:
Peço a todos que colocaram os tópicos que não o português façam a tradução e coloquem de novo.

Os mesmos serão apagados sem mais aviso.
9. se um tópico incluir um texto numa língua que não a de Camões, exige-se a tradução para português a acompanhar o texto original. a referência à fonte de qualquer texto original que não seja da autoria do membro que o coloca é obrigatória.
Imagem
Associado 69Imagem
Antes de abrir um tópico utilize a Pesquisa
Prece
Imagem


HLopes
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 452
Registado: terça mar 21, 2006 6:40 pm
Estado: Desligado

Re: A falácia da eólica

Mensagem por HLopes » quarta jul 04, 2012 7:32 pm

Moderado.
Última edição por Volt em quinta jul 05, 2012 10:10 am, editado 1 vez no total.
Razão: Art.1º

Avatar do Utilizador

hmma
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 700
Registado: segunda ago 24, 2009 12:06 pm
Localização: Feijó, Almada, Lisboa
Estado: Desligado

Re: A falácia da eólica

Mensagem por hmma » quinta jul 05, 2012 10:24 am

Por falar em falácias... no outro dia vi um documentário na TV sobre as centrais nucleares nos EUA, e no meio de várias questões bastante alarmantes (como o facto de muitas centrais estarem construidas sobre falhas sismicas e perto de grandes cidades e de grandes reservas aquíferas) referiram também uma questão muito pertinente:

Pelo que diziam, por norma, e internacionalmente, as centrais são "concessionadas" por um periodo de 20 anos, a partir do qual têm de começar a ser desativadas e desmanteladas (precisamente por questões de segurança)... no entanto muitas centrais nos EUA já passaram este período de vida, e foram solicitadas "extensões" ao período de operacionalidade! O que acarreta o problema (para além do perigo maior para a segurança pública) de que, quando as licenças expirarem serão praticamente todas em simultâneo! E como não estão a ser construidas novas centrais, há o sério risco de incorrerem numa falta generalizada de energia, assim que as centrais antigas forem forçadas a ser desligadas!
HMMA - Happy owner of a BERECO EVO 5.5
Just 50.200Kms... for now! >> Diário de Bordo
Imagem Mobilidade Sustentável

Avatar do Utilizador

hmma
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 700
Registado: segunda ago 24, 2009 12:06 pm
Localização: Feijó, Almada, Lisboa
Estado: Desligado

Re: A falácia da eólica

Mensagem por hmma » quinta jul 05, 2012 10:37 am

Alguns artigos sobre o assunto:

http://en.wikipedia.org/wiki/Nuclear_po ... ted_States" onclick="window.open(this.href);return false;

http://money.cnn.com/2011/03/15/news/ec ... /index.htm" onclick="window.open(this.href);return false;

https://www.google.com/search?q=usa+aged+nuclear+plants" onclick="window.open(this.href);return false;
HMMA - Happy owner of a BERECO EVO 5.5
Just 50.200Kms... for now! >> Diário de Bordo
Imagem Mobilidade Sustentável

Avatar do Utilizador

mauri
Membro Platinium
Membro Platinium
Mensagens: 7877
Registado: sexta set 04, 2009 1:04 am
Localização: Amadora
Estado: Desligado

Re: A falácia da eólica

Mensagem por mauri » quinta jul 05, 2012 11:14 am

hmma Escreveu:Alguns artigos sobre o assunto:

http://en.wikipedia.org/wiki/Nuclear_po ... ted_States" onclick="window.open(this.href);return false;

http://money.cnn.com/2011/03/15/news/ec ... /index.htm" onclick="window.open(this.href);return false;

https://www.google.com/search?q=usa+aged+nuclear+plants" onclick="window.open(this.href);return false;
O conteúdo dos links estão em língua que não de Camões, pelo que deverão ser traduzidos. Se o não forem, serão retirados, conforme Regra nº 9 do Fórum e antes aqui referido (enviada mp).
Imagem
Associado 69Imagem
Antes de abrir um tópico utilize a Pesquisa
Prece
Imagem

Avatar do Utilizador

hmma
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 700
Registado: segunda ago 24, 2009 12:06 pm
Localização: Feijó, Almada, Lisboa
Estado: Desligado

