Autoconsumo - primeiras dúvidas

Local para debater sobre o autoconsumo

Autor do tópico
fastnet
Membro
Membro
Mensagens: 18
Registado: segunda fev 03, 2020 6:21 pm
Estado: Desligado

Autoconsumo - primeiras dúvidas

Mensagem por fastnet »

A questão de autoconsumo tem gerado algum interesse em muitos de nós.
Quer seja na ideia de gerar poupanças, ter alguma independência com produção própria e garantir funcionamento el
elétrico durante possíveis falhas no abastecimento.

Recordo que à uns bons anos obter energia fotovoltaica era questão para maluquinhos de bolsos recheados ou quem não tivesse outra opção de abastecimento, tal o custo de painéis e a baixíssima eficiência dos mesmos. Ok, sei que já cá ando à uns bons anos…
Como normal, a tecnologia evoluiu e os painéis ficaram menos maus.
Creio que o fator mudança terá prende-se com o custo crescente da energia que consumimos e a redução significativa do preço dos equipamentos, em especial dos paineis de captação.

Depois de algumas leituras de tópicos dedicados a este assunto e tendo em conta a atual legislação, fico com algumas interrogações que gostaria de partilhar com esta comunidade e obter sugestões e respostas de quem trilhou ou está a iniciar esta rumo das energias alternativas.

O autoconsumo vale a pena nos moldes atuais? Qual a percentagem de consumo vale a pena cobrir considerando a flutuação anual?
Se dimensionarmos a instalação para meses de inverno teremos um excesso significativo no verão, com mais equipamento e custo associado e sem retorno interessante desse excesso de produção.

Sabendo que em Portugal o material é geralmente mais caro, existe sempre a tentação de adquirir material de fora, empresa A ou B ou do país P ou R-
No entanto as instalações devem ter equipamento certificado e instalados por técnico certificado, isto para instalações +350w.
Quais as vossas experiências nos vossos projetos?

Na realidade a questão do netmeetering é primordial num mercado justo. Parece que se perdeu uma oportunidade na reforma da legislação e continua-se a privilegiar os mesmos interesses de sempre em detrimento de uma maior independência energética externa.
Entendo quem não se importe de oferecer uns KM à rede e também entendo quem opte por sistemas de injeção 0 e não alimentar quem não retribui de igual forma.
O que fazem, ou gostariam de fazer, com o excesso da vossa produção?

Apesar de neste momento as opções de autoconsumo economicamente mais acessíveis são simples painel(eis)+inversor(es) avizinha-se que custo de armazenamento tenderá a cair pelo aparecimento de novas tecnologias ou no reaproveitamento das existentes.
Com a vossa experiência e nas circunstâncias legais atuais um sistema com acumulação faz agora mais sentido?

Estas são questões gerais de debate e gostaria de saber opiniões e com a vossa experiência se mudariam algo no sistema que têm instalado.

Tenho questões particulares que guardarei para momento posterior.

Grato pelo vosso tempo


Autor do tópico
fastnet
Membro
Membro
Mensagens: 18
Registado: segunda fev 03, 2020 6:21 pm
Estado: Desligado

Re: Autoconsumo - primeiras dúvidas

Mensagem por fastnet »

Hummm tantas visualizações e ainda sem respostas.

Acho que o pessoal não tem muito tempo para ler.

Vou sintetizar as questões.
- O autoconsumo vale a pena nos moldes atuais? Qual a percentagem de consumo vale a pena cobrir considerando a flutuação anual?
- Quais as vossas experiências nos vossos projetos e DIY, face às exigências de equipamentos e instalações certificadas?
- O que fazem, ou gostariam de fazer, com o excesso da vossa produção?
- Com a vossa experiência e nas circunstâncias legais atuais (ausência de net metering), um sistema com acumulação faz agora mais sentido?

Obrigado


jmlflorencio
Membro Gold
Membro Gold
Mensagens: 1827
Registado: segunda jan 26, 2015 1:05 am
Estado: Desligado

Re: Autoconsumo - primeiras dúvidas

Mensagem por jmlflorencio »

De facto, eu sou um dos que "passou à frente" pela extensão do primeiro post...

