Avarias na central de Almaraz

Energia Nuclear



Responder

Autor do tópico
tavares
Membro Gold
Membro Gold
Mensagens: 1079
Registado: sábado ago 23, 2008 12:31 pm
Estado: Desligado

Avarias na central de Almaraz

Mensagem por tavares » quinta mai 30, 2013 10:01 pm

Na semana passada ocorreu mais um acidente ( é pelo menos o segundo este ano ) na central Espanhola de Almaraz , tendo um dos reactores sofrido uma paragem repentina , as explicações que teem dado é que falharam todas as protecções eléctricas a montante do gerador com a consequente sobrecarga do mesmo e bloqueando o reactor.


Avatar do Utilizador

galt
Membro Gold
Membro Gold
Mensagens: 1655
Registado: segunda ago 16, 2010 7:53 pm
Localização: Lisboa
Estado: Desligado

Re: Avarias na central de Almaraz

Mensagem por galt » sexta mai 31, 2013 1:08 pm

Esta tecnologia tem as suas desvantagens. Acredita que fico preocupado com estas centrais em especial qd forem desativadas...
Para onde poderá ir o lixo nuclear.... :x
Sw Predator 60 ah - 33000 kms (3200 kms com baterias de Gel)
[DB - SW Predator 60ah - Odivelas]
[DB - Leaf Odivelas]
[»» Pontos de carga ««]


pedrosilva
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 317
Registado: terça abr 23, 2013 9:50 pm
Estado: Desligado

Re: Avarias na central de Almaraz

Mensagem por pedrosilva » quinta dez 19, 2019 11:20 am

Universidade de Aveiro desenvolve sensor de níveis de títrio em tempo real colocado junto da antiquada e problemática central de Almaraz:

https://www.ua.pt/pt/noticias/0/57640
“A medição de trítio em tempo-real, para além de monitorizar o nível de radioatividade na água que retorna ao rio depois de passar pela central nuclear, pode ser usado como um alerta de eventuais problemas na própria central nuclear”, explica o investigador Carlos Azevedo que, a par com o investigador João Veloso e coordenador do projeto na UA, desenvolveu o detetor.
Acho muito bem e deviam disponibilizar abertamente online os dados dessas leituras, assim como leituras da qualidade do ar nas cidades europeias.

A opção de extensão da vida útil desta central tem um custo de investimento tão elevado que fica-se na dúvida face a outras opções actualmente muito mais económicas como o solar e a eólica, se não será uma opção política do governo Castelhano manter esta central aberta para além do seu limite de vida desenhado!

Responder

Voltar para “Energia Nuclear”