Fusão a Frio

Energia Nuclear



Responder
Avatar do Utilizador

Autor do tópico
ruirodrigues1971
Membro
Membro
Mensagens: 7
Registado: terça fev 17, 2009 2:36 am
Localização: Lisboa
Estado: Desligado

Fusão a Frio

Mensagem por ruirodrigues1971 » domingo mai 10, 2009 4:53 pm

como apareceu no programa "60 minutos" resolvi levantar a lebre...ainda me lembro das discussões que deu nas minhas aulas de química do 12ºano quando a noticia rebentou no tempo idos de 1989

sobre a fusão em geral (diferencial do ist)

SNAG-0365.jpg
SNAG-0365.jpg (23 KiB) Visto 11685 vezes

SNAG-0366.jpg
SNAG-0366.jpg (21.44 KiB) Visto 11685 vezes

SNAG-0367.jpg
SNAG-0367.jpg (19.37 KiB) Visto 11685 vezes

wikipedia Escreveu:a fusão a frio é uma reação da fusão nuclear que ocorre em condições de baixíssima temperatura em vez dos milhões de graus requeridos para reações da fusão do plasma.

a fusão a frio é o termo popular usado para o que é chamado agora "energia fraca". a reivindicação inicial da fusão a frio foi relatada primeiramente por martin fleischmann e por stanley pons na universidade de utah em março de 1989. este anúncio era notícia de primeira página por algum tempo, e gerava uma controvérsia incrível, mas o debate público diminuído rapidamente e a fusão fria foram rejeitados geralmente pela comunidade científica. apesar disso, depois de 1989, muitos cientistas observaram experimentalmente excesso de calor, trítio, hélio e mutações nucleares. estas experiências usam uma grande variedade de métodos.
(fonte)

segue cold-fusion demonstration "a success" may 23, 2008 e o resumo em português.
"cold-fusion demonstration “a success”

on 23 march 1989 martin fleischmann of the university of southampton, uk, and stanley pons of the university of utah, us, announced that they had observed controlled nuclear fusion in a glass jar at room temperature, and — for around a month — the world was under the impression that the world’s energy woes had been remedied. but, even as other groups claimed to repeat the pair’s results, sceptical reports began trickle in. an editorial in nature predicted cold fusion to be unfounded. and a us department of energy (doe) report judged that the experiments did “not provide convincing evidence that useful sources of energy will result from cold fusion.”

this hasn’t prevented a handful of scientists persevering with cold-fusion research. they stand on the sidelines, diligently getting on with their experiments and, every so often, they wave their arms frantically when they think have made some progress.

nobody notices, though. why? these days the mainstream science media wouldn’t touch cold-fusion experiments with a barge pole. they have learnt their lesson from 1989, and now treat “cold fusion” as a byword for bad science. most scientists* agree, and some even go so far as to brand cold fusion a “pathological science” — science that is plagued by falsehood but practiced nonetheless.

[*correction 29/05/08: it has been brought to my attention that part of this last sentence appears to be unsubstantiated. after searching through past articles i have to admit that, despite it being written frequently, i can find no factual basis that “most scientists” think cold fusion is bad science (although public scepticism is evidently rife). however, there have been surveys to suggest that scientific opinion is more likely divided. according to a 2004 report by the doe, which you can read here, ten out of 18 scientists thought that the hitherto results of cold-fusion experiments warranted further investigation.]

there is a reasonable chance that the naysayers are (to some extent) right and that cold fusion experiments in their current form will not amount to anything. but it’s too easy to be drawn in by the crowd and overlook a genuine breakthrough, which is why i’d like to let you know that one of the handful of diligent cold-fusion practitioners has started waving his arms again. his name is yoshiaki arata, a retired (now emeritus) physics professor at osaka university, japan. yesterday, arata performed a demonstration at osaka of one his cold-fusion experiments.

although i couldn’t attend the demonstration (it was in japanese, anyway), i know that it was based on reports published here and here. essentially arata, together with his co-researcher yue-chang zhang, uses pressure to force deuterium (d) gas into an evacuated cell containing a sample of palladium dispersed in zirconium oxide (zro2–pd). he claims the deuterium is absorbed by the sample in large amounts — producing what he calls dense or “pynco” deuterium — so that the deuterium nuclei become close enough together to fuse.