Parece-me agora que todas as questões colocadas já têm resposta em vários tópicos espalhados pelo fórum, e isso normalmente ajuda a não ter grande número de respostas...
fastnet Escreveu:(...)
- O autoconsumo vale a pena nos moldes atuais? Qual a percentagem de consumo vale a pena cobrir considerando a flutuação anual?
O autoconsumocompensa sempre, desde que bem dimensionado. O consumo que vale a pena cobrir é o residual da habitação. Quanto mais se produzir acima disso, menor vai ser a rentabilidade do investimento.
fastnet Escreveu: - O que fazem, ou gostariam de fazer, com o excesso da vossa produção?
Aquecer água num termoacumulador, por exemplo.
fastnet Escreveu: - Com a vossa experiência e nas circunstâncias legais atuais (ausência de net metering), um sistema com acumulação faz agora mais sentido?
O armazenamento aumenta muito a percentagem de energia captada que pode ser aproveitada, mas diminui a rentabilidade financeira, pelo aumento do montante de investimento. Além disso, a complexidade dos equipamentos aumenta muito, assim como a necessidade de manutenção/monitorização. Só avançaria para isso a um preço muito bom.


gbento
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 183
Registado: terça nov 26, 2013 3:08 pm
Localização: Lisboa
Estado: Desligado

Re: Autoconsumo - primeiras dúvidas

Mensagem por gbento »


" autoconsumocompensa sempre, desde que bem dimensionado. O consumo que vale a pena cobrir é o residual da habitação. Quanto mais se produzir acima disso, menor vai ser a rentabilidade do investimento."

No meu caso, tentei em autoconsumo, é o mais barato para começar os investimentos.
Apenas dois painéis, para que o retorno seja mais rápido e Fácil. Estou a contar que por ano, reduza as despesas com eletricidade à volta dos 100€/ano. Se tudo correr bem, como fui eu a instalar, acho que estará pago em 6 anos. Ainda me falta perceber, qual o tarifário de electricidade ter, atualmente tenho bi-horario mas não tenho a certeza que me esteja a beneficiar.




Enviado do meu Redmi Note 7 através do Tapatalk



jmlflorencio
Membro Gold
Membro Gold
Mensagens: 1827
Registado: segunda jan 26, 2015 1:05 am
Estado: Desligado

Re: Autoconsumo - primeiras dúvidas

Mensagem por jmlflorencio »

Creio que certamente estará. Ainda para mais com painéis a ajudar.

Mas basta fazer as contas: multiplicar o total de kWh consumidos no período pelo valor do kWh em tarifa normal, e comparar com o que vem na fatura ;-)


Autor do tópico
fastnet
Membro
Membro
Mensagens: 18
Registado: segunda fev 03, 2020 6:21 pm
Estado: Desligado

Re: Autoconsumo - primeiras dúvidas

Mensagem por fastnet »

jmlflorencio Escreveu: quarta fev 12, 2020 12:16 am De facto, eu sou um dos que "passou à frente" pela extensão do primeiro post...

Parece-me agora que todas as questões colocadas já têm resposta em vários tópicos espalhados pelo fórum, e isso normalmente ajuda a não ter grande número de respostas...
fastnet Escreveu:(...)
- O autoconsumo vale a pena nos moldes atuais? Qual a percentagem de consumo vale a pena cobrir considerando a flutuação anual?
O autoconsumocompensa sempre, desde que bem dimensionado. O consumo que vale a pena cobrir é o residual da habitação. Quanto mais se produzir acima disso, menor vai ser a rentabilidade do investimento.
fastnet Escreveu: - O que fazem, ou gostariam de fazer, com o excesso da vossa produção?
Aquecer água num termoacumulador, por exemplo.
fastnet Escreveu: - Com a vossa experiência e nas circunstâncias legais atuais (ausência de net metering), um sistema com acumulação faz agora mais sentido?
O armazenamento aumenta muito a percentagem de energia captada que pode ser aproveitada, mas diminui a rentabilidade financeira, pelo aumento do montante de investimento. Além disso, a complexidade dos equipamentos aumenta muito, assim como a necessidade de manutenção/monitorização. Só avançaria para isso a um preço muito bom.
Repostas muito assertivas, obrigado.

