Autoconsumo - primeiras dúvidas

Local para debater sobre o autoconsumo




Autor do tópico
fastnet
Membro
Membro
Mensagens: 16
Registado: segunda fev 03, 2020 6:21 pm
Estado: Desligado

Re: Autoconsumo - primeiras dúvidas

Mensagem por fastnet » sexta fev 14, 2020 10:15 am

parito Escreveu:
quinta fev 13, 2020 9:15 pm
fastnet Escreveu:
quinta fev 13, 2020 12:08 pm
parito Escreveu:
quarta fev 12, 2020 11:33 pm

Boas , como ja foi dito , é um facto que em Portugal temos esse problema que é de nunca favorecer o pequeno cidadao seja no que for . Nao sou tecnico no assunto , mas sei que com o clima que temos em Portugal poderia-mos ter electricidade a um custo bem reduzido so com o sistema fotovoltaico , sem falarmos nas outras fontes como éolica que para o particular suponho que tenha pouco interesse . Eu tenho uma instalaço que fiz eu mesmo de 1,5 KW e funciona muito bem , comprei muito barato tudo usado mas em estado novo , nunca tinha sido ligada antes de eu comprar . O unico inconveniente actualmente é que eu desfruto pouco , sou emigrante vivo em frança e a instalaçao està quase sempre desligada por eu nao ter contrato de venda com nenhuma operadora . Mas se nao tivessemos esses contratempos burocraticos , o nosso pais seria um paraiso para a energia fotovoltaica . Estou a pensar comprar baterias e aumentar a instalaço para ficar autonomo a 100% , mas devido à nova legislaçao vou necessitar de uma firma profissional para me fazer a alteraçao , o que é complicado porque a maior parte das firmas preferem vender o material . Para mim o mais dificil de uma instalaço fotovoltaica em termos de investimento sao as baterias , alem de serem caras necessitam de manutençao e um tempo de vida curto em relaçao aos paineis , mas os preços continuam a baixar e quando encontrar uma firma que me queira fazer a transformaçao para mais potencia , colocarei baterias para ficar independente de qualquer operadora , ja tenho até um gerador para quando houverem aqueles dias de chuva seguidos no inverno . Para responder se vale a pena um autoconsumo em Portugal , eu diria que sim , mas é evidente que o ideal seria ter um minimo de conhecimentos da instalaço , para nao ficar dependente dos tecnicos comerciais pouco escrupulosos que infelizmente tambem temos esse problema , conheço instalaçoes com os paineis à sombra .
Sou novo nesta área não tenho conhecimento de histórias de "aproveitamento" de quem sabe pouco.
Para já o que constato é que existe muita gente a querer ganhar dinheiro. Se é licito que as empresas cobrem pelos seus serviços, cobrar por um mau serviço ou por serviços inexistentes parece pouco profissional.

Com a habitação maioritariamente desocupada, compensará evoluir para armazenamento?
no meu caso que nao habito o ano inteiro na casa com a instalaço , nao é nadinha rentavel , eu fiz a instalaço porque tenho a paixao de tudo o que funciona electricamente e era um sonho que queria realizar depois de muitos anos , para mim é um passatempo além de ser produtivo , e como paguei o equipamento barato , ja calculei antes da compra se valia a pena ou nao , como nao tenho gostos de luxos superfluos , permiti-me de me fazer prazer a meu gosto , mas para entrarmos em dados concretos , por exemplo no verao , produzo 8 KHW por dia com os paineis mal orientados , e consumo apenas metade , por isso se habitasse localmente so poderia ser rentavel . Temos que ter em conta quando ha avarias , consoante os tecnicos mais ou menos honestos , as despezas podem ser muito variadas , que no caso de um amador apaixonado e que tendo a instalaço ao mesmo tempo como hobby , esse problema é quase eliminado , sobretudo que os preços dos materiais baixaram muito e os materiais de melhor qualidade , embora com muitas avarias ainda . Quanto às firmas que querem ganhar dinheiro facil , é um grande problema e isso em todos os ramos nao so no fotovoltaico , suponho que se nao existisse esse problema haveria muito mais instalaçoes em Portugal , temos o melhor clima da europa para o fotovoltaico . E é uma pena que nao aproveitamos dele .
Nessa perspetiva, com jeito, conhecimentos e interesse, diria que era uma pena não aproveitar. Ainda para mais com possibilidade de equipamento barato… Imagino que esse equipamento não consta da lista (desatualizada) no site da DGEG :-)
Talvez as politicas energéticas em Portugal não favoreçam devidamente o autoconsumo e deem azo a todo um negócio que circula em torno desta área. Em abono da verdade como em muitas outras…
Está oferecer o restante à rede?