so, did this method work yesterday? here’s an email i received from akito takahashi, a colleague of arata’s, this morning:

“arata’s demonstration…was successfully done. there came about 60 people from universities and companies in japan and few foreign people. six major newspapers and two tv [stations] (asahi, nikkei, mainichi, nhk, et al.) were there…demonstrated live data looked just similar to the data they reported in [the] papers…this showed the method highly reproducible. arata’s lecture and q&a were also attractive and active.”

i also received a detailed account from jed rothwell, who is editor of the us site lenr (low energy nuclear reactions) and who has long thought that cold-fusion research shows promise. he said that, after arata had started the injection of gas, the temperature rose to about 70 °c, which according to arata was due to both chemical and nuclear reactions. when the gas was shut off, the temperature in the centre of the cell remained significantly warmer than the cell wall for 50 hours. this, according to arata, was due solely to nuclear fusion.

rothwell also pointed out that arata performed three other control experiments: hydrogen with the zro2–pd sample (no lasting heat); deuterium with no zro2–pd sample (no heating at all); and hydrogen with no zro2–pd sample (again, no heating). nevertheless, rothwell added that arata neglected to mention certain details, such as the method of calibration. “his lecture was very difficult to follow, even for native speakers, so i may have overlooked something,” he wrote.

it will be interesting to see what other scientists think of arata’s demonstration. last week i got in touch with augustin mcevoy, a retired condensed-matter physicist who has studied arata’s previous cold-fusion experiments in detail. he said that he has found “no conclusive evidence of excess heat” before, though he would like to know how this demonstration turned out.

i will update you if and when i get any more information about the demonstration (apparently there might be some videos circulating soon). for now, though, you can form your own opinions about the reliability of cold fusion."

Link

Link

Link

bem...algo se passa...vamos aguardar que seja bem sucedido...aí é que seria uma revolução.

um abraço.

rui


Avatar do Utilizador

Bluesky
Membro Platinium
Membro Platinium
Mensagens: 4184
Registado: domingo set 30, 2007 11:33 pm
Localização: Socio Nº 54
Estado: Desligado

Re: Fusão a Frio

Mensagem por Bluesky » segunda mai 11, 2009 1:37 am

que algo se passe? o que queres mais que professores universitários? fusão a frio, concerteza que é uma realidade, só mais um processo para aceder ao campo do zero absoluto, a manisfestação fisica da energia do vacuo. sim, é um processo catalizado pelos nucleos atómicos do hidrogenio. quanto tempo será necessário para constactar o obvio? nao sei, quanto tempo precisarão para darem ouvidos a algo revolucionario? o problema é que esta ciençia passa ao lado da ciençia tradicional porque tem especificaçoes diferentes. alem disso é realizavel com fracos recursos, contrariamente ao buraco negro da fusão a quente. "oportunidade perdida" foi o que disse o cientista. mas foi pior: desperdicio e desencaminhamento seria mais exacto. sabem o que ja se gastou em fusao a quente? sabem o que se gasta em universidades por todo mundo sem nenhuns resultados? pensem nisso.
_______ .oO Impossivel é um conceito /& / não uma realidade Oo. _______

Avatar do Utilizador

Autor do tópico
ruirodrigues1971
Membro
Membro
Mensagens: 7
Registado: terça fev 17, 2009 2:36 am
Localização: Lisboa
Estado: Desligado

Re: Fusão a Frio

Mensagem por ruirodrigues1971 » segunda mai 11, 2009 3:42 am

quando eu disse...algo se passa...queria dizer existe ali alguma coisa que tem de ser bem estudada, mas acho estranho ainda não ter sido implementado o sistema...porque existem países em que não têm recursos de combústivel e são avançados tecnologicamente - por exemplo o japão...é estranho...mas estou super entusiasmado ao ver muitas equipas a trabalharem no problema....é assim que a ciência evolui.

se isto funcionar...e for tão bom como pintam era excelente.

um abraço,

rui

Avatar do Utilizador

Bluesky
Membro Platinium
Membro Platinium
Mensagens: 4184
Registado: domingo set 30, 2007 11:33 pm
Localização: Socio Nº 54
Estado: Desligado