Consumo mínimo para quem não está em casa durante o dia será o frigorifico e pouco mais.
Tendo em conta o limite máximo sem comunicação até 350w, um painel de 340w faz sentido?
Ou caso não existam verificações 2x340w ?

Um termoacumulador será mais eficiente que um painel térmico?


Autor do tópico
fastnet
Membro
Membro
Mensagens: 18
Registado: segunda fev 03, 2020 6:21 pm
Estado: Desligado

Re: Autoconsumo - primeiras dúvidas

Mensagem por fastnet »

gbento Escreveu: quarta fev 12, 2020 7:50 am " autoconsumocompensa sempre, desde que bem dimensionado. O consumo que vale a pena cobrir é o residual da habitação. Quanto mais se produzir acima disso, menor vai ser a rentabilidade do investimento."

No meu caso, tentei em autoconsumo, é o mais barato para começar os investimentos.
Apenas dois painéis, para que o retorno seja mais rápido e Fácil. Estou a contar que por ano, reduza as despesas com eletricidade à volta dos 100€/ano. Se tudo correr bem, como fui eu a instalar, acho que estará pago em 6 anos. Ainda me falta perceber, qual o tarifário de electricidade ter, atualmente tenho bi-horario mas não tenho a certeza que me esteja a beneficiar.




Enviado do meu Redmi Note 7 através do Tapatalk
Obrigado pela resposta.

Felizmente existem muitos projeto DIY para realizar.
Como lidar com a lista de equipamentos e instalações certificadas?


gbento
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 183
Registado: terça nov 26, 2013 3:08 pm
Localização: Lisboa
Estado: Desligado

Re: Autoconsumo - primeiras dúvidas

Mensagem por gbento »

fastnet Escreveu:
gbento Escreveu: quarta fev 12, 2020 7:50 am " autoconsumocompensa sempre, desde que bem dimensionado. O consumo que vale a pena cobrir é o residual da habitação. Quanto mais se produzir acima disso, menor vai ser a rentabilidade do investimento."

No meu caso, tentei em autoconsumo, é o mais barato para começar os investimentos.
Apenas dois painéis, para que o retorno seja mais rápido e Fácil. Estou a contar que por ano, reduza as despesas com eletricidade à volta dos 100€/ano. Se tudo correr bem, como fui eu a instalar, acho que estará pago em 6 anos. Ainda me falta perceber, qual o tarifário de electricidade ter, atualmente tenho bi-horario mas não tenho a certeza que me esteja a beneficiar.




Enviado do meu Redmi Note 7 através do Tapatalk
Obrigado pela resposta.

Felizmente existem muitos projeto DIY para realizar.
Como lidar com a lista de equipamentos e instalações certificadas?
Não sei se os 350w são reais (depois do inversor) ou os do painel fotovoltaico.
Quanto aos equipamentos, estão no site, quanto á certificação, pela nova lei, tem de ser por instalador. Se for projeto sem certificação, não sei quais as coimas aplicadas caso seja detetado, convém ver antes de injetar energia não consumida na rede se o contador não contabiliza como consumo.
Quanto aos painéis para água quente, os meus funcionam muito bem, temos aí meio ano sem gastos para aquecer águas, e o restante é apoiado com esquentador (gás natural).

Enviado do meu Redmi Note 7 através do Tapatalk




jmlflorencio
Membro Gold
Membro Gold
Mensagens: 1827
Registado: segunda jan 26, 2015 1:05 am
Estado: Desligado

Re: Autoconsumo - primeiras dúvidas

Mensagem por jmlflorencio »


fastnet Escreveu: Repostas muito assertivas, obrigado.

Consumo mínimo para quem não está em casa durante o dia será o frigorifico e pouco mais.
Tendo em conta o limite máximo sem comunicação até 350w, um painel de 340w faz sentido?
Ou caso não existam verificações 2x340w ?

Um termoacumulador será mais eficiente que um painel térmico?
Não, o termoacumulador não é conhecido pela sua eficiência. Mas, se tiver uma resistência fraca (há modelos que vêm de fábrica com duas resistências independentes de 800W cada) o seu consumo pode vir de painéis solares.
A vantagem desta solução face ao solar térmico é o menor custo de instalação, maior conveniência, e menor manutenção.

