Geotermia na Madeira

Local para debater assuntos relacionados com vários Tipos de Energias Renováveis



Responder
Avatar do Utilizador

Autor do tópico
mix
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 759
Registado: domingo jun 08, 2008 3:12 pm
Localização: Coimbra
Estado: Desligado

Geotermia na Madeira

Mensagem por mix » sábado jun 19, 2010 11:05 pm

projecto de geotermia vai avançar na madeira

no âmbito da política energética da região autónoma da madeira, o vice-presidente do governo regional, joão cunha e silva, acompanhado do presidente do conselho de administração da empresa de electricidade da madeira, rui rebelo, apresentou ontem um estudo sobre as novas oportunidades na área das energias limpas, nomeadamente o aproveitamente da energia geotérmica.
a apresentação do projecto para a implementação de energia geotérmica na madeira coube ao presidente da eem, que destacou ser o “potencial da madeira bastante promissor”, tendo anunciado que a primeira fase dos trabalhos para prospecção e avaliação do recurso “vão arrancar muito em breve”.
rui rebelo, antes de explicar os pormenores do projecto, destacou que o aproveitamento dos recursos geotérmicos constituem “uma oportunidade de investir em mais uma fonte de energia limpa” e respondem aos objectivos traçados pela estratégia europeia para a energia e pela política energética da região, nomeadamente no que se refere a encontrar alternativas energéticas ao petróleo, combater as alterações climáticas, aumentar a segurança energética dos países e das regiões e estabilizar o preço dos produtos energéticos.
acentuando ser a madeira “uma das poucas regiões do país com um plano energético actualizado”, o presidente da eem, realçou que a “política energética regional tem como objectivo fundamental garantir um abastecimento seguro e regular de energia aos cidadãos e a todas as actividades económicas, nas melhores condições e aos preços mais competitivos possíveis”.
neste âmbito lembrou que a política energética passa por “maximizar o aproveitamento dos recursos renováveis regionais, fomentar as energias alternativas, incentivar a utilização racional de energia e melhorar o desempenho ambiental”.
deste modo, realçou que a “região tem apostado em tudo o que seja energias renováveis”, apontando o exemplo do aproveitamento das energias hídrica, eólica e solar.
neste âmbito, rui rebelo salientou que a participação de energias renováves na produção de energia na região já é de 22,5%, sublinhando que a meta dos 30% a atingir em 2017 “deverá ser largamente ultrapassada e deverá atingir os 35%”.
sublinhando que o plano de acção “passa por substituir o fuelóleo utilizados nas centrais termoeléctricas por alternativas mais limpas e amigas do ambiente”, destacou o projecto do biocombustível marinho em curso na ilha do porto santo e o projecto do gás natural na madeira, já em fase de concurso.
em relação ao projecto de aproveitamento de energia geotermal, adiantou haver “um promissor valor geotérmico” na região a uma profundidade que poderá ir entre os 3 e os 4 quilómetros, pelo que salientou que “o trabalho que a região vai fazer é identificar locais para a exploração de energia geotérmica”, a qual pode ser convertida em energia eléctrica numa central geotérmica.
assim, rui rebelo referiu que a primeira fase dos trabalhos (prospecção/avaliação do recurso) vai ser desenvolvido pelo lneg - laboratório nacional de energia e geologia.

trabalho extraordinário no sector energético

por seu lado, o vice-presidente do governo regional referiu que o trabalho que está a ser desenvolvido na área da energia vai no sentido de “inverter” a frase “que nos acompanhou vida fora” de que a madeira “é uma região sem recursos naturais e sem matérias primas”.
“não temos petróleo, mas vamos tentando ir buscando outras soluções que permitam dizer que temos matérias primas que nos podem ajudar a ser mais independentes e menos dependentes do exterior, a ter melhor ambiente e também termos mais riqueza, pois importamos menos fuel”, destacou joão cunha e silva.
salientendo que o trabalho na área da energia “tem sido extraordinário”, realçou que o plano de política energética “tem sido seguido à risca” e que “foi feito muito mais do que parecia podermos fazer”.
neste âmbito destacou “a qualidade, determinação e competência da eem, particularmente do dr. rui rebelo, com com todos os projectos que temos vindo a sugerir a serem estudados e a serem apresentados quando só tenham consistência para avançar”.
quanto ao projecto de geotermia, o vice-presidente do governo regional disse tratar-se de “um projecto experimental” que “poderá resultar em estudos positivos que garantam uma nova solução, uma nova aposta que, sem hesitações, levaremos por diante”.
todavia, acentuou que a região “irá continuar a estudar outras possibilidades” na área energética, acentuando a aposta “em energias renováveis, em energias limpas e em energias alternativas para não ficarmos dependentes de nenhuma”.
fonte



[[]]
13000km a electrões
Sócio nº 60


Responder

Voltar para “Fontes de Energia Renováveis”