BE questiona Governo sobre deficiente tratamento da ETAR

Para assuntos relacionados com o meio ambiente que não tenham nenhuma relação com energias.
Responder
Avatar do Utilizador

Autor do tópico
serges
Administrador
Administrador
Mensagens: 15713
Registado: quinta mar 09, 2006 7:15 pm
Localização: Amadora
Estado: Desligado

BE questiona Governo sobre deficiente tratamento da ETAR

Mensagem por serges »

be questiona governo sobre deficiente tratamento da etar de peniche
06.08.2009
lusa

a deputada do bloco de esquerda (be) helena pinto questionou o governo sobre o "deficiente funcionamento" da estação de tratamento de águas residuais (etar) da cidade de peniche, alertando para os riscos ambientais e de saúde pública dos esgotos que correm para o mar.

nas perguntas ao governo, a deputada quer obter explicações sobre o funcionamento da etar e sobre o facto de não existir um emissário submarino para transportar os efluentes para o mar.

"os efluentes são despejados directamente para as rochas, o que afecta com gravidade os recursos marinhos e as actividades piscatórias", alerta.

jorge abrantes, vereador e administrador dos serviços municipalizados de água e saneamento, esclareceu que "os problemas de funcionamento da etar derivam exclusivamente dos efluentes industriais que esta é obrigada a receber, provenientes das indústrias de transformação de pescado instaladas na cidade e que não efectuam convenientemente o pré-tratamento das suas águas residuais, como seria desejável".

por outro lado, o problema das águas residuais com maior teor de salinidade e maior carga orgânica à entrada da etar "reduz a eficiência" ao longo dos vários processos de tratamento e no sistema de colectores e estações elevatórias.

helena pinto quer também saber se existe algum plano para reabilitar a etar e para construir o emissário e quais as medidas que o ministério do ambiente vai tomar para resolver o problema.

sobre a construção do emissário, o vereador esclarece que a obra nunca esteve prevista, mas vão ser efectuadas "nos próximos meses" obras no valor de 141 mil euros de modo a que as descargas de efluentes deixem ser visíveis na baixa-mar, como prevê a licença ambiental.

estão também previstas para breve intervenções no valor de três milhões de euros para reforçar a capacidade de tratamento e remodelar o sistema de desodorização para minimizar os maus cheiros.
in publico
40595 a bordo de uma Vectrix.
Procuro pontos de carga para veículos eléctricos, contacte-me! 915001177
Mapa dos pontos de carga

Responder

Voltar para “Ambiente”