Melhor ainda seria uma bomba de calor, mas aí o investimento sobe bem...

Avatar do Utilizador

parito
Membro
Membro
Mensagens: 8
Registado: domingo jan 26, 2020 11:44 pm
Localização: Paris
Estado: Desligado

Re: Autoconsumo - primeiras dúvidas

Mensagem por parito »

nao conhecia os termoacomuladores com duas resistencias mais baixas , esta bem estudado para facilitar o consumo fotovoltaico , instalei um termoacomulador faz 3 anos , se soubesse que existiam com essas resistencias tinha optado por esse modelo . Tenho 1,5 KW de paineis fotovoltaicos que funciona muito bem , mas compo é logico durante pouco tempo produz essa potencia , ora com resistencias mais baixas eu teria mais aproveitamento sem consumir da rede .
parito

Avatar do Utilizador

rocker_pt
Membro Gold
Membro Gold
Mensagens: 1887
Registado: sexta ago 22, 2008 10:49 pm
Localização: Vila Nova de Gaia
Estado: Desligado

Re: Autoconsumo - primeiras dúvidas

Mensagem por rocker_pt »

jmlflorencio Escreveu: quarta fev 12, 2020 9:56 pm Mas, se tiver uma resistência fraca (há modelos que vêm de fábrica com duas resistências independentes de 800W cada) o seu consumo pode vir de painéis solares.
A vantagem desta solução face ao solar térmico é o menor custo de instalação, maior conveniência, e menor manutenção.
Melhor ainda seria uma bomba de calor, mas aí o investimento sobe bem...
Em seguencia deste post...
Mudar a resistencia do termoacumulador para no maximo 400-500w e deixa-lo aquecer durante o periodo solar. Neste caso bastaria 600W de potencia dos paineis
Em lojas de eletricidade (Rua da Alegria no Porto) fazem qq resistencia à medida
VE's: 16 145 km + 147 882km em Predator 60Ah
Mais de 160.000km em VE!


jmlflorencio
Membro Gold
Membro Gold
Mensagens: 1827
Registado: segunda jan 26, 2015 1:05 am
Estado: Desligado

Re: Autoconsumo - primeiras dúvidas

Mensagem por jmlflorencio »

Sim, essa é uma óptima opção para termoacumuladores já existentes, por exemplo. Ainda no outro dia passei por essa loja, por acaso ;-)

Avatar do Utilizador

parito
Membro
Membro
Mensagens: 8
Registado: domingo jan 26, 2020 11:44 pm
Localização: Paris
Estado: Desligado

Re: Autoconsumo - primeiras dúvidas

Mensagem por parito »

fastnet Escreveu: terça fev 11, 2020 10:47 am Hummm tantas visualizações e ainda sem respostas.

Acho que o pessoal não tem muito tempo para ler.

Vou sintetizar as questões.
- O autoconsumo vale a pena nos moldes atuais? Qual a percentagem de consumo vale a pena cobrir considerando a flutuação anual?
- Quais as vossas experiências nos vossos projetos e DIY, face às exigências de equipamentos e instalações certificadas?
- O que fazem, ou gostariam de fazer, com o excesso da vossa produção?
- Com a vossa experiência e nas circunstâncias legais atuais (ausência de net metering), um sistema com acumulação faz agora mais sentido?