Autor do tópico
fastnet
Membro
Membro
Mensagens: 16
Registado: segunda fev 03, 2020 6:21 pm
Estado: Desligado

Re: Autoconsumo - primeiras dúvidas

Mensagem por fastnet » sexta fev 14, 2020 10:20 am

rocker_pt Escreveu:
quarta fev 12, 2020 10:31 pm
jmlflorencio Escreveu:
quarta fev 12, 2020 9:56 pm
Mas, se tiver uma resistência fraca (há modelos que vêm de fábrica com duas resistências independentes de 800W cada) o seu consumo pode vir de painéis solares.
A vantagem desta solução face ao solar térmico é o menor custo de instalação, maior conveniência, e menor manutenção.
Melhor ainda seria uma bomba de calor, mas aí o investimento sobe bem...
Em seguencia deste post...
Mudar a resistencia do termoacumulador para no maximo 400-500w e deixa-lo aquecer durante o periodo solar. Neste caso bastaria 600W de potencia dos paineis
Em lojas de eletricidade (Rua da Alegria no Porto) fazem qq resistencia à medida
Tenho visto alguns projetos para aquecimento de águas com velas de incandescência ou pré-aquecimento.
Alguém já se lançou em projeto semelhante?

Avatar do Utilizador

parito
Membro
Membro
Mensagens: 8
Registado: domingo jan 26, 2020 11:44 pm
Localização: Paris
Estado: Desligado

Re: Autoconsumo - primeiras dúvidas

Mensagem por parito » sábado fev 15, 2020 9:13 pm

fastnet Escreveu:
sexta fev 14, 2020 10:15 am
parito Escreveu:
quinta fev 13, 2020 9:15 pm
fastnet Escreveu:
quinta fev 13, 2020 12:08 pm


Sou novo nesta área não tenho conhecimento de histórias de "aproveitamento" de quem sabe pouco.
Para já o que constato é que existe muita gente a querer ganhar dinheiro. Se é licito que as empresas cobrem pelos seus serviços, cobrar por um mau serviço ou por serviços inexistentes parece pouco profissional.

Com a habitação maioritariamente desocupada, compensará evoluir para armazenamento?
no meu caso que nao habito o ano inteiro na casa com a instalaço , nao é nadinha rentavel , eu fiz a instalaço porque tenho a paixao de tudo o que funciona electricamente e era um sonho que queria realizar depois de muitos anos , para mim é um passatempo além de ser produtivo , e como paguei o equipamento barato , ja calculei antes da compra se valia a pena ou nao , como nao tenho gostos de luxos superfluos , permiti-me de me fazer prazer a meu gosto , mas para entrarmos em dados concretos , por exemplo no verao , produzo 8 KHW por dia com os paineis mal orientados , e consumo apenas metade , por isso se habitasse localmente so poderia ser rentavel . Temos que ter em conta quando ha avarias , consoante os tecnicos mais ou menos honestos , as despezas podem ser muito variadas , que no caso de um amador apaixonado e que tendo a instalaço ao mesmo tempo como hobby , esse problema é quase eliminado , sobretudo que os preços dos materiais baixaram muito e os materiais de melhor qualidade , embora com muitas avarias ainda . Quanto às firmas que querem ganhar dinheiro facil , é um grande problema e isso em todos os ramos nao so no fotovoltaico , suponho que se nao existisse esse problema haveria muito mais instalaçoes em Portugal , temos o melhor clima da europa para o fotovoltaico . E é uma pena que nao aproveitamos dele .
Nessa perspetiva, com jeito, conhecimentos e interesse, diria que era uma pena não aproveitar. Ainda para mais com possibilidade de equipamento barato… Imagino que esse equipamento não consta da lista (desatualizada) no site da DGEG :-)
Talvez as politicas energéticas em Portugal não favoreçam devidamente o autoconsumo e deem azo a todo um negócio que circula em torno desta área. Em abono da verdade como em muitas outras…
Está oferecer o restante à rede?
Disse tudo , nao ha interesse politico que o cidadao desfrute seja do que for , e esse problema nao é so em Portugal infelizmente , os senhores do mundo sao sempre os mesmos e para eles nao ha fronteiras . Eu nao fiz registo nenhum porque nao habito localmente , quis fazer uma experiencia para vêr como e se funcionava a nivel de potencias e fiquei com um minimo de informaçao do que pretendia .A instalaçao està sempre desligada , so ligo quando estou de ferias . Nao me interessei em vender para as operadoras devido ao preço baixo que eles pagam , acho um exagero , a manutençao da instalaçao é nossa , as despezas sao sempre nossas , as operadoras so adquirem lucros por esse motivo prefiro nao vender nem dar , se quisesse vender ainda teria que pagar eu mesmo outro contador pelo que ouvi dizer . O meu projeto ainda seria de montar baterias para ficar completamente independente , ou aumentar a potencia e nesse caso vender , mas é necessario encontrar um tecnico que queira fazer a alteraçao da instalaçao sem fazer uma factura astronomica , para depois poder fazer a dita declaraçao aos serviços , e isso é mais dificil a encontrar , ja procurei e acabei por desistir , quando veem que nao ha grande venda de material a fazer nao aceitam fazer a obra . Procurei até para comprar o material e eu montar , tambem fugiam todos ao segundo telefonema , neste segundo caso na França , para venderem ja vinham a correr nem que nao montassem o material , até preferem , porque nao dao garantias do material nao sendo eles a fazerem a instalaçao , e ganham a porcentagem deles como é normal , apenas fazendo a venda .
parito

Responder

Voltar para “Autoconsumo”