Re: A falácia da eólica

Mensagem por hmma » quinta jul 05, 2012 11:29 am

Traduções:

http://translate.google.pt/translate?sl ... ted_States" onclick="window.open(this.href);return false;

http://translate.google.pt/translate?hl ... Findex.htm" onclick="window.open(this.href);return false;

PS - com as ferramentas de tradução atualmente existentes, quer em browsers, quer em aplicações, faz ainda sentido esta regra do forum?!?
HMMA - Happy owner of a BERECO EVO 5.5
Just 50.200Kms... for now! >> Diário de Bordo
Imagem Mobilidade Sustentável


HLopes
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 452
Registado: terça mar 21, 2006 6:40 pm
Estado: Desligado

Re: A falácia da eólica

Mensagem por HLopes » sábado jul 28, 2012 10:36 pm

Fogos: Fagulha em obra de construção de parque eólico terá sido causa

Incêndios provocam prejuízo de milhões

O incêndio que lavrou durante 75 horas em Tavira e São Brás de Alportel, entre quarta-feira e sábado, provocou prejuízos de quase 25 milhões de euros nos dois municípios. Num primeiro balanço, avançado ontem, Tavira contabiliza perdas superiores a 10 milhões de euros. São Brás de Alportel, 14,5 milhões.

"Nas primeiras projecções que a câmara tem, os prejuízos são avultadíssimos", afirmou Jorge Botelho, presidente da Câmara de Tavira, à saída da primeira reunião com a comissão interministerial criada pelo Governo para apoio às vítimas do incêndio. "São superiores a 10 milhões de euros", acrescentou o autarca de Tavira, onde ardeu cerca de um terço da área do concelho. Já António Eusébio, presidente da Câmara de São Brás de Alportel, avançou perdas "num valor de 1,5 milhões de euros" em edifícios e outros bens ardidos, e "superiores a 13 milhões, caso fosse este o ano de tirar a cortiça".

Também ontem reforçaram--se as suspeitas de que o incêndio poderá ter tido início numa fagulha na obra de construção de um parque eólico em Cachopo, a norte do concelho de Tavira. Essa será a conclusão de um relatório preliminar da investigação às causas do fogo. E vários populares testemunharam ter visto arbustos a arder junto à obra. Essas chamas não terão sido combatidas,dando origem ao incêndio.

Ainda ontem, a corporação de bombeiros de Tavira colocou, no quartel, uma faixa a agradecer o auxílio recebido por parte dapopulação do concelho. "Obrigado pelo vosso apoio", podialer-se na fachada do edifício.
Ao longo dos quatro dias deincêndio, tanto em Tavira como em São Brás de Alportel, as acções de solidariedade juntaram mantimentos, distribuídos por bombeiros e vítimas.

Avatar do Utilizador

hmma
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 700
Registado: segunda ago 24, 2009 12:06 pm
Localização: Feijó, Almada, Lisboa
Estado: Desligado

Re: A falácia da eólica

Mensagem por hmma » terça ago 21, 2012 11:17 am

É... e os trabalhadores continuaram a montar a eólica, rodeados de chamas, alheios ao perigo e apenas concentrados nos seu trabalho. Verdadeiros heróis e exemplos de profissionalismo que só pensavam nos milhares de toneladas de CO2 que aquela torre iria evitar!

>_<
HMMA - Happy owner of a BERECO EVO 5.5
Just 50.200Kms... for now! >> Diário de Bordo
Imagem Mobilidade Sustentável


Falco
Membro
Membro
Mensagens: 14
Registado: segunda abr 06, 2009 12:22 pm
Estado: Desligado

Re: A falácia da eólica

Mensagem por Falco » terça ago 21, 2012 1:58 pm

Desenterrando o real teor do título deste tópico, creio que o problema da eólica está no facto de produzir muita energia de noite, quando ela é menos utilizada. Para mim foi mais um estratajema político á tuga.
Estive recentemente na Alemanha e fiquei pasmado como um país com MUITO menos sol que Portugal tem tantos painéis solares fotovoltaicos. Esses sim produzem energia durante o dia, quando ela é mais utilizada. A meu ver as verbas do eólico poderiam ter sido melhor aproveitadas recorrendo á energia solar.
Já agora, nuclear nunca por favor!

Responder

Voltar para “Energia Nuclear”