Obrigado
Boas , como ja foi dito , é um facto que em Portugal temos esse problema que é de nunca favorecer o pequeno cidadao seja no que for . Nao sou tecnico no assunto , mas sei que com o clima que temos em Portugal poderia-mos ter electricidade a um custo bem reduzido so com o sistema fotovoltaico , sem falarmos nas outras fontes como éolica que para o particular suponho que tenha pouco interesse . Eu tenho uma instalaço que fiz eu mesmo de 1,5 KW e funciona muito bem , comprei muito barato tudo usado mas em estado novo , nunca tinha sido ligada antes de eu comprar . O unico inconveniente actualmente é que eu desfruto pouco , sou emigrante vivo em frança e a instalaçao està quase sempre desligada por eu nao ter contrato de venda com nenhuma operadora . Mas se nao tivessemos esses contratempos burocraticos , o nosso pais seria um paraiso para a energia fotovoltaica . Estou a pensar comprar baterias e aumentar a instalaço para ficar autonomo a 100% , mas devido à nova legislaçao vou necessitar de uma firma profissional para me fazer a alteraçao , o que é complicado porque a maior parte das firmas preferem vender o material . Para mim o mais dificil de uma instalaço fotovoltaica em termos de investimento sao as baterias , alem de serem caras necessitam de manutençao e um tempo de vida curto em relaçao aos paineis , mas os preços continuam a baixar e quando encontrar uma firma que me queira fazer a transformaçao para mais potencia , colocarei baterias para ficar independente de qualquer operadora , ja tenho até um gerador para quando houverem aqueles dias de chuva seguidos no inverno . Para responder se vale a pena um autoconsumo em Portugal , eu diria que sim , mas é evidente que o ideal seria ter um minimo de conhecimentos da instalaço , para nao ficar dependente dos tecnicos comerciais pouco escrupulosos que infelizmente tambem temos esse problema , conheço instalaçoes com os paineis à sombra .
parito


Freddy_krueger
Membro Gold
Membro Gold
Mensagens: 1233
Registado: terça nov 07, 2017 8:33 am
Estado: Desligado

Re: Autoconsumo - primeiras dúvidas

Mensagem por Freddy_krueger »

rocker_pt Escreveu: quarta fev 12, 2020 10:31 pm Mudar a resistencia do termoacumulador para no maximo 400-500w e deixa-lo aquecer durante o periodo solar. Neste caso bastaria 600W de potencia dos paineis
Em lojas de eletricidade (Rua da Alegria no Porto) fazem qq resistencia à medida
Eu tenho um acumulador com +/-5 anos daqueles dos hipermercados baratuxos (acho que de 100l foi 90 EUR)...
Essa alteração é alguma coisa que uma pessoa comum consiga fazer?! Não queria ficar sem água quente (nem no verão) se não sou logo posto fora de casa!
"Freddy Krueger"
PV: 1500w Autoconsumo (3 microinversores APSystems YC500)
EV: Nissan Leaf 2018 40Kwh
A.C.:Bomba Calor Daikin 16kw + Ventiloconvectores


Autor do tópico
fastnet
Membro
Membro
Mensagens: 18
Registado: segunda fev 03, 2020 6:21 pm
Estado: Desligado

Re: Autoconsumo - primeiras dúvidas

Mensagem por fastnet »

gbento Escreveu: quarta fev 12, 2020 6:07 pm
fastnet Escreveu:
gbento Escreveu: quarta fev 12, 2020 7:50 am " autoconsumocompensa sempre, desde que bem dimensionado. O consumo que vale a pena cobrir é o residual da habitação. Quanto mais se produzir acima disso, menor vai ser a rentabilidade do investimento."

No meu caso, tentei em autoconsumo, é o mais barato para começar os investimentos.
Apenas dois painéis, para que o retorno seja mais rápido e Fácil. Estou a contar que por ano, reduza as despesas com eletricidade à volta dos 100€/ano. Se tudo correr bem, como fui eu a instalar, acho que estará pago em 6 anos. Ainda me falta perceber, qual o tarifário de electricidade ter, atualmente tenho bi-horario mas não tenho a certeza que me esteja a beneficiar.




Enviado do meu Redmi Note 7 através do Tapatalk
Obrigado pela resposta.

Felizmente existem muitos projeto DIY para realizar.
Como lidar com a lista de equipamentos e instalações certificadas?
Não sei se os 350w são reais (depois do inversor) ou os do painel fotovoltaico.
Quanto aos equipamentos, estão no site, quanto á certificação, pela nova lei, tem de ser por instalador. Se for projeto sem certificação, não sei quais as coimas aplicadas caso seja detetado, convém ver antes de injetar energia não consumida na rede se o contador não contabiliza como consumo.
Quanto aos painéis para água quente, os meus funcionam muito bem, temos aí meio ano sem gastos para aquecer águas, e o restante é apoiado com esquentador (gás natural).