Re: Fusão a Frio

Mensagem por Bluesky » segunda mai 11, 2009 10:47 pm

claro que algo se passa. nao, nao é tão bom quanto se pinta..é muito melhor!!! claro que ainda estas vidrado na expressao "fusão a frio", quando na realidade estás "só" a aceder à energia do vacuo. existem processos muito mais eficientes. bem vindo ao novo mundo. pesquiza por john kanzius... o processo dele (baseado na frequencia e nao na descarga electrica na agua) é substancialmente mais eficiente.

http://en.wikipedia.org/wiki/john_kanzius

john morreu de "pneumonia" a 18 de fevereiro deste ano, paz à sua alma. as minhas mais profundas condolençias aos seus familiares.

o processo do john tambem pode combate o cancro com um elevado sucesso.

segunda 11 de maio de 2009
_______ .oO Impossivel é um conceito /& / não uma realidade Oo. _______

Avatar do Utilizador

xptosempre
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 195
Registado: segunda jan 29, 2007 12:34 am
Localização: Lisboa
Estado: Desligado

Re: Fusão a Frio

Mensagem por xptosempre » terça mai 19, 2009 6:11 pm

duvido bluesky ainda há muita coisa por explicar em termos de ciência mas retirar energia onde não a há, duvido muito.

reparas-te na maquina de john_kanzius ? desculpa mas não tem aspecto de gastar pouco acho que não é aquela chamazima que a conseguiria alimentar, no entanto acho que deveria ser muito bem investigada essa chama porque em pequenos detalhes encontrão-se descobertas incríveis

Avatar do Utilizador

Bluesky
Membro Platinium
Membro Platinium
Mensagens: 4184
Registado: domingo set 30, 2007 11:33 pm
Localização: Socio Nº 54
Estado: Desligado

Re: Fusão a Frio

Mensagem por Bluesky » quarta mai 20, 2009 3:34 am

claro que reparei na maquina de john kanzius e considero as tuas observaçoes lamentáveis e pobres. tenho a certeza absoluta que nao fizeste os trabalhos de casa que sugeri à algum tempo atras, xpto. para compreenderes kanzius tens de compreender todos aqueles que o antecederam bem como o seu trabalho cientifico.tens de compreender nikolatesla e stanley meyer, por exemplo. todos eles fizeram fusao a frio, se quizeres. extrair energia do vacuo é extrair energia do nada? estás muito enganado, o vacuo é extremamente activo e denso energeticamente, como um caldeirão quantico em ebulição uniforme e irradiando em todas as direcçoes - e é esse o segredo mais bem guardado da actualidade. a energia potencial do vacuo é virtual pois nao é possivel quantifica-la, mas converte-se rapidamente em energias familiares e mensuraveis on-demand
_______ .oO Impossivel é um conceito /& / não uma realidade Oo. _______


serhumano
Membro
Membro
Mensagens: 12
Registado: quinta mai 28, 2009 1:20 pm
Estado: Desligado

Re: Fusão a Frio

Mensagem por serhumano » quarta jun 03, 2009 12:25 pm

aqui fica um belo doumentario

http://docuwiki.net/index.php?title=an_ ... _the_world

quem tiver emule... saque....

Avatar do Utilizador

Autor do tópico
ruirodrigues1971
Membro
Membro
Mensagens: 7
Registado: terça fev 17, 2009 2:36 am
Localização: Lisboa
Estado: Desligado

Re: Fusão a Frio

Mensagem por ruirodrigues1971 » quinta mar 04, 2010 3:34 am

parece que o pessoal continua a mexer neste campo

http://www.lenr-canr.org/
http://spectrum.ieee.org/energy/nuclear ... hot-debate
american chemical society march 2010 meeting cold fusion program
december 2009
the american chemical society (acs) spring 2010 national meeting & exposition will be held in san francisco, california, march 21 - 25, 2010. forty six papers will be presented in four sessions over two days, sessions: envr014, envr049, envr050 and envr051. seven papers will be shown in poster sessions. here is a letter from the session organizer, jan marwan
(fonte)

um documento recente sobre o assunto

http://www.lenr-canr.org/acrobat/barnha ... nology.pdf (defense intelligence agency)

um abraço,

rui

p.s. - os admin podiam editar (que eu não consigo) as minhas anteriores mensagens e colocar os filmes "youtube" a funcionar...please