Enviado do meu Redmi Note 7 através do Tapatalk
Os 350w serão o pico de produção possível, depois de cablagens, degradação do painel e inversor cairá um pouco.
Um microinversor é interessante mas as potências são limitadas, pelos exemplos comercializados que tenho visto.
Os modelos nas principais lojas são de 250, 300, 500, 600 e 1200w, ligação de 1-4 painéis.
Os valores nominais são um pouco mais baixos, por ex o inversor APS de 600w debita máx 550w

Até aqui subsistem dúvidas para procura legalidade.
O site da DGEG está desatualizado ainda nem consta a nova regulamentação de 2019 e a lista de inversores indicados é de 2015 e como data de validade de alguns equipamentos variam de 2016/19
Não sei quanto aos instaladores. Basta ser um profissional a instalar ou a instalação tem de ser certificada e ter direito a um documento?

Não entendi bem a resposta do painel térmico.
Só tem esse equipamento à meio ano ou o painel só é capaz de aquecer áqua durante metade do ano?
Não existem térmicos que são apoiados por resistência elétrica em caso de necessidade?
Última edição por fastnet em quinta fev 13, 2020 12:37 pm, editado 1 vez no total.


Autor do tópico
fastnet
Membro
Membro
Mensagens: 18
Registado: segunda fev 03, 2020 6:21 pm
Estado: Desligado

Re: Autoconsumo - primeiras dúvidas

Mensagem por fastnet »

parito Escreveu: quarta fev 12, 2020 11:33 pm
fastnet Escreveu: terça fev 11, 2020 10:47 am Hummm tantas visualizações e ainda sem respostas.

Acho que o pessoal não tem muito tempo para ler.

Vou sintetizar as questões.
- O autoconsumo vale a pena nos moldes atuais? Qual a percentagem de consumo vale a pena cobrir considerando a flutuação anual?
- Quais as vossas experiências nos vossos projetos e DIY, face às exigências de equipamentos e instalações certificadas?
- O que fazem, ou gostariam de fazer, com o excesso da vossa produção?
- Com a vossa experiência e nas circunstâncias legais atuais (ausência de net metering), um sistema com acumulação faz agora mais sentido?

Obrigado
Boas , como ja foi dito , é um facto que em Portugal temos esse problema que é de nunca favorecer o pequeno cidadao seja no que for . Nao sou tecnico no assunto , mas sei que com o clima que temos em Portugal poderia-mos ter electricidade a um custo bem reduzido so com o sistema fotovoltaico , sem falarmos nas outras fontes como éolica que para o particular suponho que tenha pouco interesse . Eu tenho uma instalaço que fiz eu mesmo de 1,5 KW e funciona muito bem , comprei muito barato tudo usado mas em estado novo , nunca tinha sido ligada antes de eu comprar . O unico inconveniente actualmente é que eu desfruto pouco , sou emigrante vivo em frança e a instalaçao està quase sempre desligada por eu nao ter contrato de venda com nenhuma operadora . Mas se nao tivessemos esses contratempos burocraticos , o nosso pais seria um paraiso para a energia fotovoltaica . Estou a pensar comprar baterias e aumentar a instalaço para ficar autonomo a 100% , mas devido à nova legislaçao vou necessitar de uma firma profissional para me fazer a alteraçao , o que é complicado porque a maior parte das firmas preferem vender o material . Para mim o mais dificil de uma instalaço fotovoltaica em termos de investimento sao as baterias , alem de serem caras necessitam de manutençao e um tempo de vida curto em relaçao aos paineis , mas os preços continuam a baixar e quando encontrar uma firma que me queira fazer a transformaçao para mais potencia , colocarei baterias para ficar independente de qualquer operadora , ja tenho até um gerador para quando houverem aqueles dias de chuva seguidos no inverno . Para responder se vale a pena um autoconsumo em Portugal , eu diria que sim , mas é evidente que o ideal seria ter um minimo de conhecimentos da instalaço , para nao ficar dependente dos tecnicos comerciais pouco escrupulosos que infelizmente tambem temos esse problema , conheço instalaçoes com os paineis à sombra .
Sou novo nesta área não tenho conhecimento de histórias de "aproveitamento" de quem sabe pouco.
Para já o que constato é que existe muita gente a querer ganhar dinheiro. Se é licito que as empresas cobrem pelos seus serviços, cobrar por um mau serviço ou por serviços inexistentes parece pouco profissional.

Com a habitação maioritariamente desocupada, compensará evoluir para armazenamento?


Autor do tópico
fastnet
Membro
Membro
Mensagens: 18
Registado: segunda fev 03, 2020 6:21 pm
Estado: Desligado

Re: Autoconsumo - primeiras dúvidas

Mensagem por fastnet »

jmlflorencio Escreveu: quarta fev 12, 2020 9:56 pm
fastnet Escreveu: Repostas muito assertivas, obrigado.

Consumo mínimo para quem não está em casa durante o dia será o frigorifico e pouco mais.
Tendo em conta o limite máximo sem comunicação até 350w, um painel de 340w faz sentido?
Ou caso não existam verificações 2x340w ?

Um termoacumulador será mais eficiente que um painel térmico?
Não, o termoacumulador não é conhecido pela sua eficiência. Mas, se tiver uma resistência fraca (há modelos que vêm de fábrica com duas resistências independentes de 800W cada) o seu consumo pode vir de painéis solares.
A vantagem desta solução face ao solar térmico é o menor custo de instalação, maior conveniência, e menor manutenção.

Melhor ainda seria uma bomba de calor, mas aí o investimento sobe bem...
Sem dúvida uma alternativa interessante para o excesso de produção.
Quem dimensiona um sistema para consumo no inverno acaba por ter um excesso significativo nos restantes 6-8 meses. Se apontarmos meio-termo efetivamente ficaremos melhor.

Quem vive num prédio acaba por ter sempre algumas (bastantes) condicionantes.


jmlflorencio
Membro Gold
Membro Gold
Mensagens: 1827
Registado: segunda jan 26, 2015 1:05 am
Estado: Desligado

Re: Autoconsumo - primeiras dúvidas

Mensagem por jmlflorencio »

Freddy_krueger Escreveu: Eu tenho um acumulador com +/-5 anos daqueles dos hipermercados baratuxos (acho que de 100l foi 90 EUR)...
Essa alteração é alguma coisa que uma pessoa comum consiga fazer?! Não queria ficar sem água quente (nem no verão) se não sou logo posto fora de casa!
Creio que é melhor ser um técnico. Não sei se há vários tipos de resistências, vários formatos e tamanhos, diferentes tipos de isolamento... Eu pediria a alguém para fazer.


Freddy_krueger
Membro Gold
Membro Gold
Mensagens: 1233
Registado: terça nov 07, 2017 8:33 am
Estado: Desligado

Re: Autoconsumo - primeiras dúvidas

Mensagem por Freddy_krueger »

jmlflorencio Escreveu: quinta fev 13, 2020 12:32 pm
Freddy_krueger Escreveu: Eu tenho um acumulador com +/-5 anos daqueles dos hipermercados baratuxos (acho que de 100l foi 90 EUR)...
Essa alteração é alguma coisa que uma pessoa comum consiga fazer?! Não queria ficar sem água quente (nem no verão) se não sou logo posto fora de casa!
Creio que é melhor ser um técnico. Não sei se há vários tipos de resistências, vários formatos e tamanhos, diferentes tipos de isolamento... Eu pediria a alguém para fazer.
Pois... mas entre técnico ver, encomendas, fazer... fico sem água... vou pensar mais a médio/longo prazo nisso
"Freddy Krueger"
PV: 1500w Autoconsumo (3 microinversores APSystems YC500)
EV: Nissan Leaf 2018 40Kwh
A.C.:Bomba Calor Daikin 16kw + Ventiloconvectores

Avatar do Utilizador

parito
Membro
Membro
Mensagens: 8
Registado: domingo jan 26, 2020 11:44 pm
Localização: Paris
Estado: Desligado

Re: Autoconsumo - primeiras dúvidas

Mensagem por parito »

fastnet Escreveu: quinta fev 13, 2020 12:08 pm
parito Escreveu: quarta fev 12, 2020 11:33 pm
fastnet Escreveu: terça fev 11, 2020 10:47 am Hummm tantas visualizações e ainda sem respostas.

Acho que o pessoal não tem muito tempo para ler.