Avatar do Utilizador

mauri
Membro Platinium
Membro Platinium
Mensagens: 7877
Registado: sexta set 04, 2009 1:04 am
Localização: Amadora
Estado: Desligado

Re: Fusão a Frio

Mensagem por mauri » quinta mar 04, 2010 12:47 pm

ruirodrigues1971 Escreveu:
p.s. - os admin podiam editar (que eu não consigo) as minhas anteriores mensagens e colocar os filmes "youtube" a funcionar...please
logo que possível irei colocar os filmes em destaque.

quanto aos documentários, eles estão todos em língua que não a de camões e como sabe, devem ser traduzidos. veja http://novaenergia.net/forum/viewtopic.php?f=24&t=524 nº9 que diz:"regra 9. se um tópico incluir um texto numa língua que não a de camões, exige-se a tradução para português a acompanhar o texto original".

continue desfrutando.
tem uma boa página web.
sds!
Imagem
Associado 69Imagem
Antes de abrir um tópico utilize a Pesquisa
Prece
Imagem


Sundial
Membro Dedicado
Membro Dedicado
Mensagens: 33
Registado: terça nov 23, 2010 10:49 pm
Estado: Desligado

Re: Fusão a Frio

Mensagem por Sundial » domingo nov 28, 2010 12:11 am

bluesky Escreveu:que algo se passe? o que queres mais que professores universitários? fusão a frio, concerteza que é uma realidade, só mais um processo para aceder ao campo do zero absoluto, a manisfestação fisica da energia do vacuo. sim, é um processo catalizado pelos nucleos atómicos do hidrogenio. quanto tempo será necessário para constactar o obvio? nao sei, quanto tempo precisarão para darem ouvidos a algo revolucionario? o problema é que esta ciençia passa ao lado da ciençia tradicional porque tem especificaçoes diferentes. alem disso é realizavel com fracos recursos, contrariamente ao buraco negro da fusão a quente. "oportunidade perdida" foi o que disse o cientista. mas foi pior: desperdicio e desencaminhamento seria mais exacto. sabem o que ja se gastou em fusao a quente? sabem o que se gasta em universidades por todo mundo sem nenhuns resultados? pensem nisso.
bluesky, decididamente tu fazes afirmações sem nenhuma conexão com a realidade.
a energia liberada em qualquer fusão atômica pode ser facilmente calculada pelo emprego de e=mc2 sobre o balanço de massa da reação atômica, e não tem absolutamente nada a ver com "aceder ao campo de zero absoluto", ou com "energia do vácuo".

Avatar do Utilizador

tiago_eco
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 441
Registado: sexta jun 12, 2009 5:35 pm
Localização: Friburgo, Suiça
Estado: Desligado

Re: Fusão a Frio

Mensagem por tiago_eco » domingo nov 28, 2010 3:46 pm

bluesky Escreveu:claro que reparei na maquina de john kanzius e considero as tuas observaçoes lamentáveis e pobres. tenho a certeza absoluta que nao fizeste os trabalhos de casa que sugeri à algum tempo atras, xpto. para compreenderes kanzius tens de compreender todos aqueles que o antecederam bem como o seu trabalho cientifico.tens de compreender nikolatesla e stanley meyer, por exemplo. todos eles fizeram fusao a frio, se quizeres. extrair energia do vacuo é extrair energia do nada? estás muito enganado, o vacuo é extremamente activo e denso energeticamente, como um caldeirão quantico em ebulição uniforme e irradiando em todas as direcçoes - e é esse o segredo mais bem guardado da actualidade. a energia potencial do vacuo é virtual pois nao é possivel quantifica-la, mas converte-se rapidamente em energias familiares e mensuraveis on-demand
kanzius
anzius admitted that this process could not be considered an energy source, as more energy is used to produce the rf signal than can be obtained from the burning gas and stated in july 2007 that he never claimed his discovery would replace oil, asserting only that his discovery was "thought provoking."
A revolução está em marcha e (desta vez) nada nem ninguém a poderá deter!

Responder

Voltar para “Energia Nuclear”