Vou sintetizar as questões.
- O autoconsumo vale a pena nos moldes atuais? Qual a percentagem de consumo vale a pena cobrir considerando a flutuação anual?
- Quais as vossas experiências nos vossos projetos e DIY, face às exigências de equipamentos e instalações certificadas?
- O que fazem, ou gostariam de fazer, com o excesso da vossa produção?
- Com a vossa experiência e nas circunstâncias legais atuais (ausência de net metering), um sistema com acumulação faz agora mais sentido?

Obrigado
Boas , como ja foi dito , é um facto que em Portugal temos esse problema que é de nunca favorecer o pequeno cidadao seja no que for . Nao sou tecnico no assunto , mas sei que com o clima que temos em Portugal poderia-mos ter electricidade a um custo bem reduzido so com o sistema fotovoltaico , sem falarmos nas outras fontes como éolica que para o particular suponho que tenha pouco interesse . Eu tenho uma instalaço que fiz eu mesmo de 1,5 KW e funciona muito bem , comprei muito barato tudo usado mas em estado novo , nunca tinha sido ligada antes de eu comprar . O unico inconveniente actualmente é que eu desfruto pouco , sou emigrante vivo em frança e a instalaçao està quase sempre desligada por eu nao ter contrato de venda com nenhuma operadora . Mas se nao tivessemos esses contratempos burocraticos , o nosso pais seria um paraiso para a energia fotovoltaica . Estou a pensar comprar baterias e aumentar a instalaço para ficar autonomo a 100% , mas devido à nova legislaçao vou necessitar de uma firma profissional para me fazer a alteraçao , o que é complicado porque a maior parte das firmas preferem vender o material . Para mim o mais dificil de uma instalaço fotovoltaica em termos de investimento sao as baterias , alem de serem caras necessitam de manutençao e um tempo de vida curto em relaçao aos paineis , mas os preços continuam a baixar e quando encontrar uma firma que me queira fazer a transformaçao para mais potencia , colocarei baterias para ficar independente de qualquer operadora , ja tenho até um gerador para quando houverem aqueles dias de chuva seguidos no inverno . Para responder se vale a pena um autoconsumo em Portugal , eu diria que sim , mas é evidente que o ideal seria ter um minimo de conhecimentos da instalaço , para nao ficar dependente dos tecnicos comerciais pouco escrupulosos que infelizmente tambem temos esse problema , conheço instalaçoes com os paineis à sombra .
Sou novo nesta área não tenho conhecimento de histórias de "aproveitamento" de quem sabe pouco.
Para já o que constato é que existe muita gente a querer ganhar dinheiro. Se é licito que as empresas cobrem pelos seus serviços, cobrar por um mau serviço ou por serviços inexistentes parece pouco profissional.

Com a habitação maioritariamente desocupada, compensará evoluir para armazenamento?
no meu caso que nao habito o ano inteiro na casa com a instalaço , nao é nadinha rentavel , eu fiz a instalaço porque tenho a paixao de tudo o que funciona electricamente e era um sonho que queria realizar depois de muitos anos , para mim é um passatempo além de ser produtivo , e como paguei o equipamento barato , ja calculei antes da compra se valia a pena ou nao , como nao tenho gostos de luxos superfluos , permiti-me de me fazer prazer a meu gosto , mas para entrarmos em dados concretos , por exemplo no verao , produzo 8 KHW por dia com os paineis mal orientados , e consumo apenas metade , por isso se habitasse localmente so poderia ser rentavel . Temos que ter em conta quando ha avarias , consoante os tecnicos mais ou menos honestos , as despezas podem ser muito variadas , que no caso de um amador apaixonado e que tendo a instalaço ao mesmo tempo como hobby , esse problema é quase eliminado , sobretudo que os preços dos materiais baixaram muito e os materiais de melhor qualidade , embora com muitas avarias ainda . Quanto às firmas que querem ganhar dinheiro facil , é um grande problema e isso em todos os ramos nao so no fotovoltaico , suponho que se nao existisse esse problema haveria muito mais instalaçoes em Portugal , temos o melhor clima da europa para o fotovoltaico . E é uma pena que nao aproveitamos dele .
parito

Responder

Voltar para “Autoconsumo”